https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/issue/feed Revista Educar Mais 2022-05-22T13:53:30+00:00 Nelson Luiz Reyes Marques reducarmais@gmail.com Open Journal Systems <p>A <em><strong>Revista Educar Mais</strong></em> é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias na Educação (PPGCITED) do CaVG/IFSul em parceria com os programas de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu) da UNIPAMPA e em Educação da Univille. A gestão editorial da Revista é executada pela Equipe do Programa Núcleo de Ensino de Ciências e Matemática (PRONECIM/CaVG/IFSul).</p> <p>Tem como objetivo divulgar a pesquisa científica, artigos de revisão e resenhas das áreas de Ensino e Educação da CAPES.</p> <p>A gestão editorial é automatizada por meio do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER) customizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). A avaliação é dupla cega pelos pares (double blind peer review).</p> <p>A revista adota o sistema editorial com <strong>fluxo contínuo</strong>. A edição do ano corrente permanecerá aberta (In progress) e, à medida que os artigos forem aceitos e diagramados, serão inseridos na edição. Com isso, o fluxo de artigos será acelerado, aumentando o tempo de exposição do material que dará maior visibilidade a revista e aos trabalhos publicados por meio de citações.</p> <p><em>A revista não cobra nenhum tipo de taxa, seja para processamento, para autores ou para leitores.</em></p> <p>ISSN<strong> 2237–9185</strong> (<em>online</em>)</p> https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2627 A educação para além da escola: considerações sobre o ato de educar à luz de Paulo Freire 2021-10-26T11:05:12+00:00 keila Miotto keila.miotto@ifsuldeminas.edu.br Luis Carlos Negri luis.negri@ifsuldeminas.edu.br Atílio Catosso Salles atilioc@univas.edu.br <p>O presente artigo dirige o seu olhar para algumas práticas educacionais no sentido de buscar reflexões que possam auxiliar na construção de uma educação emancipatória e libertadora (FREIRE, 1987). Levantamos inicialmente algumas considerações para construir um debate que possa promover essa educação para além dos muros da escola e dissertamos sobre o ato de educar e o processo de formação do educador. E, por fim, à luz de Paulo Freire (1967; 1979; 1987), procuramos tratar dessa educação libertária e dialógica que nos impulsionou a meditar no decorrer dessas páginas e que pretende inquietar, agitar e incomodar a realidade preexistente. Ao contrário da educação bancária, essa nova ação pedagógica proposta por Paulo Freire, quer tirar o aluno de sua zona de conforto, e colocá-lo como parte da construção do conhecimento. E é a partir dessas inquietações que buscamos promover esse momento de diálogo e de reflexões.</p> 2022-01-03T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 keila Miotto, Luis Carlos Negri , Atílio Catosso Salles https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2635 A formação do tradutor e intérprete educacional em Minas Gerais: análises e reflexões de intérpretes formadores 2021-10-25T16:41:13+00:00 Thiago Lemes de Oliveira thilemesoli@gmail.com <p>A função do tradutor intérprete de Libras foi reconhecida como profissão no Brasil pela Lei Federal 12.319 de 2010. Esta lei que, por consequência, reconhece a função do intérprete educacional, não dá providências específicas quanto a instituição de cursos de formação em nível superior ou técnico destes profissionais. Esta pesquisa tem por objetivo, analisar e refletir os impactos deste problema na sua identidade profissional e consequentemente de sua atuação na área educacional a partir da ótica, reflexão e análise dos Intérpretes de Língua de Sinais Formadores (ILSF). A análise de dados desta pesquisa foi realizada a partir do estudo das legislações específicas quanto a formação profissional, das produções científicas sobre as atribuições e identidade do Tradutor e Intérprete de Língua de Sinais Educacional (TILSE) e dos Intérpretes de Língua de Sinais Formadores (ILSF), e dos depoimentos dos formadores de TILSEs do estado de Minas Gerais. Os resultados dessa pesquisa apresentam, portanto, um problema relacionado a formação e as atribuições funcionais desses profissionais aos seus pares, à sociedade civil, ao poder público e às instituições de ensino superior.</p> 2022-01-03T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Thiago Lemes de Oliveira https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2648 Ensino da Geometria nos anos finais do Ensino Fundamental: um problema sistêmico 2021-11-12T13:56:46+00:00 Débora de Sales Fontoura da Silva Frantz debora_frantz@hotmail.com Vanilde Bisognin vanilde@ufn.edu.br <p>O presente artigo é uma pesquisa bibliográfica cujo objetivo consiste em investigar alguns fatores que nos permitam enxergar as dificuldades apresentadas no ensino de geometria no Ensino Fundamental como um problema sistêmico. Para tanto, buscamos informações nos documentos do Programme for International Student Assessment - PISA, bem como em relatórios fornecidos pelo Inep, dos quais mostraremos os resultados do desempenho médio em Matemática e os níveis de proficiência de alunos participantes do Brasil e da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e o desempenho desses alunos na categoria de conteúdo, espaço e forma, na disciplina de Matemática. Esses resultados representam indicativos que nos permitem deduzir que não é de hoje os obstáculos no ensino de geometria no Ensino Fundamental, pois não é somente um problema citado por alguns docentes de forma isolada, mas, sim, é um problema típico do mundo em que vivemos.</p> 2022-01-03T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Débora de Sales Fontoura da Silva Frantz, Vanilde Bisognin https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2608 A falta de inserção do Parque Estadual do Espinilho enquanto espaço de formação ambiental 2021-11-07T21:11:49+00:00 Allyson Henrique Souza Feiffer allysonfeiffer@gmail.com Fernando Icaro Jorge Cunha icaro729@gmail.com Leonardo Barboza Benites leonardo-280898@live.com Ailton Jesus Dinardi ailtondinardi@gmail.com <p>Este projeto objetivou analisar a visão dos educandos do ensino fundamental (ciclo final) sobre o Parque Estadual do Espinilho (PEE) com o intuito de se desenvolver uma proposta de aproximação dos educandos e da comunidade escolar com o PEE através da promoção da Educação Ambiental. O trabalho foi desenvolvido no ano de 2018, em parceria com a Escola Estadual de Ensino Médio Nilza Corrêa Pereira (Barra do Quaraí-RS), com estudantes de duas turmas do ensino fundamental II, uma turma do 6º ano (ano inicial deste ciclo), com 14 educandos e de uma turma do 9º ano (ano final do ciclo) com 17 educandos, através da aplicação e análise de um questionário com quatro questões abertas. Como resultados pode-se inferir que os educandos desconhecem a área do PEE, que o conceito de seres vivos presentes no parque são retratados na forma de animais, porém de animais exóticos, pertencentes a outros biomas. Como considerações finais observa-se que o PEE não é utilizado enquanto espaço de ensino pela escola, sendo que o desenvolvimento de projetos que envolvam esta unidade de conservação, como instrumento para a promoção da Educação Ambiental e reflexão sobre as questões regionais, a partir da biodiversidade vegetal e animal faz-se necessário.