https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/issue/feed Revista Educar Mais 2021-07-01T22:22:47+00:00 Nelson Luiz Reyes Marques reducarmais@gmail.com Open Journal Systems <p>A <em><strong>Revista Educar Mais</strong></em> é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias na Educação (PPGCITED) do CaVG/IFSul em parceria com os programas de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu) da UNIPAMPA e em Educação da Univille. A gestão editorial da Revista é executada pela Equipe do Programa Núcleo de Ensino de Ciências e Matemática (PRONECIM/CaVG/IFSul).</p> <p>Tem como objetivo divulgar a pesquisa científica, artigos de revisão e resenhas das áreas de Ensino e Educação da CAPES.</p> <p>A gestão editorial é automatizada por meio do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER) customizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). A avaliação é dupla cega pelos pares (double blind peer review).</p> <p>A revista adota o sistema editorial com <strong>fluxo contínuo</strong>. Todas as edições do ano corrente permanecerão abertas (In progress) e, à medida que os artigos forem aceitos e diagramados, serão inseridos na edição que ainda não estiver completa. Com isso, o fluxo de artigos será acelerado, aumentando o tempo de exposição do material que dará maior visibilidade a revista e aos trabalhos publicados por meio de citações.</p> <p><em>A revista não cobra nenhum tipo de taxa, seja para processamento, para autores ou para leitores.</em></p> <p>ISSN<strong> 2237–9185</strong> (<em>online</em>)</p> https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2387 As Tecnologias da Informação e Comunicação como possibilidade para a gestão da informação no âmbito da política de assistência estudantil 2021-04-21T21:39:56+00:00 Sheila de Sousa Teodosio sheilateodosio@gmail.com Dheysa Paulo Parente dheysaparente@yahoo.com.br Francisco Régis Vieira Alves fregis@ifce.edu.br <p>A assistência estudantil, que se materializa pelo Decreto nº 7.234/2010, tem por finalidade ampliar as condições de permanência e contribuir para o êxito estudantil. Para isso, oferta uma multiplicidade de ações e exige a intervenção de profissionais de diversas áreas, que precisam de dados dos estudantes para atendê-los nas suas necessidades individuais e coletivas. Este artigo objetiva discutir a importância do uso das TICs na gestão da informação no âmbito da política de assistência estudantil, visto que o uso de ferramentas inteligentes pode possibilitar a otimização da coleta, sistematização e integração dos dados estudantis. Utilizando uma abordagem qualitativa, a presente pesquisa é do tipo bibliográfica e documental, elaborada a partir de produções teóricas presente em artigos, dissertações e documentos públicos que versam sobre a temática. Concluiu-se que a utilização das TICs como ferramenta de gestão da informação na assistência estudantil é incipiente e se revela uma necessidade, uma vez que possibilitam uma melhor organização das informações, facilitando a tomada de decisões e qualificando os serviços ofertados.</p> 2021-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Sheila de Sousa Teodosio, Dheysa Paulo Parente, Francisco Régis Vieira Alves https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2390 Saberes e práticas sobre o corpo em movimento na Educação Infantil: perspectiva de professoras 2021-05-22T19:28:29+00:00 Dalila Maite Rosa Sena dalila_maite@hotmail.com João Guilherme Rodrigues Mendonça jgrmendonca@unir.br Cláudia Regina Mota dos Santos profclaudia33@gmail.com <p>Este trabalho tem por objetivo promover uma discussão e reflexão sobre o papel do corpo e movimento com e para as crianças da Educação Infantil e a sua importância para o desenvolvimento do pensamento reflexivo e autônomo das crianças, bem como identificar o conhecimento das professoras de um Centro de Educação Infantil do Município de Ji-Paraná/RO, sobre o “Corpo, Gestos e Movimentos” analisando as estratégias utilizadas para a realização das atividades. Para coleta dos dados utilizamos uma abordagem qualitativa. A pesquisa foi desenvolvida com sete professoras de um Centro Municipal de Educação Infantil da rede municipal de Ji-Paraná/RO. Realizou-se a análise dos dados partindo da articulação das informações obtidas com o referencial teórico que discutem a importância do movimento na Educação Infantil, Freire (1989, 2006), Garanhani (2008), Baecker (1996), Miranda (2008), entre outros. Como resultado, afirmamos que o movimento é de suma importância para o desenvolvimento integral da criança e deve ser considerado como parte essencial do planejamento do/a professor/a, uma vez que ele possibilita a aprendizagem em outras áreas do conhecimento.