A fábrica da célula

uma experiência interdisciplinar entre Biologia e Administração

Autores

  • Wemerson Castro Oliveira Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense – IFSul, Lajeado/RS – Brasil
  • Márcia Lima Santos de Cezere Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense – IFSul, Lajeado/RS – Brasil
  • Claire Gomes dos Santos Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense – IFSul, Lajeado/RS – Brasil
  • Denise de Oliveira Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense – IFSul, Erechim/RS – Brasil

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V23.2024.133-149.2934

Palavras-chave:

ensino de ciências, ensino técnico, ludicidade

Resumo

O presente trabalho, definido como um relato de experiência, com informações qualitativas e descritivas, promoveu a interdisciplinaridade entre as áreas de conhecimento de Biologia e de Administração (Métodos e Técnicas Mercadológicas e Fundamentos da Administração), envolvendo os alunos do primeiro ano do Curso Técnico em Administração – Modalidade Integrada ao Ensino Médio do Instituto Federal Sul-rio-grandense, Lajeado/RS. O foco principal da atividade interdisciplinar foi a analogia entre a célula e suas organelas com uma fábrica e seus departamentos. É composto pelas seguintes etapas: (a) Abordagens teóricas; (b) Pensando criativamente; (c) Construção artística e relação entre célula e fábrica; (d) Estratégia de produção de alimento; (e) Atividade culinária; (f) Piquenique biológico; e (g) Visita técnica. Para além de relatar a experiência, também foram apresentados materiais procedentes das atividades do projeto interdisciplinar. As ações realizadas em sala de aula e as que sobrevieram posteriormente foram expostas destacando os aspectos associados ao aprofundamento do ensino, da aprendizagem e da interação ocorrida entre os alunos de forma lúdica. A interdisciplinaridade fez com que os estudantes participassem mais ativamente das aulas dos conteúdos programáticos presentes na proposta, que foram prolongadas até mesmo após a finalização das atividades. Atrelado a isso, a autoavaliação potencializou a autonomia e a eficiência de todo o processo de avaliação e aprendizagem e potencializou características/elementos essenciais para o crescimento e amadurecimento do estudante como cidadão. Os resultados da experiência como um todo apontam para o desenvolvimento de habilidades importantes, como maior autonomia e maior criatividade por parte dos estudantes, o que lhes proporcionou um olhar mais ampliado sobre seu entorno e sobre as práticas de sala de aula.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wemerson Castro Oliveira, Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense – IFSul, Lajeado/RS – Brasil

Professor EBTT do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense - IFSUL. Pós-doutorando em Ciência e Tecnologia dos Alimentos pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) sob supervisão da Profa. Dra. Neila Richards e no Laboratório de Tecnologia de Alimentos da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, Portugal, sob supervisão da Profa. Dra. Beatriz Prior Pinto de Oliveira., Doutor em Microbiologia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (2016)- bolsista Capes, Mestre em Microbiologia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (2012) - bolsista CNPq, Especialista em Controle de Qualidade e Segurança Alimentar pelo Instituto Metodista Isabela Hendrix (2009), Graduado em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário de Caratinga (2006) e graduando em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Investigador do grupo de pesquisa LAQV-REQUIMTE - Portugal e Membro do grupo de pesquisa "Tecnologia de Lácteos Especiais" da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.Tenho experiência na área de Microbiologia e biologia molecular com ênfase em Microbiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: resistência bacteriana, bacteriocinas, compostos antimicrobianos, microbiologia de alimentos, silagem, diversidade microbiana, PCR, Real Time PCR, sequenciamento, metagenômica e etc. Além disso, possuo conhecimento em cromatografia gasosa (GS/MS) na caraterização de compostos voláteis e ácidos graxos.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/4906043209502220

Márcia Lima Santos de Cezere, Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense – IFSul, Lajeado/RS – Brasil

Mestra em Administração pela Escola de Negócios da PUCRS, especialista em psicologia organizacional pela FADERGS, bacharel em Administração de Empresas pela PUCRS. Tem formação pedagógica docente (Licenciatura) pela UERGS e formação em Dinâmica de Grupo pela Sociedade Brasileira de Dinâmica de Grupo. Possui mais de 20 anos de experiência profissional em empresas privadas, sendo alguns anos como sócia-gerente de negócio na área de alimentação. Exerce a docência desde 2009, com experiência nas disciplinas da área da administração. Atuou como docente na Escola Técnica Estadual Parobé/POA-RS nos cursos técnicos e no PRONATEC - Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego ago/dez 2014. Foi professora substituta no IFRS - campus Restinga, no período de 2013/2 a 2015/1. Desde 2017 é docente efetiva no IFSul - Instituto Federal Sul Rio-grandense, campus Sapucaia do Sul, no qual atua no eixo de Gestão e Negócios.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3405696442318128

Claire Gomes dos Santos, Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense – IFSul, Lajeado/RS – Brasil

Docente em regime de dedicação exclusiva no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul) - Campus Lajeado/RS. Doutora em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2011). Mestre em Administração (2006) e Economista (2003) pela mesma universidade. Coordenadora do Curso de Especialização Lato Sensu em Gestão de Micro e Pequenos Negócios no IFSul - Câmpus Lajeado. Entre suas publicações, encontram-se artigos em congressos e em periódicos qualificados como A2 e B1. Tem por interesse temas de pesquisa associados a Gestão de Pessoas, Cooperação Internacional para o Desenvolvimento, Terceiro Setor, Metodologias Qualitativas, Sociologia do Desenvolvimento, Desenvolvimento Regional e Local, Pobreza e Gestão Social.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0000356621266685

Denise de Oliveira, Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense – IFSul, Erechim/RS – Brasil

Doutora em Ciências Sociais pela Universidade do Rio dos Sinos (2021). Mestre em Administração pela Universidade Regional de Blumenau (2013). Graduada em Administração (2015) pela Universidade do Sul de Santa Catarina. Graduada em Formação Pedagógica de Docentes para a Educação Básica e Profissional pelo IFRS - Campus Sertão (2014). Graduada em Administração Pública (2010) pela Universidade do Sul de Santa Catarina. Experiências na área de gestão e negócios com ênfase em empreendimentos sustentáveis, prestação de consultoria empresarial e atividades de pesquisa aplicada. Temas de interesse em pesquisa, ensino e extensão: inovação social, protagonismo feminino, geração de renda, economia circular, empreendedorismo sustentável. Professora EBTT no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Erechim.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8850402061288329

Downloads

Publicado

2024-03-07

Como Citar

OLIVEIRA, W. C.; CEZERE, M. L. S. de; SANTOS, C. G. dos; OLIVEIRA, D. de. A fábrica da célula: uma experiência interdisciplinar entre Biologia e Administração. Revista Thema, Pelotas, v. 23, n. 1, p. 133–149, 2024. DOI: 10.15536/thema.V23.2024.133-149.2934. Disponível em: https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2934. Acesso em: 24 maio. 2024.

Edição

Seção

Ciências Humanas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)