</p> 2022-01-03T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Allyson Henrique Souza Feiffer, Fernando Icaro Jorge Cunha, Leonardo Barboza Benites, Ailton Jesus Dinardi https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2609 A educação por meio do ensino remoto com turmas do 1º ao 5º ano em tempos de pandemia de COVID-19 2021-12-01T12:03:16+00:00 Vinícius Galindo viniciusgalindo@yahoo.com.br Kelly Mescua kelly_mescua@hotmail.com Victor Vezzaro 1702622@aluno.univesp.br <p>O presente trabalho tem como objetivo desenvolver uma reflexão em relação aos impactos da pandemia na educação sobre: a reorganização da escola, o uso das tecnologias e o trabalho do professor por meio do ensino remoto com turmas do 1º ao 5º ano. A metodologia deste trabalho foi a revisão bibliográfica e documental de natureza qualitativa. Com o surgimento da pandemia da COVID-19, as escolas enfrentaram uma nova realidade em relação aos seus espaços e às dificuldades enfrentadas pelos educadores em adaptar suas ações pedagógicas por meio do ensino remoto emergencial. Ficou evidente esta nova organização escolar em relação a sua dinâmica social, possibilitando a utilização das tecnologias como ferramenta pedagógica no processo de ensino-aprendizagem. Portanto, as escolas se reinventaram ao tornar suas ações relevantes conforme o contexto do educando e propiciaram a abertura de novos caminhos para o seu funcionamento e o processo de ensino-aprendizagem, visando a uma educação de qualidade em todas as esferas humanas.</p> 2022-01-03T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Vinícius Galindo, Kelly Mescua, Victor Vezzaro https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2700 “A casa torta” e a formação pedagógica: deslizando os sentidos da infância 2022-01-12T13:13:53+00:00 Gleici Kelly de Lima g.lima@unesp.br Mário Ferreira Resende mario.resende@ifc.edu.br Sara Nunes sara.nunes@ifc.edu.br <p>Este trabalho toma a obra "A Casa Torta" como ponto de injunção de três planos discursivos entorno da representação da infância. 1º, da autora, Agatha Christie, circunscrita pelas regras que regem o romance policial enquanto gênero literário. 2º, da narrativa, a criança Josephine, elevada ao estatuto de personagem conceitual, e, 3º, da experiência da leitura desse livro como possibilidade para o processo de formação em pedagogia. Propõe-se a articulação desses planos como forma de contraposição aos discursos homogeneizadores entorno da infância, como efeito de deslocamentos na produção dos sentidos. Apoiados pela Análise de Discurso Francesa, que assinala os limites das interpretações como o próprio lugar do trabalho do analista, destacamos a potência da representação da criança torta quando desconectada do erro ou do patológico, e atrelada à presença de um hiato que nos desafia a preencher com a precariedade da palavra. Nesse mesmo processo, a criança torta na educação é aquela que resiste tanto às rotinas escolares, quanto à aprendizagem, colocando-se em posição deslocada e dando a ver o processo de produção de sentidos em suas formas históricas.</p> 2022-01-13T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Gleici Kelly de Lima, Mário Ferreira Resende, Sara Nunes https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2640 Letramentos no curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio: uma estratégia interdisciplinar 2022-01-03T12:56:31+00:00 Irene Amado Teixeira Barbosa yreneamado@gmail.com Marcelo de Faria Salviano marcelo.salviano@ifb.edu.br Veruska Ribeiro Machado veruska.machado@ifb.edu.br <p>O objetivo deste artigo é discorrer sobre as possíveis contribuições de uma proposta interdisciplinar de letramentos com foco em gêneros discursivos, utilizando-se o contexto local, aplicada no curso técnico em agropecuária integrado ao ensino médio do IFB Campus Planaltina. Os fundamentos teóricos abordam o ensino de Língua Portuguesa com fins de Educação Profissional e Tecnológica e apoiam-se na abordagem dos letramentos e nos estudos sobre gêneros discursivos. Os dados obtidos tiveram origem em pesquisa-ação com aplicação de sequências didáticas. Os resultados demonstram que os letramentos com uso de gêneros discursivos e contexto local desenvolvem competências de autonomia e protagonismo entre os alunos.</p> 2022-01-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Irene Amado Teixeira Barbosa, Marcelo de Faria Salviano, Veruska Ribeiro Machado https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2472 Crenças de autoeficácia de estudantes e professores de Física do Ensino Superior 2022-01-18T12:00:21+00:00 Gustavo Bopsin gustavobopsin@gmail.com Charles Guidotti charles.guidotti@gmail.com <p>Neste artigo apresentamos um estudo que buscou investigar as crenças de autoeficácia de estudantes e professores de um curso de Licenciatura em Física ao aprender e ensinar física. Este estudo contou com a participação de oito estudantes e seis professores do referido curso de graduação. Os sujeitos responderam a questionários sobre suas crenças de autoeficácia em realizar determinadas tarefas no contexto de disciplinas de Física Geral e Experimental. Os resultados mostram que a maioria desses estudantes e professores possuem crenças de autoeficácia que variam de medianas a altas.</p> 2022-01-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Gustavo Bopsin, Charles Guidotti https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2624 As novas tecnologias da informação na educação: desafios, possibilidades e contribuições para ensino e aprendizagem 2021-12-16T12:14:55+00:00 José Luis Monteiro da Conceição luisuneb1@hotmail.com Fabricio Nicácio Ferreira nicacioassessoria@gmail.com <p>No século XIX, o ensino praticado pelos professores era tecnicamente inspirado na educação tradicional. As estratégias didáticas adotadas resumiam-se em aulas expositivas, mantendo-o como detentor do conhecimento e o aluno expectador. Com o passar do tempo, esse cenário foi modificado, principalmente pele a inserção de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC´s) no processo educativo. Contudo, ainda é perceptível a existência de empasses que devem ser superados. Neste sentido, o presente artigo tem como objetivo discutir as barreiras que impedem os professores utilizarem das TIC em suas aulas. Visa também, apresentar as contribuições que elas propiciam tanto para o aluno, quanto para o professor em benefício de uma aprendizagem integral e significativa. Assim, realizou-se um estudo bibliográfico com a sistematização de pesquisas empíricas brasileiras publicadas no período de 2016 a 2021. Constatou-se que existem barreiras que interferem na adoção das TIC no ambiente escolar, a saber: a resistência por parte do docente sobre o uso das ferramentas tecnológicas, equipamentos no ambiente escolar sucateados, falta de investimento em infraestrutura nas escolas, ausência de laboratórios de informática e falta de capacitação docente para usar a tecnologia. No entanto, foi consenso entre 100% dos estudos o quanto as TIC´s contribuem efetivamente para a prática pedagógica do professor e, sobretudo na aprendizagem do aluno.