Análise quantitativa dos graduados, acadêmicos e evadidos do curso de licenciatura em Física da UFAC: um diagnóstico inicial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2149

Palavras-chave:

Formação de professores, Evasão, Licenciatura em Física

Resumo

O presente trabalho visa apresentar um diagnóstico inicial sobre o quantitativo de alunos que evadiram e concluíram o curso de licenciatura em Física da Universidade Federal do Acre. O estudo foi baseado nos dados fornecidos pela coordenação do curso referente aos treze anos de existência, a partir da abertura em 2005 até o primeiro semestre de 2018. O estudo ainda apresenta abordagem estatística e uma reflexão sobre a importância do curso para o estado do Acre, bem como apresenta elementos do perfil do licenciado em Física (diplomado), como sexo, à idade que concluiu a graduação, a naturalidade e a faixa de tempo necessário para integralizar os estudos. Verificou que a diferença de sexo, forma de ingresso e períodos cursados estão ligados a evasão dos graduandos. Constatou-se que os 4º e 6º períodos têm o maior índice de evasão, a formação por outro lado ocorre entre o 8º e 11º período.

Biografia do Autor

Bianca Martins Santos , Universidade Federal do Acre

Professora da Universidade Federal do Acre (UFAC), onde atua como coordenadora do programa de pós-graduação do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF/ Polo 59) e docente vinculada ao Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática (MPECIM). Coordenou o subprojeto de Física do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) financiado pela Capes entre Agosto de 2018 e Janeiro de 2020. Possui Pós-Doutorado (2016), no Instituto de Física, na Universidade Federal Fluminense (I.F.U.F.F.), Doutorado (2015) em Física Nuclear Teórica pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Mestrado (2011) em Engenharia nuclear pelo Instituto Militar de Engenharia (IME) e graduação em Licenciatura em Física (2008) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Desenvolve pesquisa na área de Ensino de Física e em Física Nuclear Teórica; e projetos de ensino, pesquisa e extensão na área de formação inicial e continuada de professores de física. https://orcid.org/0000-0002-9967-0834

Marcelo Castanheira da Silva, Universidade Federal do Acre

Formação: Licenciatura em Física (1991) pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Mestrado (2006) e Doutorado (2013) em Física pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Especialização em Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância (PIGEAD) (2017) pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Atividade Profissional: Professor da Universidade Federal do Acre (UFAC) desde 2006 na área de Física. Atividades de Pesquisa: Ensino de Física e Ensino de Ciências e Matemática. Atuação em Programas de Pós-Graduação: Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF - polo 59) Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática (MPECIM). Vice-coordenador do curso de Licenciatura em Física. Vice-coordenador da Estação de Geofísica Aplicada do Acre credenciada a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Antonio Romero da Costa Pinheiro, Universidade Federal do Acre

Graduação em Física (2010) pela Universidade Federal do Acre - UFAC. Graduação Intercâmbio (2011) na Universidade de Milão - UNIMI. Mestrado em Física (2013) na Universidade Federal Fluminense - UFF, onde desenvolveu pesquisas na área de Óptica Quântica e Informação Quântica. Doutorado em Fisica (2016) pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas - CBPF. No doutoramento desenvolveu pesquisas na área de Física de Nuclear com ênfase em reações nucleares de spallation, onde estudou as colisões próton-núcleos nas faixas de energia de interesse para aplicações terapêuticas e em reatores baseado em ADS. Trabalhou no desenvolvimento de novas ferramentas educacionais para o ensino de física a distância do Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro - CEDERJ. Atualmente é professor na Universidade Federal do Acre, no Departamento de Física. Pesquisa nas áreas de Física Nuclear, Métodos Geofísicos e Sísmicos, Eletromagnetismo e Energias Renováveis, Simulação Computacionais e Ensino de Física.

Irlen Maycon Pereira da Silva Paiva, Universidade Federal do Acre

Secretário do curso de Licenciatura em Física. Bacharel em Ciências Sociais. https://orcid.org/0000-0001-7460-7495

Eloi Benicio de Melo Junior, Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas

Mestre em Física (PUC-Rio).  Licenciado em Física (UFAC). Doutorando em Física (CBPF). Pesquisa em Ensino de Física: Formação docente, TIC e Ensino-aprendizagem.

Referências

AGRELLO, Deise Amaro; GARG, Reva. Mulheres na física: poder e preconceito nos países em desenvolvimento. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 31, n. 1, p. 1305-1/1305-6, 2009.