</p> 2021-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dalila Maite Rosa Sena, João Guilherme Rodrigues Mendonça, Cláudia Regina Mota dos Santos https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2406 Concepções de Ciências de professoras que atuam na Educação Infantil 2021-05-22T19:26:46+00:00 Rosanara Bourscheid rosanarab@gmail.com Judite Scherer Wenzel juditescherer@uffs.edu.br <p>O presente artigo contempla um estudo sobre algumas concepções que foram indiciadas por sete professoras que atuam na Educação Infantil ao responderem um questionário com uma questão aberta que se referia sobre como elas percebem o ensino de Ciências na Educação Infantil. Os dados coletados foram analisados por meio da Análise Textual Discursiva (MORAES; GALIAZZI, 2006) que possibilitou uma impregnação com o texto e, utilizamos categorias <em>a priori</em> já apontadas na literatura sendo elas: Instituição, Conhecimento e Método. Foi possível indiciar com mais ênfase uma compreensão de Ciência como Método, seguida pela do Conhecimento e, a que teve menos indícios foi a de Instituição. Os resultados indicam a necessidade de um contínuo processo de formação continuada para ampliar e qualificar as compreensões sobre o que é Ciências para assim qualificar o seu ensino e a prática pedagógica.</p> 2021-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Rosanara Bourscheid, Judite Scherer Wenzel https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2423 A subvenção de escolas públicas em São Leopoldo/RS nas primeiras décadas do século XX 2021-06-14T11:32:03+00:00 José Edimar de Souza profedimar@gmail.com <p>Objetivo do trabalho é identificar instituições escolares de ensino primário público<a href="#_edn1" name="_ednref1">[i]</a> que foram subvencionadas nas localidades do município de São Leopoldo/RS, especialmente, em Novo Hamburgo. Os documentos analisados procedem de fundos da instrução pública localizados em diferentes arquivos: Arquivo Público do Rio Grande do Sul, Arquivo do Museu Histórico Visconde de São Leopoldo, entre outros. Sob a perspectiva da História Cultural a investigação valeu-se da análise documental histórica, buscou construir aspectos do processo de escolarização neste município e nas localidades que compreendiam sua vasta extensão territorial entre a segunda metade do século XIX e o primeiro quartel do século XX.&nbsp; A escolarização pública neste espaço recebeu estímulo da experiência escolar que foram trazidas pelos imigrantes europeus e a forma de organização comunitária destes grupos sociais contribui para abertura de aulas, mesmo que de forma subvencionada em diferentes localidades.</p> <p>&nbsp;</p> <p><a href="#_ednref1" name="_edn1">[i]</a> Este trabalho consiste em um primeiro movimento de organização documental já compulsada em outros estudos e desdobrada no Projeto de investigação financiado pela FAPERGS título “XXXXXXXXXXXX e processo número XXXXXXXX”.</p> 2021-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 José Edimar de Souza https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2417 Mineração de dados educacionais com aprendizagem de máquina 2021-05-26T16:04:55+00:00 Vanessa Faria de Souza vanessa.souza@ibiruba.ifrs.edu.br <p>Com a o aumento da disponibilidade de dados, sobretudo no contexto educacional, surgiram áreas específicas para extração de informações relevantes, como a Mineração de Dados Educacionais (MDE), que integra inúmeras técnicas que dão suporte a captação, processamento e análises desses conjuntos de registros. A principal técnica associada a MDE é a Aprendizagem de Máquina, que vem sendo empregada a décadas no processamento de dados em diversos contextos, mas com o advento do Big Data houve uma intensificação na aplicação dessa técnica no intuito de extrair informações relevantes de uma enorme quantidade de dados. Nesse sentido, esse estudo tem como objetivo realizar a previsão do desempenho de alunos, em um conjunto de dados públicos, e comparar qual dos algoritmos de aprendizagem de máquina utilizados foi o mais eficaz, ademais indicar quais os principais atributos preditores para o desempenho dos alunos. Para isso foi implementado um processo de MDE baseado em 4 etapas: 1) Coleta de dados; 2) Extração de recursos e limpeza de dados (Pré-Processamento e Transformação); e 3) Processamento analítico e algoritmos; 4) análise e/ou interpretação dos resultados. Como resultado foi identificado que para o conjunto de dados utilizado neste estudo o algoritmo Árvores de Decisão foi o mais preciso – com uma acurácia de 87% – bem como foi constatado que atributos relacionados as atividades escolares são mais preditores para o desempenho dos alunos do que dados de características demográficas e socioeconômicas.