</p> 2022-01-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 José Luis Monteiro da Conceição, Fabricio Nicácio Ferreira https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2675 Qualidade de vida no trabalho remoto compulsório em tempos de pandemia COVID 19: análise em uma instituição federal de educação no sul do Brasil 2022-01-28T20:19:48+00:00 Denise Corrêa Martins Venâncio denisevenancio01@hotmail.com Stela Mara de Oliveira Rodrigues rodriguesstela62@gmail.com Milena Garcia da Silva milena.garcia@ifsc.edu.br <p>Esta pesquisa teve como objetivo identificar, em um censo institucional, perguntas relacionadas à qualidade de vida no trabalho remoto compulsório/QVTRC. Trata-se de uma pesquisa exploratória, descritiva e documental, de natureza qualitativa. O documento, objeto do estudo dessa investigação, foi uma pesquisa realizada pela instituição para conhecer a realidade dos seus trabalhadores nesse novo modelo de trabalho no contexto da pandemia (censo institucional). Constatou-se que havia questões que investigavam a QVTRC, porém o instrumento carecia de outras perguntas que propiciassem a investigação deste fenômeno de forma integral. Diante disso, ao final do trabalho, sugeriu-se inclusão de questionamentos que propiciassem a investigação de todos os fatores pertencentes a cada dimensão constituinte do fenômeno “qualidade de vida no trabalho”. Dessa forma, a instituição poderia ter subsídios, advindos de pesquisa quantitativa, para elaboração de intervenções institucionais referentes à QVTRC.</p> 2022-02-03T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Denise Corrêa Martins Venâncio, Stela Mara de Oliveira Rodrigues, Milena Garcia da Silva https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2703 Estado da questão acerca da confluência entre sexualidade e ensino de Ciências 2022-01-21T12:27:04+00:00 José Wilker Moraes Vieira wkrmoraes@outlook.com Raquel Crosara Maia Leite raquelcrosara@ufc.br <p>O objetivo deste artigo é compreender a relação entre a sexualidade e a educação em ciências na escola no período atual (2016-2021). Para isso, realizamos o Estado da Questão, um levantamento bibliográfico rigoroso, do qual através do Portal de Periódicos Capes, Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD) e Atas do Encontro Nacional de Ensino de Biologia (ENEBIO) destacamos oito trabalhos. Percebemos que há trabalhos que elencam a discussão social da sexualidade, entretanto, ainda há uma hegemonia de discussões de caráter normatizador. Por fim, foi possível destacar que todos os trabalhos analisados sugerem a ampliação das discussões acerca da sexualidade na formação inicial e continuada a fim de uma quebra de paradigma.</p> 2022-02-05T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 José Wilker Moraes Vieira, Raquel Crosara Maia Leite https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2697 O acesso à educação por mulheres presas: a educação nas prisões em perspectivas de gênero 2022-01-04T21:00:49+00:00 Fernando da Silva Cardoso cardosodh8@gmail.com Alanna Bomfim alannabomfim@gmail.com <p>A presente pesquisa tem a finalidade de problematizar como o direito à educação é garantido quando se trata da realidade de mulheres presas. Sob um olhar e perspectiva de gênero, o cenário jurídico e educativo que resguardam tal direito é lido a partir de um recorte gendrificado como forma de discutir as lacunas que prejudicam a garantia do direito à educação ao referido público.&nbsp; De cunho qualitativo, e instrumentalizado a partir de uma revisão de literatura, o estudo evidencia algumas das questões de gênero que estão imbrincadas com o acesso à educação por mulheres presas, assim como as condições sociais que as envolvem e quanto à oferta da educação no cárcere. Os achados apontam para as disparidades que envolvem a realidade vivida no cárcere, à falta de profissionais na área de ensino, aos aspectos relacionados à arquitetura, às vagas e ao desrespeito à singularidade de mulheres presas. Por fim, argumentamos que existe dada invisibilidade, perpetuada pelo Estado, no que diz respeito às questões educacionais no cárcere e à quebra com estereótipos de gênero que, em linhas gerais, dificultam a singular garantia do direito à educação para as mulheres presas.</p> 2022-02-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Fernando da Silva Cardoso, Alanna Bomfim https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2691 Mineração de dados educacionais com algoritmos de regressão: um estudo sobre a predição do desempenho 2022-02-17T10:26:54+00:00 Vanessa Faria de Souza vanessa.souza@ibiruba.ifrs.edu.br Sílvio Cézar Cazella silvioc@ufcspa.edu.br <p>Com a o aumento da disponibilidade de dados, sobretudo no contexto educacional, a Mineração de Dados Educacionais (MDE) tem se tornado cada vez mais importante para a tomada de decisão neste contexto. Um dos principais objetivos da MDE é a predição do desempenho, pois quando se sabe de forma antecipada sobre a performance dos alunos, é possível intervir evitando reprovações, e até mesmo a evasão. Nesse sentido, esse estudo tem como objetivo realizar a previsão do desempenho de alunos, em um conjunto de dados públicos, utilizando algoritmos de Regressão, ademais indicar quais os principais atributos preditores para o desempenho dos alunos. Para isso foi implementado um processo de MDE baseado em 4 etapas descritas por Aggarwal (2015). Como resultado foi identificado que para os dois conjuntos de dados analisados a Árvores de Decisão foi o mais preciso, com uma acurácia de 90% para a disciplina de Matemática, e o <em>Random Forest</em> teve o melhor desempenho para os dados referentes a disciplina de Português, 80% de precisão. Além disso, constatou-se que atributos relacionados as atividades escolares são mais preditores para o desempenho dos alunos, todavia alguns atributos decorrentes de características demográficas e socioeconômicas, também influenciam no desempenho.