Expectativa versus realidade: experiências, percepções e desempenhos discentes frente ao ensino remoto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2431

Palavras-chave:

ensino remoto, análise quantitativa, Teste de Wilcoxon, desempenho acadêmico, ensino superior

Resumo

Esta pesquisa busca descrever dois macro-construtos: a autoeficácia percebida (ao início e ao final do primeiro semestre remoto) e as expectativas (as esperadas ao início do semestre e as observadas ao final do mesmo semestre). Para tanto, foram analisados 135 estudantes que participaram de ambas as etapas de coleta de dados, em uma instituição pública brasileira de ensino superior, a partir da observação de médias e medianas e pelo Teste de Wilcoxon para grupos pareados. Também foram observadas as possíveis diferenças entre estudantes ingressantes e veteranos em termos de desempenho acadêmico. Ainda, estabeleceu-se um comparativo sobre o tempo de dedicação à Internet dos alunos para atividades acadêmicas e não-acadêmicas, antes e depois da experiência remota. Os indicadores de expectativas mostraram-se com maiores diferenças do que os de autoeficácia ao longo do semestre. Ainda, o tempo de uso de internet para atividades não-acadêmicas não sofreu mudanças, mas para as atividades acadêmicas houve alteração. Também, os alunos veteranos apresentaram resultados globais mais satisfatórios do que os ingressantes, o que reforça a necessidade de maior atenção institucional a esse seguimento.

Biografia do Autor

Valesca Brasil Irala, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Doutora e Mestre em Letras (Linguística Aplicada) pela Universidade Católica de Pelotas, com pós-doutorado na Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación, na Universidad de la República (Uruguai). Atualmente é professora Associada na Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), em Bagé, no Rio Grande do Sul, tendo 21 anos de experiência em docência, tanto na Educação Básica quanto no Ensino Superior. É líder do Grupo de Pesquisa sobre Aprendizagens, Metodologias e Avaliação (GAMA) e integrante das redes Assessment in Higher Education Network (AHE) e Red Internacional de Evaluación Formativa y Compartida en Educación Superior (REFYCES). Suas pesquisas estão voltadas para: aprendizagens mediadas por tecnologias, engajamento e permanência dos estudantes e avaliação no Ensino Superior.

Leandro Blass, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Possui graduação em Licenciatura Matemática pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (2008), mestrado em Modelagem Matemática (Conceito CAPES 4) pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (2011). Doutorado em Modelagem Computacional (Conceito CAPES 6) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2015). Atualmente é professor adjunto A da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA).  No campo da Educação,  suas pesquisas  focam nos temas: aprendizagens ativas no Ensino Superior, avaliação do desempenho discente, rubricas avaliativas.

Maria Regina de Oliveira Casartelli , Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Graduada em Ciências (FURG,1980), Licenciada em Biologia (FURG, 1982), Mestre em Geologia (UNISINOS, 1999) e Doutora em Química Analítica Ambiental (UFRGS, 2006).  Professora Associada da Universidade Federal do Pampa no curso de Licenciatura em Química.  Atua em projetos de ensino, pesquisa e extensão na área de Química. Desenvolve pesquisa na área de Geoquímica Ambiental, com ênfase na qualidade das deposições atmosféricas. Tem experiência na área de Química Ambiental.

Cristiano Saldanha da Silva , Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Graduando da Licenciatura em Matemática da Universidade Federal do Pampa, no Campus Bagé. Seu Trabalho de Conclusão de Curso, em andamento, versa sobre o ensino remoto.

 

 

Referências

AGUILERA-HERMIDA, Patricia. College students’ use and acceptance of emergency online learning due to COVID-19. International Journal of Educational Research Open, [s. l.], v. 1, p. 100011, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.ijedro.2020.100011. Acesso em: 9 jun. 2021.

ARRUDA, Euclidio. Educação Remota Emergencial: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19. Revista de Educação a distância Em Rede, v.7, n.1, p.257-275, 2020.

BANDURA, Albert. Guide for constructing self-efficacy scales. In: PAJARES, Frank; URDAN, Timothy C. (org.). Self-efficacy beliefs of adolescents. Greenwich, Conn: IAP - Information Age Pub., Inc, 2006. (Adolescence and education). p. 307-337.