</p> 2021-07-03T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Vanessa Faria de Souza https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2424 Retenção escolar: uma análise no curso de Licenciatura em Matemática do IFCE 2021-06-25T22:31:02+00:00 Denise de Araújo Silva Holanda denise.holanda@ifce.edu.br Heloisa Beatriz Cordeiro Moreira heloisa.beatriz@ifce.edu.br <p>A retenção é um fenômeno requer atenção uma vez que interfere no processo ensino aprendizagem e na conclusão dos cursos. A presente pesquisa tem como objetivo analisar a retenção no curso de Licenciatura em Matemática do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) <em>Campus</em> Cedro. A pesquisa foi de base qualitativa, cujo percurso metodológico incluiu pesquisa bibliográfica, documental e de campo. Adotou-se como técnica de coleta de dados o questionário eletrônico, articulado aos referenciais teóricos priorizados nesse estudo. A amostra da pesquisa foi composta de 43 discentes retidos do curso em análise de um total de 183 matriculados no curso. Os dados após coleta, foram ordenados e classificados através de gráficos, quadros e tabelas. Concluiu-se que a retenção se apresenta como uma problemática complexa, não sendo possível apontar um único fator determinante para ocorrência do fenômeno, tendo origem nos diversos fatores individuais dos estudantes, internos e externos ao ambiente institucional, sendo necessário a elaboração de estratégias para o desenvolvimento de ações para prevenção e acompanhamento dos estudantes retidos.</p> 2021-07-03T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Denise de Araújo Silva Holanda, Heloisa Beatriz Cordeiro Moreira https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2452 Competência autoria digital de idosos: uma revisão sistemática da literatura acerca dos conceitos 2021-07-01T22:22:47+00:00 Bruna Kin Slodkowski brunakinnuted@gmail.com Jacqueline Mayumi Akazaki jacquelineakazaki@gmail.com Leticia Rocha Machado leticiarmachado@yahoo.com.br Patricia Alejandra Behar pbehar@terra.com.br <p><span style="font-weight: 400;">O artigo tem por objetivo analisar acerca da </span><span style="font-weight: 400;">autoria e competências digitais </span><span style="font-weight: 400;">de idosos no contexto da educação. O número de ferramentas digitais desenvolvidas para a produção de materiais digitais cresce anualmente e, em paralelo, o interesse em criar conteúdo por idosos. Assim, é importante, investigar sobre o processo de autoria digital dos seniores nesse contexto. Nesta pesquisa, compreende-se que a autoria digital é uma competência. A metodologia adotada foi a revisão sistemática da literatura na qual se utilizou como fonte de pesquisa 9 bases no período entre 2015 e 2020. Foram analisados 138 artigos sobre a temática, sendo que somente 6 passaram pelos critérios de inclusão. Os dados apontaram que nenhum dos estudos compreendem a </span><span style="font-weight: 400;">autoria digital como uma competência para idosos. A partir disso, foi possível perceber uma lacuna entre a conexão dos conceitos de competências, pois em 83,35% dos estudos estão dissociados. Por fim, constatou-se que em 100% das pesquisas a inclusão digital de idosos surge através de cursos educacionais, no qual é possível ensinar acerca das tecnologias digitais como parte de um processo para a construção de competências digitais.</span></p> 2021-07-12T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Bruna Kin Slodkowski, Jacqueline Mayumi Akazaki, Leticia Rocha Machado , Patricia Alejandra Behar https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2384 Reflexões sobre as práticas de letramentos passíveis de transformações identitárias de profissionais que atuam como docentes na educação profissional 2021-05-24T16:02:24+00:00 Viviam Lorena Pereira Pereira viviamlorenap@gmail.com Veronice Camargo da Silva veronice-silva@uergs.edu.br <p>O presente artigo tem como objetivo reflexionar sobre as práticas de letramentos passíveis de transformações identitárias de profissionais que atuam como docentes na Educação Profissional na cidade de Bagé. A pesquisa tem caráter qualitativo e caracteriza-se como um estudo de caso. As estratégias metodológicas adotadas foram a aplicação e análise de um questionário a três professores atuantes no ensino técnico/profissionalizante. O estudo apoia-se teoricamente em autores como Nóvoa (2007, 2009), para falar de formação docente, nas palavras de Hall (2007, 2011), para abordar as questões de identidade docente e pauta-se nos Novos Estudos de letramentos propostos por Street (1984, 2006), Kato (1986) para compreender os letramentos existentes no fazer docente. Os resultados obtidos nesse estudo apontam as múltiplas transformações que atravessam os sujeitos quanto a sua identidade. Ainda foi possível visualizar que essas metamorfoses ocorrem de acordo com a realidade e contexto vividos e que destes emergem distintas práticas de letramentos.