</p> 2022-02-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Vanessa Faria de Souza, Sílvio Cézar Cazella https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2611 Técnico-administrativos em educação das IFES: carreira e institucionalidade 2021-10-08T11:28:31+00:00 Guilherme Basso dos Reis camaradaguilherme@gmail.com Márcia Valéria Paixão valeria.paixao@ifpr.edu.br <p class="Thema-Resumo2" style="line-height: 110%; margin: 0cm 1.15pt 12.0pt .3pt;"><span style="color: windowtext;">Os técnico-administrativos em educação (TAEs) representam uma das três categorias que compõe a comunidade acadêmica das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), junto aos docentes e discentes. Este trabalho apresenta o desenvolvimento histórico desta carreira, em sua relação com as disputas na sociedade brasileira, a legislação e o contexto institucional. A pesquisa bibliográfica e documental (legislação) desenvolvida aponta que a conquista do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação (PCCTAE), obtida através de processos de luta, reivindicação e negociação da categoria, apresenta-se como um momento importante e fundamental na definição de identidade da categoria. O mesmo se dá com os avanços obtidos na legislação de criação dos Institutos Federais e em seus regulamentos próprios. Desta forma, através destas conquistas, o desenvolvimento da carreira dos servidores TAEs passa a ser associado ao planejamento institucional e aos projetos e políticas públicas nacionais.</span></p> 2022-02-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Guilherme Basso dos reis, Márcia Valéria Paixão https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2723 Somos natureza na Terra-pátria: visões decoloniais do complexo planetário 2022-02-18T13:35:25+00:00 Milagros Elena Rodriguez melenamate@hotmail.com <p><em>Na presente investigação rizomática transmetodológica, com o transparadigma complexo analisamos o lema: somos natureza no planeta terra, a partir de visões decoloniais complexo-planetárias, como objetivo complexo de estudo cogitativo. A investigação é realizada com a hermenêutica compreensiva, ecosófica e diatópica nos momentos: analítico, empírico e proposicional; na linha de investigação: transepistemologias do conhecimento-conhecimento e transmetodologias transcomplexas. No momento propositivo, a religação faz sentido e com ela a reforma do pensamento do que é a vida no planeta-terra e com ela a devida consciência-consciência em favor da vida.</em></p> 2022-02-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Milagros Elena Rodriguez https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2685 Educação em Sexualidade & Extensão: construindo um cenário através das produções do Seminário de Extensão Universitária da Região Sul – SEURS 2022-01-12T14:14:02+00:00 Marcelo Alberto Elias marcelo.elias@ifpr.edu.br João Carlos Dutra Santana joaodutrafc@gmail.com <p>O contexto atual da educação brasileira, em especial no campo político tem apresentado grandes sinais de retrocesso, em especial no tangente a educação em sexualidade. Constantes são os ataques com cunho ultraconservador de líderes políticos ligados ao Ministério da Educação, isso acaba por dificultar a consolidação de uma educação em sexualidade dentro da concepção biopsicossocial. Nesse sentido, é preciso como forma de resistência encontrar possibilidades de ação frente a esses ataques, e a extensão universitária pode representar uma dessas possibilidades. Assim, o presente trabalho teve por objetivo conhecer a produção sobre educação em sexualidade no Seminário de Extensão da Região Sul – SEURS, e a partir dessa produção criou-se um panorama e identificar possíveis desdobramentos para novas estratégias em educação sexual. A pesquisa foi do tipo documental, a partir do “<em>corpus</em>” extraído dos anais do SEURS, com trabalhos que envolviam a educação em sexualidade. Como instrumento analítico foram utilizados princípios da análise de conteúdo. Assim, foram encontrados 22 trabalhos, o número de trabalhos é percentualmente pequeno quando comparado com o total de trabalhos do evento. Foi identificada ainda uma instituição predominante nas publicações e apresentaram uma predominância na visão biológica-centrada, porém, em muitos deles existiam uma tendência de concepção interseccionada com a biopsicossocial.</p> 2022-02-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Marcelo Alberto Elias, João Carlos Dutra Santana https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2646 Currículo, cultura e conhecimento: concepções e inferências 2022-02-01T23:14:36+00:00 Rejane Aguiar Alcântara Neves rejaneaguiaralcantara@gmail.com Natal Lânia Roque Fernandes laninharoque@gmail.com Patricia Ribeiro Feitosa Lima patriciafeitosa@ifce.edu.br <p>O objetivo deste artigo é refletir sobre as relações entre currículo, cultura e conhecimento, a fim de compreender os lugares que ocupam no campo dos estudos curriculares e nas discussões de teóricos que se debruçam sobre as implicações dessa relação para o fazer pedagógico. As teorias elaboradas sobre currículo têm discutido o currículo, a cultura e o conhecimento de acordo com o contexto histórico e de diferentes perspectivas. Os estudos culturais possibilitaram às teorizações curriculares uma concepção de conhecimento e de currículo como campos culturais sensíveis às relações de poder. Consideramos que não há possibilidades do currículo escolar existir sem influências dos processos culturais presentes nos contextos em que ele é vivenciado. Na prática, a relação conhecimento e cultura perpassa por todas as linearidades que o currículo possa apresentar, como por exemplo: base comum, parte diversificada e a prática cotidiana em sala de aula.</p> 2022-03-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Rejane Aguiar, Natal Lânia Roque Fernandes, Patricia Ribeiro Feitosa Lima https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2717 Contribuições de Bachelard para a Educação Infantil: sequência de ensino investigativa aplicada a crianças de 2 a 4 anos 2022-02-02T14:24:50+00:00 Adriana Mello Almeida Martins adrianaalmeida.aluno@unipampa.edu.br Márcia Maria Lucchese marcialucchese@unipampa.edu.br <p>O exercício da docência em Educação Infantil, na contemporaneidade requer uma postura investigativa relacionada à adoção de novas metodologias, o trabalho apresenta algumas das contribuições de Bachelard para esta perspectiva. Apresenta por objetivo geral refletir sobre as ideias do filósofo Gaston Bachelard, extraindo suas contribuições respectivas à produção do conhecimento, nos primeiros anos da Educação Infantil, considerando a epistemologia, a visão da Ciência e a evolução. O estudo conclui que para uma eficaz alfabetização científica da criança é preciso uma investigação de como se dá a construção do conhecimento científico infantil dentro e fora da escola. Nesta concepção para o eficaz Ensino da Ciência há necessidade de superação de obstáculos epistemológicos, sendo o caminho para esta superação a inserção de variáveis ambientais à dinâmica de ensino (compreendendo, sobretudo as relações destas variáveis com as vertentes de estudo), ou seja, a teoria bachelardiana considera por essência do método investigativo a produção do conhecimento de forma relevante e dentro dessa premissa, contribui valorizando o não e, sobretudo os conhecimentos que a criança traz consigo.