Educação Matemática na Educação Infantil: o estado de conhecimento no período de 2010-2019

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2299

Palavras-chave:

Educação Matemática, Educação Infantil, Estado do Conhecimento

Resumo

O presente trabalho visa analisar e caracterizar produções científicas que discutem Educação Matemática na Educação Infantil. Para tanto, realizou-se um levantamento com os descritores “Educação Matemática” AND “Educação Infantil” no Catálogo de Teses e Dissertações da Capes (CTDC), Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), Portal de Periódicos da CAPES (PPC) e no Scientific Electronic Library Online – Scielo. Após primeira leitura, analisaram-se somente os estudos que possuíam crianças na condição de sujeito da investigação. Como resultado, notou-se que as pesquisas: (1) estão centradas na região Sudeste e tiveram um crescimento nos últimos cinco anos; (2) objetivam discutir o pensamento numérico, estocástico e geométrico na Educação Infantil; (3) o foco metodológico pauta-se na questão da ludicidade, principalmente sobre jogos e brincadeiras; (4) os registros imagéticos (filmagem, fotografia e desenho) são os instrumentos mais selecionados pelos pesquisadores da área; e (5) a perspectiva da psicologia construtivista tem sido a abordagem mais utilizada nos estudos. Por fim, consideramos a necessidade de expansão da pesquisa em Educação Matemática na Educação Infantil, bem como a ampliação de perspectivas socioculturais nas abordagens com crianças.

Biografia do Autor

João Carlos Pereira de Moraes, Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA)

Professor da Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA, lecionando no curso de Pedagogia do Campus Jaguarão/RS. Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), Mestre em Educação Científica e Tecnológica (UFSC), Licenciado em Matemática (UENP- campus Jacarezinho) e Pedagogia (UEM) .

Thuanne Souza Jahnke, Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA)

Mestranda em Educação do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGEdu (UNIPAMPA), Licenciada em Letras - Português, Espanhol e Respectivas Literaturas (UNIPAMPA) e especialista em Alfabetização e Letramento (FESL). Atualmente trabalha como tutora a distância do curso de Licenciatura em Letras - Português EAD/UAB da Universidade Federal do Pampa.

Referências

ALMEIDA, G. C. de. A classificação em crianças de pré-escola: contribuições do Flex Memo. 2017. 203f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE.

ALMEIDA, I. S. de. Esquemas utilizados por crianças na educação infantil em situações envolvendo o campo conceitual de chance. 2017. 156f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, BA.

BELO, C. B. Modelagem Matemática na Educação Infantil: Contribuições para a Formação da Criança. 2016. 150f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Naturais e Matemática) – Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava, PR.

BELO, P. A. de P. A aprendizagem do conceito de número de crianças do Infantil V: interações com o flex memo. 2018. 165f. Dissertação (Mestrado em Educação Brasileira) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE.

BROUGÈRE, G. Lúdico e educação: novas perspectivas. Linhas críticas, v. 8, n. 14, p. 5-20, 2002.

BURAK, D. Modelagem Matemática sob um olhar de educação matemática e suas implicações para a construção do conhecimento matemático em sala de aula. Modelagem na Educação Matemática, Blumenau, v. 1, n. 1, p. 10–27. 2010.

CARVALHO, R. P. A literatura infantil e a matemática: um estudo com alunos de 5 e 6 anos de idade da educação infantil. 2010, 116f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP.

CHISTÉ, B. S. Devir - criança da matemática: experiências educativas infantis imagéticas. 2015. 106f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, SP.

D’AMBROSIO, U. Etnomatemática: arte ou técnica de conhecer e aprender. São Paulo: Editora Ática, 1990. 88p.

DIAS, C. de F. B.; PEREIRA, C. S.; DIAS, J. B.; JUNIOR, G. dos S.; APARECIDA, N.; PINHEIRO, M.; MIQUELIN, A. F. É Possível Ensinar Estocástica para Crianças da Educação Infantil? Uma Análise à Luz da Teoria de Bruner. Bolema, vol. 34, n.66, Rio Claro, Jan/Apr. 2020.

DINIS, A. C. Representação semiótica: uma perspectiva para a construção do conceito de número na educação infantil. 2018. 191f. Dissertação (Mestrado em Educação, Cultura e Comunicação) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Duque de Caxias, RJ.

