Força e movimento: concepções alternativas no Ensino Superior

Miguel Faccio, Luiz Marcelo Darroz, Cleci Teresinha Werner da Rosa, Wilson Leandro Krummenauer

Resumo


Quando se trata da disciplina de Física, são evidentes as dificuldades dos estudantes (Pérez, Rosa & Darroz, 2012), que, geralmente, apresentam conceitos construídos por experiências cotidianas em desacordo com a comunidade acadêmica (Carvalho, Vannuchi, Barros, Gonçalves & Rey, 2007). Diante disso, o presente trabalho expõe os resultados de uma investigação, de natureza qualitativa, que visou identificar se estudantes de Engenharia apresentam falhas conceituais relacionadas ao tópico força e movimento. Para a coleta de dados, utilizou-se um instrumento elaborado e validado por Silveira, Moreira e Axt (1989), e a interpretação dos resultados se deu mediante análises estatísticas. Os resultados demonstram que os participantes apresentam concepções alternativas na interpretação de situações que inter-relacionam força e movimento e força resultante e aceleração.

Palavras-chave


Concepções alternativas. Acadêmicos de Engenharia. Força e movimento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/reducarmais.3.2019.173-191.1483

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                                                      Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref   Logotipo do Latindex