</p> 2022-03-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Adriana Mello Almeida Martins, Márcia Lucchese https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2719 A saúde mental e o sofrimento psíquico de pós-graduandos: uma revisão de literatura em teses e dissertações 2022-03-12T11:47:01+00:00 Emanoela Thereza Marques de Mendonça Glatz manuglatz@hotmail.com Solange Franci Raimundo Yaegashi solangefry@gmail.com Fabiane Freire França prof.fabianefreire@gmail.com Simone de Souza ssouza2@uem.br Aline Arruda Rodrigues da Fonseca alineufpb@hotmail.com Liliam Keidinez Bachete da Conceição Rabassi liliamrabassi@gmail.com <p>A presente pesquisa teve por objetivo analisar o estado do conhecimento sobre a saúde mental e o sofrimento psíquico em pós-graduandos, orientando-se a partir de teses e dissertações produzidas no Brasil, entre os anos de 2005 e 2021. Concernente ao procedimento metodológico, trata-se de uma pesquisa de cunho bibliográfico do tipo revisão de literatura, na qual se realizou um levantamento sistemático na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) e no Catálogo de Teses de Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), a respeito da saúde mental e do sofrimento psíquico em discentes de pós-graduação. Foram encontrados, inicialmente, 34 estudos. Aplicados os critérios de inclusão e exclusão, foram selecionados 09 trabalhos, sendo 07 dissertações e 02 teses, para compor o <em>corpus</em> de análise. Os resultados revelaram que, em todos os estudos revisados, o sofrimento psíquico se faz presente entre os pós-graduandos, que apresentam, em sua maioria, sintomas e queixas, como a ansiedade e o estresse, além de pensamentos de morte. Ademais, compreende-se que é substancial que novas pesquisas e estudos aproximem a temática da saúde mental aos programas de pós-graduação e seus discentes, tendo em vista a escassa literatura sobre o tema.</p> 2022-03-16T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Emanoela Thereza Marques de Mendonça Glatz, Solange Franci Raimundo Yaegashi, Fabiane Freire França, Simone de Souza, Aline Arruda Rodrigues da Fonseca, Liliam Keidinez Bachete da Conceição Rabassi https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2474 Bullying: o que as escolas de Picada Café, com maior IDEB no RS estão fazendo para combater. 2021-09-19T15:51:07+00:00 Neusa Vanderleia Castro Wittmann neusawittmann@gmail.com Luciane Dittgen Miritz luciane.miritz@ufsm.br <p>O<em> bullying</em> pode ser considerado a ponta do iceberg da violência nas escolas e precisa de intervenções capazes de enfrentar os aspectos que impulsionam esse tipo de violência, buscando incentivar valores e atitudes de respeito e paz no ambiente escolar. O presente estudo buscou verificar o que as escolas do Município de Picada Café, com maior índice do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) no Rio Grande do Sul, estão fazendo para combater este tipo de violência. De acordo com o presente estudo, estas escolas reconhecem que há<em> bullying</em> e mantêm políticas claras com relação ao tema. Trabalham com textos, palestras, filmes, conversas e entre outros, buscam a aceitação e respeito ao próximo.</p> 2022-03-17T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Neusa Vanderleia Castro Wittmann, Luciane Dittgen Miritz https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2688 Inteligência emocional: revisão sistemática da literatura 2022-03-12T20:14:31+00:00 Tatiele dos Santos Telaska tatieletelaska@gmail.com Araceli Aparecida Machado Minho area.mm@hotmail.com <p>O trabalho tem como objetivo mapear as publicações científicas relacionadas à inteligência emocional no Brasil. A metodologia utilizada foi a revisão sistemática da literatura, realizou-se a busca por artigos indexados nas bases de dados <em>Scientific Electronic Library Online</em> (SCIELO) e Portal Regional da BVS. As palavras-chave utilizadas foram inteligência emocional e escola, em cada uma das bases selecionadas, juntamente com o descritor booleano and. Os principais resultados encontrados evidenciam que as pesquisas focam principalmente em alunos e professores, sem considerar a questão familiar, há poucas pesquisas sobre o assunto e ressalta-se a importância das e intervenções realizadas em relação à inteligência emocional. Entende-se então que, abordar sobre inteligência emocional com as crianças na educação infantil, pode auxiliar no desenvolvimento futuro, possibilitando que consiga lidar com suas emoções, frustrações e que possam ter relações interpessoais mais assertivas.</p> 2022-03-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Tatiele dos Telaska, Araceli Aparecida Machado Minho https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2712 A TDIC nos cursos de pedagogia da tríplice fronteira Brasil-Venezuela-Guyana 2022-02-05T12:08:42+00:00 Emerson Daniel de Souza Targino emersontargino2011@gmail.com Leila Maria Camargo apolium522@hotmail.com Enia Maria Ferst mestreenia@gmail.com <p>O trabalho procura pautar reflexões a respeito da discussão das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação – TDIC – e a abordagem a elas dada nos currículos de Pedagogia de duas Instituições de Ensino Superior localizadas na fronteira com a Guiana inglesa e a Venezuela, no extremo norte do Brasil. Com a pandemia da Covid-19, docentes de todo mundo foram pegos de surpresa por causa da pandemia e desafiados a mudar totalmente as rotinas e espaços de trabalho, reorientando suas práticas por meio do uso de tecnologias digitais e remotas. Frente ao desafio posto, focamos a olhar esta realidade através da análise sobre os cursos de formação de professores (as), tendo como lócus o estado de Roraima-Brasil e faz as seguintes indagações: Quais os possíveis desafios enfrentados pelo futuro docente na utilização das TDIC no contexto territorial da tríplice Fronteira? Qual a importância de formar profissionais da educação na perspectiva das TDIC? Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo, documental e exploratória, tendo como foco o currículo de dois cursos de licenciatura em Pedagogia de instituições públicas, em especial as disciplinas que se propõe discutir as TDICs. Como resultados preliminares, de forma geral, foi possível verificar que ambas as instituições procuram se adequar dentro das possibilidades que o momento exigia no que trata as tecnologias remotas nos currículos dos cursos mencionados. Todavia, ainda há muito que avançar no sentido das necessárias discussões éticas quanto a também as outras dimensões das tecnologias que estão a carecer de um debate mais crítico.