AIKEN, John M; HENDERSON, Rachel; CABALLERO, Marcos D. Modeling student pathways in a physics bachelor’s degree program. Physical Review Physics Education Research, v. 15, n. 1, p. 0101281- 0101287, 2019.

ALMEIDA, João Batista; SCHIMIGUEL, Juliano. Avaliação sobre as causas da evasão escolar no ensino superior: estudo de caso no curso de licenciatura em Física no Instituto Federal do Maranhão. REnCiMa, v. 2, n. 2, p. 167-178, 2011.

ANTENEODO, Celia, et al. Brazilian physicists community diversity, equity, and inclusion: A first diagnostic. Physical Review Physics Education Research, v. 16, n. 1, p. 0101361- 01013613, 2020.

ARRIGO, Viviane; SOUZA, Miriam Cristina Covre de; BROIETTI, Fabiele Cristiane Dias. Elementos caracterizadores de ingresso e evasão em um curso de licenciatura em Química. ACTIO: Docência em Ciências, Curitiba, v. 2, n. 1, p. 243-262, 2017.

BARROS, Aparecida da Silva Xavier. Vestibular e Enem: um debate contemporâneo. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, v. 22, n. 85, p. 1057-1090, 2014.

LI, Denise Leyi. O novo ENEM e a plataforma Sisu: efeitos sobre a migração e a evasão estudantil. Dissertação (Mestrado em Economia) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. São Paulo, p. 108. 2016.

BASTISTELA, Gislaine Cristina; RODRIGUES, Sergio Augusto; BONONI, Júlia T. Carrer Martinelli. Estudo sobre a evasão escolar usando regressão logística: análise dos alunos do curso de administração da fundação educacional de Ituverava. Tékhne ε Lógos, v.1, n. 1, p.54-67, 2009.

AUTOR(ANO). TÍTULO.

DAVOK, Delsi Fries; BERNARD, Rosilane Pontes. Avaliação dos índices de evasão nos cursos de graduação da Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 21, n. 2, p. 503-521, 2016.

FERREIRA, Carlos Augusto Lima. Pesquisa quantitativa e qualitativa: perspectivas para o campo da educação. Revista Mosaico, v. 8, n. 2, p. 173-182, 2015.

GATTI, Bernardete. Estudos quantitativos em educação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.30, n.1, p. 11-30, 2004.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e estatística. CENSO DEMOGRÁFICO – 2017. IBGE. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ac/panorama. Acesso: 18 jun. 2018.

IFAC, Instituto Federal do Acre. Plano de Desenvolvimento Institucional: PDI 2009-2013, 2009. IFAC. Disponível em: http://portal.ifac.edu.br/pdi.html. Acesso: 17 jun. 2018.

IFAC, Instituto Federal do Acre. Plano de Desenvolvimento Institucional: PDI 2014-2018, 2014. IFAC. Disponível em: http://portal.ifac.edu.br/pdi.html. Acesso: 17 jun. 2018.

IFAC, Instituto Federal do Acre. Histórico IFAC, 2016. IFAC. Disponível em: http://portal.ifac.edu.br/historico.html. Acesso: 17 jun. 2018.

INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo Escolar da Educação Básica de 2007. INEP. Brasília: Inep, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/plano-nacional-de-formacao-de-professores/censo-do-professor. Acesso em: 3 ago. 2018.

INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Escala de Proficiência, 2013. INEP. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_basica/prova_brasil_saeb/escala/escala_proficiencia/2013/escala_ensino_medio_2013.pdf. Acesso em: 3 ago. 2018.

INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. SAEB, SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Edição 2015 – Resultados. Brasília-DF, Setembro de 2016. INEP. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_basica/saeb/aneb_anresc/resultados/resumo_dos_resultados_saeb_2015.pdf. Acesso em: 3 ago. 2018.

INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo Escolar da Educação Básica – 2016 Notas Estatísticas. Brasília-DF, Fevereiro de 2017a. INEP. Disponível em:http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/notas_estatisticas/2017/notas_estatisticas_censo_escolar_da_educacao_basica_2016.pdf. Acesso: janeiro de 2020.

INEP, Instituto Nacional de Estudos de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Sinopse Estatística da Educação Básica 2017b. Brasília: Inep, 2018. INEP. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/basica-censo-escolar-sinopse-sinopse. Acesso em: 3 de ago. 2018

INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo Escolar da Educação Básica – 2018 Notas Estatísticas. Brasília-DF, Fevereiro de 2019. INEP. Disponível em:http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/notas_estatisticas/2018/notas_estatisticas_censo_escolar_2018.pdf. Acesso: janeiro de 2020.

