Resultados do IDEB-2019 sugerem avanço no Ensino Médio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2582

Palavras-chave:

Ideb, Educação, Brasil, Formação

Resumo

Nove estados alcançaram Ideb maior ou igual a 6 nos anos iniciais do ensino fundamental. São Paulo teve o melhor desempenho, com 6,7 pontos, seguido por Distrito Federal, Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais, com 6,5 pontos; Ceará, com 6,4 pontos; Goiás, com 6,2 pontos; Espírito Santo, com 6,1 pontos; e Rio Grande do Sul, com 6 pontos. Já o Pará teve o resultado mais baixo, com 4,9 pontos, mas superou sua meta de 4,7 pontos. Nos anos finais do ensino fundamental, o aumento foi de 0,2 pontos, com resultado final de 4,9 pontos. Apesar da melhora, o índice ficou abaixo da meta de 5,2 pontos em 2019. Essa etapa de ensino possui 61,8 mil escolas e 11,9 milhões de estudantes no Brasil. O estado de São Paulo teve o melhor desempenho, com 5,5 pontos, mas não conseguiu atingir a meta individual de 5,9 pontos. Sete estados conseguiram cumprir seus objetivos: Amazonas, Alagoas, Pernambuco, Piauí, Ceará, Paraná e Goiás. Os resultados mais baixos foram do Amapá, com 4 pontos, e do Pará, do Rio Grande do Norte, de Sergipe e da Bahia, com 4,1 pontos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renan Antônio da Silva, Universidade Estadual do Ceará

Doutor em Educação Escolar pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Docente Permanente no Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Bolsista da FUNCAP.

Pedro Demo, Universidade de Brasília

Doutor em Sociologia pela Universität Des Saarlandes/Alemanha (1971). Professor titular aposentado da Universidade de Brasília, Departamento de Sociologia. Professor Emérito. Fez pós-doutorado na UCLA/Los Angeles (1999-2000). Tem experiência na área de Política Social, com ênfase em Sociologia da Educação e Pobreza Política. Trabalha com Metodologia Científica, no contexto da Teoria Crítica e Pesquisa Qualitativa. Pesquisa principalmente a questão da aprendizagem nas escolas públicas, por conta dos desafios da cidadania popular. Publicou mais de 100 livros. https://orcid.org/0000-0002-5514-2781

Maria Cecília de Souza Minayo, FIOCRUZ

Doutora em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz. Pesquisadora 1A e Emérita do CNPQ. https://orcid.org/0000-0001-6187-9301

Referências

ANUÁRIO BRASILEIRO DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Todos pela Educação. Moderna: São Paulo, 2019. Disponível em: https://www.todospelaeducacao.org.br/_uploads/_posts/302.pdf. Acesso em: 09 set. 2020.

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR (BNCC). Educação é a Base. MEC: Brasília, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 09 set. 2020.

DEMO, P. Atividades de Aprendizagem – Sair da mania do ensino para comprometer-se com a aprendizagem do estudante. SED/Gov. MS, Campo Grande, 2018. Diponível em: https://drive.google.com/file/d/1FKskDCxNB422PVhrjrDjD48S4cjsb77-/view. Acesso em: 09 set. 2020.

DEMO, P. Educação à Deriva – À direita e à esquerda: instrucionismo como patrimônio nacional, 2020. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/10nMlgL8N9GKFgwtnbL-bIn7GQf0HdyA4/view. Acesso em: 09 set. 2020.

DINTERSMITH, T. What school could be: Insights and inspiration from teachers across America. Princeton U. Press: Princeton, 2018.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir - História da violência nas prisões. Vozes: Petrópolis, 1977.

SCHLEICHER, A. PISA 2018 – Insights and Interpretations. OECD. OECD Publishing: Paris, 2019. Disponível em: https://www.oecd.org/pisa/PISA%202018%20Insights%20and%20Interpretations%20FINAL%20PDF.pdf. Acesso em: 09 set. 2020.

ZHAO, Y. Who is afraid of the big bad dragon: Why China has the best (and the worst) education system in the world. Jossey-Bass: San Francisco, 2014.

ZHAO, Y. What works may hurt – Side effects in education. Teachers College: Press, 2018.

Downloads

Publicado

2021-08-19

Como Citar

Antônio da Silva, R., Demo, P., & Minayo, M. C. de S. . (2021). Resultados do IDEB-2019 sugerem avanço no Ensino Médio. Revista Educar Mais, 5(5), 990-1002. https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2582

Edição

Seção

Artigos