</p> 2022-03-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Emerson Daniel de Souza Targino, Leila Maria Camargo, Enia Maria Ferst https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2683 Mídia e resíduos sólidos em tempos de pandemia: caminhos para a educação ambiental na escola 2022-03-04T18:55:46+00:00 Tainá de Souza Elias tainaeliass@hotmail.com Fátima Elizabeti Marcomin fatimaelizabetimarcomin@gmail.com Lidiane Gil Becker lidiane.gil@gmail.com <p>O trabalho objetivou analisar matérias sobre a gestão de resíduos sólidos, no ambiente escolar durante a pandemia, a partir de uma pesquisa documental em reportagens publicadas, de março a julho de 2020, em dois veículos midiáticos catarinenses. Das oito matérias, nenhuma delas tratou, diretamente, da gestão de tais resíduos no ambiente educacional. Quatro delas poderão subsidiar futuros processos formativos em Educação Ambiental (EA), já que se reportam à separação, coleta e destino de resíduos sólidos de algumas regiões do estado de Santa Catarina durante o momento pandêmico, ressaltando cuidados com o lixo produzido e com profissionais da área. O uso de tais materiais em processos de EA poderão suscitar reflexões críticas acerca do tema e de um possível planejamento à gestão dos resíduos nas escolas, no momento atual e pós-pandêmico, por conta dos riscos à saúde, para a formação de uma consciência crítica comprometida com a natureza, a sociedade e um repensar os padrões de produção e consumo atuais. Uma EA comprometida com a redução da desigualdade e vulnerabilidade social e a busca pela sustentabilidade socioambiental.</p> 2022-03-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 1970 Tainá de Souza Elias, Fatima Elizabeti Marcomin, Lidiane Gil Becker https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2731 Ensino remoto emergencial sob a perspectiva de estudantes do Ensino Superior 2022-03-24T13:43:19+00:00 Danielle Gonzaga da Silva daniellegonzaga9@gmail.com Luciana de Lima tecnodocencia.lab@gmail.com <p>O objetivo da pesquisa foi descrever as principais dificuldades identificadas por estudantes do Ensino Superior de instituições públicas e privadas de Fortaleza - Ceará durante o período de atividades remotas. A problemática que impulsionou a pesquisa está relacionada ao Ensino Remoto e seus efeitos sob a perspectiva dos estudantes, evidenciando as possíveis lacunas identificadas e os principais responsáveis pela sua reparação. A pesquisa se caracterizou como quantitativa descritiva pautada em levantamento, realizada com trinta e três discentes de faculdades e universidades públicas e privadas com matrícula ativa durante o período de realização das atividades acadêmicas remotas nos anos de 2020 e 2021. A pesquisa foi dividida em três fases: planejamento, coleta e análise de dados constataram-se que a escassez de recursos, de orientação pedagógica por parte da instituição de ensino, fatores psicológicos e a limitação ou escassez de recursos financeiros de apoio à permanência estudantil, além de outros fatores, afetaram significativamente o processo de aprendizagem durante esse período.</p> 2022-04-01T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Danielle Gonzaga da Silva, Luciana de Lima https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2718 Analogias no Ensino de Ciências: atividades desenvolvidas em um curso de formação continuada 2022-03-02T12:07:38+00:00 Hederson Aparecido de Almeida hederson.almeida@uenp.edu.br Renato Eugênio da Silva Diniz renato.es.diniz@unesp.br <p>O objetivo do artigo foi analisar como as atividades desenvolvidas ao longo de um curso de formação continuada possibilitaram professoras refletirem acerca do uso espontâneo de analogias. A pesquisa é de abordagem qualitativa e envolveu a participação de professoras de Ciências. O curso foi realizado em cinco encontros, tendo como tema o uso planejado da linguagem analógica no ensino de Ciências. Várias atividades foram desenvolvidas, como a leitura de um texto sobre o contexto histórico do surgimento da analogia ‘coração-bomba’ e a produção de planos de aulas. O curso foi gravado em áudio, e as reflexões das participantes foram analisadas por meio da análise textual discursiva. Devido o curso ter sido formulado na perspectiva reflexiva e colaborativa, as participantes puderam refletir sobre a sua prática com analogias, essencialmente espontânea. As atividades propiciaram a apropriação dos saberes essenciais para o uso de analogias planejadas. Raciocinar analogicamente é uma característica exclusivamente humana e natural. No entanto, é necessário que o professor tenha uma formação específica que o conduza a uma reflexão consciente.</p> 2022-04-01T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Hederson Aparecido de Almeida, Renato Eugênio da Silva Diniz https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2722 A importância do engajamento estudantil em vídeos educacionais: uma revisão bibliométrica 2022-03-06T14:37:04+00:00 Viviane Carvalho Moraes vivianecarvalho.aluno@unipampa.edu.br Sandra Dutra Piovesan sandrapiovesan@unipampa.edu.br Valesca Brasil Irala valescairala@unipampa.edu.br <p>O vídeo educacional como recurso didático ganhou espaço desde a Segunda Guerra Mundial; porém, com o avanço das tecnologias digitais na sociedade, tornou-se presente em diferentes ferramentas, plataformas e redes sociais, favorecendo o uso em sala de aula para potencializar a aprendizagem de conteúdos diversos. Dessa forma, o objetivo do trabalho é investigar, na literatura recente, as principais características dos vídeos para engajar os estudantes. Nesse contexto, o trabalho apresenta uma revisão com caráter descritivo da literatura internacional recente, a partir do ano de 2014. Com uma análise quantitativa e qualitativa dos dados, utilizando o Pacote <em>Bibliometrix</em> do <em>software</em> R e o <em>software Cmap Tools,</em> apresentam-se, de maneira geral, os principais conceitos sobre vídeo educacional, engajamento e características de um vídeo educacional que podem potencializar o engajamento dos alunos e, ainda, são mostrados em quais países esses estudos estão sendo desenvolvidos no mundo.</p> 2022-04-20T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Viviane Carvalho Moraes, Sandra Dutra Piovesan, Valesca Brasil Irala https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2777 Gestão escolar e clima organizacional: a influência da comunicação 2022-04-15T12:54:01+00:00 Tatiani Prestes Soares tatiani.201920298@unilasalle.edu.br Louise de Quadros da Silva louise.quadrosdasilva@gmail.com Hildegard Susana Jung hildegard.jung@unilasalle.edu.br Paulo Fossatti paulo.fossatti@unilasalle.edu.br <p>Este trabalho versa sobre a influência da comunicação na gestão escolar. Desse modo, apresentamos como objetivo analisar a influência da comunicação na gestão escolar em uma escola de ensino médio da rede estadual do Rio Grande do Sul. A presente pesquisa trata-se de um estudo de caso de caráter qualitativo. Os achados evidenciam que: a) existem diversos espaços informativos disponíveis; b) poderia haver uma gestão mais assertiva do clima organizacional, com manejo dos conflitos interpessoais, das decisões e da comunicação de forma geral. Considera-se que a comunicação assertiva desempenha um papel fundamental no clima organizacional escolar e está relacionada com a liderança adotada pelo diretor escolar e sua equipe.