Investigação na Educação em Ciências: concepções e aspectos históricos

Autores

  • Charles Guidotti Instituto de Matemática, Estátistica e Física da Universidade Federal do Rio Grande.
  • Valmir Heckler Instituto de Matemática, Estátistica e Física da Universidade Federal do Rio Grande.

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.191-209.545

Palavras-chave:

Investigação. Educação em Ciências. Formação de Professores

Resumo

Nesse artigo, de cunho de teórico, objetivamos compreender aspectos históricos do termo investigação, na Educação em Ciências. Para isso, buscamos na literatura tanto nacional quanto internacional, interlocutores teóricos associados às distintas concepções assumidas ao longo da história ao termo investigação no contexto escolar. Significamos neste contexto: os primeiros sentidos do termo investigação em Ciências nos séculos XIX e XX; a investigação em documentos oficiais: cenário norte americano e brasileiro. Além disso, buscamos ampliar compreensões acerca de como a investigação perpassa o processo formativo de professores de Ciências no Brasil. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Charles Guidotti, Instituto de Matemática, Estátistica e Física da Universidade Federal do Rio Grande.

Possui graduação em Física licenciatura pela Universidade Federal do Rio Grande (2011) e mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande (2014). Atualmente é professor assistente da Universidade Federal do Rio Grande. Tem experiência na área de Física, com ênfase em ENSINO DE FÍSICA, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de física, Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação, experimentação e produção de material didático.

Valmir Heckler, Instituto de Matemática, Estátistica e Física da Universidade Federal do Rio Grande.

Doutor em Educação em Ciências pelo PPG Educação em Ciências da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), Mestre em Ensino de Física pelo IF da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Administração de Recursos Humanos, Licenciado em Ciências: Habilitação em Física e Matemática. Possui experiência profissional no Ensino de Ciências na Educação Básica, Ensino Superior, Gestão de Curso de graduação e Pós-graduação. Atua como professor no Programa de Educação em Ciências (PPGEC/FURG) e está coordenador no Programa de Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF) Polo_21_FURG. Docente da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) na área de Ensino de Física e Educação a Distância. Líder do grupo de pesquisa CIEFI - Comunidade de Indagação em Ensino de Física Interdisciplinar, tem como temáticas principais de Pesquisa: TIC na Educação em Ciências; Educação a Distância (EaD), pesquisa-formação online de professores, Experimentação em Ciências, Indagação online, Projetos investigativos na Escola.

Downloads

Publicado

2017-08-05

Como Citar

Guidotti, C., & Heckler, V. (2017). Investigação na Educação em Ciências: concepções e aspectos históricos. Revista Thema, 14(3), 191-209. https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.191-209.545

Edição

Seção

Ciências Humanas