JÚNIOR, Paulo Lima; OSTERMANN, Fernanda; REZENDE, Flávia. Análise dos condicionantes sociais da evasão e retenção em cursos de graduação em Física à luz da sociologia de Bourdieu. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 12, n. 1, p. 37-60, 2012.

KALENDER, Z. Yasemin, et al. Gendered patterns in the construction of physics identity from motivational factors. Physical Review Physics Education Research, v. 15, n. 2, p. 0201191- 02011919, 2019.

LIMA, Betina Stefanello; BRAGA, Maria Lúcia de Santana; TAVARES, Isabel. Participação das mulheres nas ciências e tecnologias: entre espaços ocupados e lacunas. GÊNERO, Niterói, v.16, n.1, p. 11 – 31, 2015.

MEC, Ministério de Educação. MEC lança Política Nacional de Formação de Professores com Residência Pedagógica, 2018. MEC. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/ultimas-noticias/211-218175739/55921-mec-lanca-politica-nacional-de-formacao-de-professores-com-80-mil-vagas-para-residencia-pedagogica-em-2018. Acesso: 17 jun. 2018.

PEREIRA DE ATAÍDE, Jair Stefanini; LIMA, Lourivaldo Mota; ALVES, Edvaldo de Oliveira. A repetência e o abandono escolar no curso de licenciatura em física: um estudo de caso. Physicae, v. 6, n. 6, p. 21-32, 2006.

RISSI, Marinalva Calabrez; MARCONDES, Martha Aparecida Santana (organizadoras). Reflexão sobre a reprovação, retenção e evasão na UEL: retenção em 2010, reprovação 2010 a 2012 e evasão 2003 a 2012 nos cursos de graduação. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2013.

RODRIGUEZ, Idaykis; POTVIN, Geoff; KRAMER, Laird H. How gender and reformed introductory physics impacts student success in advanced physics courses and continuation in the physics major. Physical Review Physics Education Research, v.12, n. 2, p. 0201181- 0201189, 2016.

SANTOS JUNIOR, José da Silva; REAL, Giselle Cristina Martins. A evasão na educação superior: o estado da arte das pesquisas no Brasil a partir de 1990. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 22, n. 2, p.385-402, 2017.

SILVA, Glauco Peres da. Análise de Evasão no Ensino Superior: Uma Proposta de Diagnóstico de Seus Determinantes. Avaliação (UNICAMP), v. 18, p. 311-333, 2013.

SMITH, Trevor; WITTMANN, Michael; CARTER, Tom. Applying model analysis to a resource-based analysis of the Force and Motion Conceptual Evaluation. Physical Review Physics Education Research, v. 10, n. 2, p. 0201021 – 02010217, 2014.

TIEBEN, Nicole. Non‑completion, Transfer, and Dropout of Traditional and Non‑traditional Students in Germany. Research in Higher Education, v. 61, p. 117-141, 2020.

UFAC, Universidade Federal do Acre. Plano de Desenvolvimento Institucional — PDI 2011-2014: A UFAC construindo o futuro no cenário da Amazônia Ocidental. Rio Branco: EDUFAC, 2011.

UFAC, Universidade Federal do Acre. Regimento Geral da Universidade Federal do Acre. Rio Branco: Ufac, 2013.

VANZ, Samile Andrea de Souza; PEREIRA, Patrícia Mallmann Souto; FERREIRA, Glória Isabel Sattamini; MACHADO, Geraldo Ribas. Evasão e retenção no curso de Biblioteconomia da UFRGS. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 21, n. 2, p. 541-568, 2016.

ZABRISKIE, Cabot, et al. Using machine learning to predict physics course outcomes. Physical Review Physics Education Research, v. 15, n. 2, p. 0201201-02012018, 2019.

Downloads

Publicado

2021-01-08

Como Citar

Santos , B. M., Castanheira da Silva, M. ., Pinheiro, A. R. da C., Maycon Pereira da Silva Paiva, I. ., & Benicio de Melo Junior, E. (2021). Análise quantitativa dos graduados, acadêmicos e evadidos do curso de licenciatura em Física da UFAC: um diagnóstico inicial. Revista Educar Mais, 5(2), 261-279. https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2149

Edição

Seção

Artigos