</p> 2022-04-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Tatiani Prestes Soares, Louise de Quadros da Silva, Hildegard Susana Jung, Paulo Fossatti https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2708 Desafios do ensino remoto: experiência utilizando técnicas mnemônicas no Ensino da Língua Inglesa para surdos 2022-04-05T11:23:08+00:00 Estêvam Farias Sá estevamfarias@yahoo.com.br Fernanda Grazielle Aparecida Soares de Castro fernandagas1@gmail.com Ana Paula de Castro apaulacastro76@gmail.com <p>Este artigo relata, sob o modo de observação, uma experiência de ensino remoto da Língua Inglesa para o aluno surdo numa perspectiva inclusiva. A disciplina Língua Inglesa é componente curricular presente no curso Técnico em Farmácia, ofertado por uma instituição federal de ensino e demonstra o trabalho e desempenho de equipe integrada por intérpretes de Libras e docente para estabelecer o ensino de qualidade da Língua Inglesa para o aluno surdo. A técnica adotada foi a mnemônica, partindo da premissa que o campo visual seria o mais explorado a fim de favorecer a associação entre imagens e vocabulário. Neste sentido, objetiva relatar o uso destas estratégias enquanto recurso mnemônico, no que diz respeito à aquisição de uma língua adicional para um aluno surdo, em estudo ocorrido no primeiro semestre de 2021. Observou-se que o aluno conseguiu relacionar, de maneira satisfatória, palavras e figuras aos seus significados.</p> 2022-04-28T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Estêvam Farias Sá, Fernanda Grazielle Aparecida Soares de Castro, Ana Paula de Castro https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2709 Saberes docentes no ensino de crianças com deficiência dos Anos Iniciais: um estudo no município de Capão da Canoa 2022-03-02T12:13:40+00:00 Taina Patricia Dias Messerschmitt tainamesserschmitt@hotmail.com Leandro Forell leandro-forell@uergs.edu.br <p>O presente artigo aborda conteúdo sobre os saberes docentes no ensino de crianças com deficiência e tem o objetivo de compreender quais são as fontes de conhecimentos que orientam a prática pedagógica de docentes de uma escola pública do município de Capão da Canoa com alunos com deficiência. Ainda, é utilizado concepções de Maurice Tardif (2010) sobre saberes docentes para analisar e refletir acerca desse universo que compõe a prática pedagógica. A metodologia escolhida foi a qualitativa com abordagem descritiva que assume a forma de estudos causais comparativos/estudos post facto. O instrumento de coleta dos materiais foi uma entrevista semiestruturada elaborada para três docentes dos anos iniciais de uma escola regular que possuem estudantes com deficiência em suas turmas. A pesquisa revelou que uma forma das professoras buscarem por novos saberes para integrar à prática pedagógica com alunos com deficiência, está ancorada, principalmente, na experiência profissional de outros docentes, assim, o diálogo com professores que estudam sobre educação inclusiva e que trabalham na mesma escola, são uma forma de orientar a prática e originar novos saberes.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong>Saberes docentes; Educação inclusiva; Experiência profissional.</p> 2022-05-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Taina Patricia Dias Messerschmitt, Leandro Forell https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2710 Seminário temático: estratégia para desenvolver as competências socioemocionais nas aulas de linguagens 2022-03-15T12:23:16+00:00 Jeferson Luis Lima da Silva prof.jefersonlima@gmail.com Sara de Oliveira Celso Cardoso profsarinhaespanhol@gmail.com <p>O uso de seminários na práxis pedagógica com as competências socioemocionais busca desenvolver no aluno a capacidade de resolução de problemas, autorregulação e empatia, que por sua vez, ajudam a melhorar o desempenho acadêmico e criam climas positivos na sala de aula. Neste contexto, este estudo objetivou construir uma análise da implementação de seminários temáticos nas aulas de Linguagens à luz do desenvolvimento das competências socioemocionais preconizadas pela Base Nacional Comum Curricular. Trata-se de uma pesquisa-ação desenvolvida em uma instituição de ensino particular do município de Porciúncula/RJ. Os resultados evidenciaram que o seminário temático possibilita o aluno a aprender habilidades de comunicação, questionar, apresentar, debater, utilizando-se das competências socioemocionais para trabalhar o dinamismo, gestão do tempo e flexibilidade. Além disso, a referida estratégia pode ser utilizada para o aprendizado ativo e profundo, sobretudo, desenvolver a inteligência socioemocional dos alunos, o que resulta no enriquecimento da aprendizagem em sala de aula e na responsabilidade dos discentes por seu próprio desenvolvimento.</p> 2022-05-02T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Jeferson Luis Lima da Silva, Sara de Oliveira Celso Cardoso https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2733 Que mulher é essa? A representação da mulher nos livros didáticos de ciências e biologia 2022-04-08T21:22:46+00:00 Juliana Vieira de Souza vieirajuliana510@gmail.com Marcelo Alberto Elias marcelo.elias@ifpr.edu.br <p>No decorrer da história da ciência notamos a ausência de mulheres como protagonistas de feitos científicos. O objetivo da presente pesquisa é investigar a forma como a mulher é representada nos livros didáticos de ciências do Ensino Fundamental II e de biologia do Ensino Médio. Os livros de ciências e biologia selecionados para análise foram os escolhidos no último Programa Nacional do livro Didático (PNLD), pelos professores do município de Ivaté, região noroeste do Paraná. Após a escolha dos livros, foi feita uma leitura por esgotamento, identificando as diferentes representações femininas. As representações foram selecionadas e analisadas quanto ao seu conteúdo e contexto histórico crítico. Os resultados obtidos nesse levantamento sugerem uma necessidade de reflexão acerca de novas possibilidades pedagógicas para a consolidação da visão baseada na igualdade de gêneros e fortalecimento da figura feminina na história da ciência.</p> 2022-05-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Juliana Vieira de Souza, Marcelo Alberto Elias https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2735 Natureza da Biologia, ensino por investigação e alfabetização científica: uma revisão sistemática 2022-04-22T15:56:52+00:00 Ana Júlia Soares Santana ana.soares@icbs.ufal.br Maria Danielle Araújo Mota danielle.araujo@icbs.ufal.br <p>O Ensino de Biologia pode oferecer o ambiente oportuno para levar a compreensão de como são realizados os estudos na Biologia enquanto Ciência, ou seja, pode promover a aprendizagem acerca da Natureza da Biologia, bem como o envolvimento no processo de Alfabetização Científica, mas para que isso ocorra é preciso uma prática pedagógica preocupada com essa finalidade, cujo Ensino por Investigação pode ser uma abordagem de grande relevância. Nessa perspectiva, a presente pesquisa tem o objetivo de analisar as Sequências de Ensino Investigativo de Biologia no Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), no Encontro Nacional de Ensino de Biologia (ENEBIO) e no Encontro de Ensino por Investigação (ENECI). Para tal, foi realizada uma Revisão Sistemática de Literatura, reunindo trabalhos