Diferenças entre gênero na carreira do técnico em química: dos bancos escolares à atuação

Autores

  • Aline Batista de Sousa Universidade Federal do Rio Grande do Sul Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha
  • Tania Denise Miskinis Salgado Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.37-49.468

Palavras-chave:

Educação Técnica

Resumo

Homens e mulheres apresentam discrepâncias salariais, de condições e oportunidades de trabalho. Embora as mulheres estejam inseridas em 40 % das posições de trabalho do mundo ocidental, a minoria delas encontra-se em posições de liderança nos setores de gestão e na política. As mulheres são em maior número dentre os com maior escolaridade, em relação aos homens, e têm remuneração inferior às recebidas pelo universo masculino. Para fazer a mesma atividade, homens e mulheres recebem pagamentos diferentes. Neste artigo apresentamos os resultados de uma pesquisa sobre a atuação do profissional Técnico em Química, realizada por meio da aplicação de três questionários: um primeiro questionário voltado aos gestores dos setores de Pesquisa e Desenvolvimento da indústria química, um segundo questionário destinado aos Técnicos em Química atuantes nos setores de Pesquisa e Desenvolvimento destas empresas e por fim, um questonário aplicado aos alunos de um curso Técnico em Química. O número de alunas matriculadas nesse curso Técnico de Química é 2,7 vezes maior do que o número de alunos. O número de Técnicas em Química respondentes da pesquisa nas empresas avaliadas é 1,77 vezes maior do que o número de Técnicos em Química. O número de homens no papel de líder é 2,03 vezes maior do que o número de mulheres nesta função. Em uma amostra de gestores de laboratório com formação em Química em nível superior, doze dos 21 gestores fizeram também o curso Técnico em Química. Estes dados mostram que embora as mulheres estejam em maior número no Curso Técnico em Química e atuando como Técnicas em Química nas instituições, poucas chegam aos cargos de liderança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Batista de Sousa, Universidade Federal do Rio Grande do Sul Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha

Tania Denise Miskinis Salgado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Doutora em Ciências e mestre em Engenharia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre. Professora do Departamento de Físico-Química, Instituto de Química, UFRGS, Porto Alegre.

Downloads

Publicado

2017-08-05

Como Citar

Sousa, A. B. de, & Salgado, T. D. M. (2017). Diferenças entre gênero na carreira do técnico em química: dos bancos escolares à atuação. Revista Thema, 14(3), 37-49. https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.37-49.468

Edição

Seção

Ciências Humanas