Reflexões acerca da articulação entre o trabalho e a educação profissional e tecnológica no Brasil

Dirno Vilanova da Costa

Resumo


A Educação Profissional e Tecnológica relaciona-se diretamente ao trabalho. Este, enquanto produtor do ser humano, torna-se a categoria central do materialismo histórico- dialético defendido por Karl Marx. O objetivo deste artigo, que é parte de pesquisa de mestrado em andamento na Universidade Federal do Piauí, é refletir sobre a formação via EPT, constituída sob os pressupostos de uma formação tecnicista ou de formação integral do estudante/trabalhador. Para entender esse processo formativo, parte-se do questionamento: qual a relação entre as perspectivas de formação e concepção de trabalho tem mediado à formação de trabalhadores no Brasil? Propõe-se explicar a problemática apresentada pelas categorias trabalho e educação que estão ancoradas concepção da pedagogia histórico-crítica e nos pressupostos do materialismo histórico dialético. Para tanto, essa análise ancora-se, sobretudo, nos trabalhos de Marx; Saviani e Duarte; Frigotto, Ciavatta e Ramos; Manacorda; Santos; entre outros autores que discutem a temática em epígrafe, além de legislações e documentos oficiais, a exemplo da Lei 9394/1996 e do Decreto 5154/2004. Ao final, constatou-se que embora a formação via Educação Profissional e Tecnológica no Brasil tenha alcançado saltos qualitativos durante o percurso histórico, ainda prevalece uma formação técnica que necessita avançar no âmbito da formação crítica e emancipatória.


Palavras-chave


Educação profissional e tecnológica; formação; trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/thema.V16.2019.435-446.1427

Revista Thema

__________________________

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul).
Pelotas/RS - Brasil. 


Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref          

  Logotipo do Latindex