FERNANDES, F. A.; MORAES, J. C. P.; PEREIRA, A. L. Adolescentes em conflito com a lei nas pesquisas em Educação: um olhar a partir de dissertações e teses. Revista Educar Mais, 4(3), 773-793, 2020.

FIORENTINI, D. Uma reflexão sobre o uso de materiais concretos e jogos no Ensino da Matemática. Boletim da SBEM-SP, v. 4, n. 7, 1990.

HESS, R. O momento do diário de pesquisa na educação. Ambiente & Educação, Rio Grande, v. 14, n. 1, p. 61-87, 2009.

KOHAN, W. O. (Org.). Lugares da infância: filosofia. Rio de Janeiro: D&A, 2004.

LEONTIEV. A. N. O desenvolvimento do psiquismo humano. São Paulo: Moraes, [197-].

LIMA, P.M.; NAZÁRIO, R. Sobre a Luz do diafragma: a atribuição da fotografia na pesquisa com crianças. Educativa, Goiânia, v. 17, n. 2, jul/dez, 2014, p. 491-509.

MORAES, J. C. P. A presença da educação infantil em componentes obrigatórios de Educação Matemática em cursos de Pedagogia nas Universidades Federais do Sul do Brasil. Vydia, v. 40, n. 2, p. 5-21, 2020.

MORAES, S. P. G. de.; ARRAIS, L. F. L.; MOYA, P. T.; LAZARETTI, L. M. O ensino de matemática na educação infantil: uma proposta de trabalho com jogos. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v.19, n.1, 353-377, 2017.

MOREIRA, B.C.; GUSMÃO, S. R. C. T.; MOLL, V. F. Tarefas Matemáticas para o Desenvolvimento da Percepção de Espaço na Educação Infantil: potencialidades e limites. Bolema, vol. 32, n.60, Rio Claro, Jan/Apr. 2018.

OLIVEIRA, D. C. A. de. A compreensão das relações inversas da divisão por crianças nos anos iniciais de escolarização: um estudo acerca da não explicitação numérica em problemas. 2014. 89f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Cognitiva) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE.

PAIS, L. C. Didática da Matemática: uma análise da influência francesa. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

PIN, V. P. G. Jogos de reflexão pura como ferramenta lúdica para a aprendizagem matemática. 2016. 134f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Brasília, Brasília, DF.

RAMOS, A.; FARIA, P. Literacia Digital e Literacia Informacional: breve análise dos conceitos a partir de uma revisão sistemática de literatura. Linhas: Florianópolis, v. 13, n. 02, jul/dez. 2012.

REZENDE, S. de. As brincadeiras e as noções espaciais na educação infantil. 2016. 173f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso. Cuiabá, MT.

RODRIGUES, N. I. Matemática, educação infantil e jogos de linguagem: um estudo etnomatemático. 2010. 83f. Dissertação. (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Exatas) – Univerdsidade do Vale do Taquari – Univates, Lageado, RS.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Diálogo Educ., Curitiba, v. 6, n.19, p.37-50, set./dez. 2006.

SANTOS, J. S. dos. Passeios Aleatórios e o Conceito de Chance na Educação Infantil: uma análise instrumental. 2017.132 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, BA.

SILVA, A. de C. O uso de material manipulativo e a produção de desenhos no desenvolvimento do raciocínio combinatório na educação infantil. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática e Tecnologias) – Universidade Federal de Pernambuco, PE.

SIQUEIRA, I. G. Desenvolvimento do pensamento geométrico na educação infantil: teorias e práticas. 2019. 125f. Dissertação (Mestrado em Docência pra a Educação Básica) – Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP.

ZOGAIB, S. D. Sentido Espacial de Crianças na Educação Infantil: entre mapas, gestos e falas. 2019. 249f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, ES.

Downloads

Publicado

2021-04-06

Como Citar

Moraes, J. C. P. de ., & Jahnke, T. S. (2021). Educação Matemática na Educação Infantil: o estado de conhecimento no período de 2010-2019. Revista Educar Mais, 5(3), 515-529. https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2299

Edição

Seção

Artigos