que, ao serem analisados, revelaram elementos da Natureza da Biologia relacionados às características, aos recursos para o estudo e a experimentação na Biologia, assim como da Alfabetização Científica. &nbsp;</p> 2022-05-05T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Ana Júlia Soares Santana, Maria Danielle Araújo Mota https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2728 Modelagem Matemática, BNCC e a prova do ENEM de 2019: confluências e reflexões 2022-02-20T13:20:57+00:00 Claudia de Oliveira Lozada clalloz@yahoo.com.br Anneliese de Oliveira Lozada ans.lozada@gmail.com <p>Neste trabalho fazemos uma análise das questões da prova de Matemática e suas Tecnologias do Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM 2019 que ensejam a modelagem matemática. Para tanto, tecemos considerações sobre as habilidades e competências previstas pela Base Nacional Comum Curricular e a Matriz de Referência do ENEM para verificar as confluências, assim como para uma melhor análise utilizamos a pesquisa qualitativa e classificamos as questões de acordo com uma tipologia, fornecendo deste modo parâmetros balizadores acerca das articulações dos conhecimentos para a resolução das questões. Os resultados desta pesquisa demonstraram que há um quantitativo considerável de questões do ENEM 2019 que ensejam a modelagem matemática, sendo que houve uma preponderância do tipo 4, que são questões que podem ser resolvidas intuitivamente ou elaborando um modelo matemático, assim como uma prevalência do nível fácil nas questões analisadas e interdisciplinaridade com seis componentes curriculares da Educação Básica. Desta forma, trazemos uma nova reflexão sobre as modelagens matemáticas existentes, em especial, a modelagem matemática por meio de situações-problema e como o professor pode trabalhá-la nas aulas de Matemática, a partir de questões do ENEM.</p> 2022-05-06T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Claudia de Oliveira Lozada, Anneliese de Oliveira Lozada https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2727 Carreira e valorização profissional nas redes de ensino municipal e estadual de São Paulo 2022-04-09T11:24:40+00:00 Thiago Moreira Melo Silva thiago.mms02@gmail.com Vanessa Santana dos Santos vanessamimabb@gmail.com Márcia Aparecida Jacomini jacominimarcia@gmail.com <p>Os (as) profissionais do magistério dos sistemas públicos do estado e da cidade de São Paulo contam com legislações que regulamentam as relações de trabalho e suas carreiras. Neste sentido, o presente artigo investigou como as carreiras em ambas as redes têm apresentado medidas para a efetiva melhoria das condições de trabalho e valorização docente. Para tal, foram analisados os respectivos estatutos e planos de carreira. As análises encontram-se apoiadas em pesquisa documental, com foco na legislação nacional, estadual e municipal sobre relações e condições de trabalho do magistério, e bibliográfica, especialmente aquela que vem discutindo essa temática. Constatou-se que apesar da rede estadual apresentar uma carreira com mais referências a serem alcançadas quando comparada à rede municipal, os (as) docentes estaduais, devido a uma série de entraves demonstrados ao longo do artigo, se movimentam bem menos na carreira, não ultrapassando pouco mais do que as duas primeiras referências, ao contrário dos (as) docentes municipais, que se encontram melhor distribuídos (as) nas diversas referências de sua carreira e apresentam também vencimento base superior ao estadual. </p> 2022-05-10T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Thiago Moreira Melo Silva, Vanessa Santana Santos, Márcia Aparecida Jacomini https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2806 Sequência didática no ensino de lançamento oblíquo com auxílio de simulador da plataforma PhET 2022-05-10T15:11:46+00:00 Otávio Paulino Lavor otavio.lavor@ufersa.edu.br Elrismar Auxiliadora Gomes Oliveira elrismaroliveira@ufam.edu.br <p>O movimento oblíquo acontece a partir do lançamento de um objeto, em que os parâmetros iniciais são velocidade e ângulo em relação à horizontal. Prevendo a discussão desse conteúdo na educação básica, foi proposta uma sequência didática com discentes integrantes do PIBID, de forma que um simulador da plataforma PhET teve o papel de recurso auxiliar no desenvolvimento das atividades. A análise prévia, realizada no simulador, buscava analisar o número de tentativas realizadas para atingir o alvo a partir do lançamento de um objeto. Este alvo foi atingido após várias tentativas, sendo que nenhum discente relacionou o objetivo ao alcance dado por equações. O movimento foi discutido física e matematicamente, e a análise posterior solicitou o alcance de um foguete a partir de valores dados para velocidade e ângulo. Os resultados mostraram que todos os discentes chegaram ao valor de alcance, em que se avaliam os avanços de aprendizagem. Esses fatos colocam a sequência didática como metodologia capaz de agregar conhecimentos e as simulações como agentes potencializadores no processo educativo.</p> 2022-05-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Otávio Paulino Lavor, Elrismar Auxiliadora Gomes Oliveira https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2836 Relato de experiência: programa de aperfeiçoamento didático em patologia geral e sistemas na pandemia COVID-19 2022-05-22T13:53:30+00:00 Débora Salles debsalles@gmail.com Debora de Souza Santos debora.santos22@unifesp.br Andréa Cristina de Moraes Malinverni andreamoraesmalinverni@gmail.com <p class="tm6"><span class="tm7">A combinação de diversos elementos leva a uma boa qualidade de ensino, dentre os quais pode-se destacar a preparação dos discentes e docentes. O estágio em docência vai muito além de aprender a ministrar uma aula, pois o professor que se sente comprometido com seu aluno faz uso de recursos que proporcionarão sua motivação e aprendizagem real.&nbsp; O Programa de Aperfeiçoamento Didático é um Programa Institucional da Universidade Federal de São Paulo que atende a política de formação docente de pós-graduandos de Programas de Pós-Graduação , tendo como objetivo o desenvolvimento para a prática docente em todos os seus aspectos. O objetivo deste trabalho é relatar a experiência deste estágio em docência na unidade curricular de Patologia, para o segundo ano de graduação do curso de bacharel em Enfermagem da Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo. A atuação dos estagiários envolveu preparar e lecionar aulas supervisionadas, além de realizar e tutoria para a apresentação dos trabalhos finais da disciplina, entre outras atividades. Foram obtidos ótimos resultados quanto à interação entre estagiários e alunos, e o processo foi uma experiência ímpar, pois os estagiários passaram de uma posição de “recebedor” para “fornecedor” do saber, tendo como desafio democratizar o conhecimento.</span></p> 2022-05-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Débora Salles, Debora de Souza Santos, Andréa Cristina de Moraes Malinverni