A Educação a Distância na Rede Federal e sua implementação no Instituto Federal Goiano

Autores

  • Joseany Rodrigues Cruz Instituto Federal Goiano - IF Goiano, Goiânia/GO - Brasil
  • Daniela da Costa Britto Pereira Lima Instituto Federal Goiano - IF Goiano, Goiânia/GO - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V22.2023.185-196.2040

Palavras-chave:

Educação a Distância, Rede Federal, políticas públicas, Instituto Federal Goiano

Resumo

No processo de implantação da Educação a Distância (EaD) no Instituto Federal Goiano (IF Goiano), algumas iniciativas têm se mostrado relevantes, por exemplo, a adesão a determinadas políticas de governo, tais como à Universidade Aberta do Brasil (UAB) e à Rede e-Tec Brasil, e à implementação de 20% da carga horária dos cursos presenciais técnicos integrados ao Ensino Médio e Superior na modalidade a distância. Essas ações configuram-se como estratégias não apenas para garantir o êxito dos alunos, mas também como meio para coibir a evasão. Para compreender as iniciativas do IF Goiano, o artigo traça um breve histórico da EaD no país e das políticas públicas para a modalidade destinadas à Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Para o processo investigativo, foi feita uma pesquisa bibliográfica e documental que privilegiou as legislações em vigor ou já revogadas e outros documentos, além de autores de referência. Nesse processo foram constatados muitos avanços, mas também alguns problemas na implantação da EaD no IF Goiano, sobretudo em decorrência da maneira como as políticas são definidas pelo governo, o que tem levado a instituição a focar em ações próprias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joseany Rodrigues Cruz, Instituto Federal Goiano - IF Goiano, Goiânia/GO - Brasil

É doutora em Educação pela Universidade Federal de Goiás. Possui mestrado em Linguística e Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e licenciatura em Letras e graduação em Jornalismo pela mesma universidade. É professora efetiva no Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal Goiano, membro da Rede de Pesquisa UniRede sobre qualidade e regulamentação no contexto da educação aberta, flexível ou a distância no Brasil e América Latina, membro do Grupo de Estudos em Tecnologias e Educação a Distância (GEaD/UFG/DGP-CNPq) e membro do Grupo de Trabalho de Institucionalização da EAD (FDE/Conif). Tem vasta experiência em Educação a Distância, atuando, desde 2014, no planejamento, criação, produção e validação de conteúdos educacionais voltados à Educação a Distância em diversas instituições de ensino. Já atuou na PUC Minas como produtora, repórter, apresentadora, editora, chefe de redação e editora-chefe na TV universitária. Na Universidade, foi também coordenadora de estágio de alunos dos cursos de jornalismo e letras, coordenadora de projetos de extensão para jovens carentes premiados pelo Festival de Cinema de Gramado e de vídeos educacionais. Foi também responsável por reportagens produzidas por estudantes para o Canal Futura da Rede Globo.

Daniela da Costa Britto Pereira Lima, Instituto Federal Goiano - IF Goiano, Goiânia/GO - Brasil

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Goiás (1995), especialização em Avaliação Educacional pela Universidade Católica de Goiás (2001), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Goiás (2005)/Bolsa PAPED-MEC, doutorado em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013)/Bolsa Fapeg-Goiás e Pós-Doutorado em Educação pela UFMT (2019)/Bolsa Capes/Fapeg. Professora Associada da Universidade Federal de Goiás no Curso de Pedagogia e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE/UFG (2022-atual). Editora Chefe da Revista Em Rede. Membro do conselho editorial da Revista Brasileira de Política e Administração da Educação - RBPAE, membro do Conselho Editorial da Revista Revelli (UEG), da Revista Exitus (UFOPA) e da Revista Série-Estudos da UCDB. Líder do Grupo de Pesquisa em Tecnologias e Educação a Distância (GEaD/UFG/DGP-CNPq). Foi consultora e elaboradora de dois Produtos Técnicos para o Conselho Nacional de Educação (CNE) e UNESCO sobre as Políticas Públicas de Educação Superior a Distância no Brasil, entre 2002 e 2012, seu processo de expansão, regulamentação, regulação e avaliação, incluindo análises da modalidade na Formação de Professores a distância e a respeito de possíveis indicadores de qualidade para seu desenvolvimento no país (2014). Coordenou a rede de pesquisa EaD Centro_oeste CNPq (2015-2019) e hoje coordena a Rede de Pesquisa EaD - Internacional Com apoio da Unirede (2019-2024). Foi vice-coordenadora (2019-2022) e hoje atual coordenadora da regional Centro-Oeste do GT-16 (Educação e Comunicação) da Anped (2023 - atual). Trabalhou no processo de implementação da UAB na UFG, como bolsista UAB no CIAR, nas seguintes frentes de trabalho: elaboração de material didático; designer pedagógico e instrucional; elaboração de cursos e materiais; tutoria, orientação acadêmica, coordenação de disciplina; e coordenadora do curso de Formação de Autores para EaD. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Políticas Públicas e Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas públicas, educação a distância, tecnologias e formação de professores para a educação infantil e para a educação superior.

Downloads

Publicado

2023-04-19

Como Citar

CRUZ, J. R.; LIMA, D. da C. B. P. A Educação a Distância na Rede Federal e sua implementação no Instituto Federal Goiano. Revista Thema, Pelotas, v. 22, n. 1, p. 185–196, 2023. DOI: 10.15536/thema.V22.2023.185-196.2040. Disponível em: https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2040. Acesso em: 2 mar. 2024.

Edição

Seção

Ciências Humanas