</p> 2021-07-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Viviam Lorena Pereira Pereira, Veronice Camargo da Silva https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2404 Uma prática de laboratório para equações diferenciais parciais: condução de calor em uma barra de cobre 2021-06-17T10:33:20+00:00 Marcelo Lacortt marcelolacortt@ifsul.edu.br Alexandre Pitol Boeira alexandre.pitol@passofundo.ifsul.edu.br Anselmo Rafael Cukla cukla.anselmo@gmail.com <p>Considerando que aulas práticas tornam o processo de ensino e aprendizagem mais agradáveis e significativos, assim como, buscando propor aos alunos um melhor entendimento do assunto equações diferenciais parciais, neste trabalho, foi realizado um experimento envolvendo ensaios de laboratório e o uso de equações diferenciais. A pesquisa em questão aborda um problema de condução de calor, o qual foi desenvolvido em dois momentos, o primeiro foi um ensaio em laboratório no qual foi realizado o aquecimento de uma barra de cobre. Já a segunda análise do problema foi abordada analiticamente, pela modelagem matemática da função condução de calor, a qual foi obtida pela equação diferencial parcial que descreve o fluxo de calor em uma barra. Dessa forma, o trabalho, em específico, consiste no estudo térmico realizado em uma barra de cobre cujas extremidades foram isoladas, e, durante o ensaio, a barra foi inicialmente aquecida e posteriormente resfriada até a temperatura ambiente, comparando assim os resultados obtidos via experimentação prática com os resultados obtidos pela solução analítica, através da equação condução de calor. Para coleta de dados no laboratório, foram utilizados sensores de temperatura e, para obtenção dos resultados pela equação condução de calor, foi utilizado o <em>software</em> Maple. De posse dos dados, foram feitas análises dos resultados e do comportamento, com o auxílio de tabelas e gráficos. Os resultados obtidos foram satisfatórios, com semelhanças significantes entre ambos os experimentos, implicando assim na viabilidade de aplicação da tarefa prática no desenvolvimento da disciplina.</p> 2021-07-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Marcelo Lacortt, Alexandre Pitol Boeira, Anselmo Rafael Cukla https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2431 Expectativa versus realidade: experiências, percepções e desempenhos discentes frente ao ensino remoto 2021-06-16T13:33:12+00:00 Valesca Brasil Irala valescairala@unipampa.edu.br Leandro Blass leandroblass@unipampa.edu.br Maria Regina de Oliveira Casartelli mariacasartelli@unipampa.edu.br Cristiano Saldanha da Silva cristianosilva.aluno@unipampa.edu.br <p style="margin: 0cm; text-align: justify;"><span style="font-size: 11.0pt;">Esta pesquisa busca descrever dois macro-construtos: a&nbsp;autoeficácia percebida (ao início e ao final do primeiro semestre remoto) e as expectativas (as esperadas ao início do semestre e as observadas ao final do mesmo semestre). Para tanto, foram analisados 135 estudantes que participaram de ambas as etapas de coleta de dados,&nbsp;em uma instituição pública brasileira de ensino superior, a partir da observação de médias e medianas e pelo Teste de Wilcoxon para grupos pareados. Também foram observadas as possíveis diferenças entre estudantes ingressantes e veteranos em termos de desempenho acadêmico. Ainda, estabeleceu-se um comparativo sobre o tempo de dedicação à Internet dos alunos para atividades acadêmicas e não-acadêmicas, antes e depois da experiência remota. Os indicadores de expectativas mostraram-se com maiores diferenças do que os de autoeficácia ao longo do semestre. Ainda, o tempo de uso de internet para atividades não-acadêmicas não sofreu mudanças, mas para as atividades acadêmicas houve alteração. Também, os alunos veteranos apresentaram resultados globais mais satisfatórios do que os ingressantes, o que reforça a necessidade de maior atenção institucional a esse seguimento. </span></p> 2021-07-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Valesca Brasil Irala, Leandro Blass, Maria Regina de Oliveira Casartelli , Cristiano Saldanha da Silva https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2440 A educação científica do campo 2021-06-25T22:53:26+00:00 Josiane de Souza josianesouza@ifsul.edu.br 2021-06-25T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Josiane de Souza