BATES, Reid; KHASAWNEH, Samer. Self-efficacy and college students’ perceptions and use of online learning systems. Computers in Human Behavior, [s. l.], v. 23, n. 1, p. 175–191, 2007. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.chb.2004.04.004. Acesso em: 9 jun. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nͦ 188, de 03 de fevereiro de 2020. Declara Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) em decorrência da Infecção Humana pelo novo Coronavírus (2019-nCoV). Diário Oficial da União: seção 1, edição 24-A, Brasília, DF, p.1, 04 fev. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nͦ 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação da pandemia do Novo Coranavírus – COVID-19. Diário Oficial da União: seção 1, edição 53, Brasilía, DF, p.39, 18 mar.2020.

CRONBACH, Lee. Coefficient alpha and the internal structure of tests. Psychometrika, v. 16. n. 3, p. 297-334, set. 1951.

INGOLD, Tim. The perception of the environment: essays of livelihood, dwelling and skill. Londres/Nova York: Routledge, 2000.

JOSSO, Mari-Christine. Experiências de vida e formação. Lisboa: Educa, 2002.

KNUDSON, Duane. A tale of two instructional experiences: student engagement in active learning and emergency remote learning of biomechanics. Sports Biomechanics, [s. l.], p. 1–11, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1080/14763141.2020.1810306. Acesso em: 9 jun. 2021.

LAWSON, Michael J. et al. Teachers’ and Students’ Belief Systems About the Self-Regulation of Learning. Educational Psychology Review, [s. l.], v. 31, n. 1, p. 223–251, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s10648-018-9453-7. Acesso em: 9 jun. 2021.

LEVIN, Jack; FOX, James; FORDE, David. Estatística para Ciências Humanas. 11. ed. São Paulo: Pearson, 2012.

MAYDIANTORO, Albet et al. (Emergency) Online Remote Learning in Higher Education Institutions during COVID-19 Crisis: Students’ Perception of the Situation. Universal Journal of Educational Research, [s. l.], v. 8, n. 12, p. 6445–6463, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.13189/ujer.2020.081210. Acesso em: 9 jun. 2021.

MORENO, Luisa Zanolli; MORCILLO, André Moreno. Comparação de dois grupos pareados Teste de Wilcoxon. [s. l.], 2020. Disponível em: https://doi.org/10.13140/RG.2.2.35331.66081. Acesso em: 9 jun. 2021.

NEVES, Vanusa; VALDEGIL, Daniel; SABINO, Raquel. Ensino remoto emergencial durante a pandemia de COVID-19 no Brasil: estado da arte. Práticas Educativas, Memórias e Oralidades - Rev. Pemo, [S. l.], v. 3, n. 2, p. e325271, 2021. DOI: 10.47149/pemo.v3i2.5271. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/revpemo/article/view/5271. Acesso em: 9 jun. 2021.

PARDO KUKLINSKI, Hugo; COBO, Cristobál. Expandir la universidad más allá de la enseñanza remota de emergencia: ideas hacia un modelo híbrido post-pandemia. Barcelona: Outliers School, 2020.

RAUEN, Fábio. Roteiros de pesquisa. Rio do Sul: Nova Era, 2006.

R CORE TEAM. R: a language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing (Version 4.0), 2021. Disponível em: https://www.R-project.org/. Acesso em: 08 jun. 2021.

SOUZA, Ana Cláudia; ALEXANDRE, Neusa Maria Costa; GUIRARDELLO, Edinêis de Brito. Propriedades psicométricas na avaliação de instrumentos: avaliação da confiabilidade e da validade. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v. 26, n.3, p.647-657, jul-set. 2017. DOI: 10.5123/S1679-49742017000300022.

TINTO, Vincent. Completing college: rethinking institutional action. Chicago: The University of Chicago Press, 2012. 240 p.

THE JAMOVI PROJECT. Jamovi. (Version 1.8), 2021. [Computer Software]. Disponível em: https://www.jamovi.org. Acesso em: 08 jun. 2021.

VAUGHAN, Norman; CLEVELAND-INNES, Martha; GARRISON, Randy. Teaching in blended learning environments: creating and sustaining communities of inquiry. Edmonton: AU Press, 2013. (Issues in distance education series).

VADAKALU ELUMALAI, Kesavan et al. Factors Affecting the Quality of E-Learning During the COVID-19 Pandemic from the Perspective of Higher Education Students. Journal of Information Technology Education: Research, [s. l.], v. 19, p. 731–753, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.28945/4628. Acesso em: 9 jun. 2021.

Downloads

Publicado

2021-07-20

Como Citar

Irala, V. B., Blass, L., de Oliveira Casartelli , M. R. ., & Saldanha da Silva , C. (2021). Expectativa versus realidade: experiências, percepções e desempenhos discentes frente ao ensino remoto. Revista Educar Mais, 5(4), 849-863. https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2431

Edição

Seção

Artigos