Diversidade sexual e de gênero na escola: revisando discussões no Ensino de Ciências

Autores

  • Bruna Peres Viana Universidade Federal de Pelotas
  • Bruno Pastoriza Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.15536/reducarmais.4.2020.394-409.1826

Palavras-chave:

Diversidade, Ensino, Gênero, Sexualidade.

Resumo

Assumindo a complexidade do debate de temas ligados a diversidade sexual e de gênero na escola, o presente texto se propõe a analisar os encaminhamentos e posicionamentos a respeito de gênero e sexualidade nas produções da área de Ensino de Ciências disponíveis no Portal de Periódicos da CAPES. O processo analítico-metodológico foi a Análise Textual Discursiva (ATD). Esta possibilitou a criação de 4 categorias, que apontam as reiteradas discussões sobre gênero e sexualidade centradas num viés biológico, as adversidade existentes no ensino da diversidade sexual e de gênero, a relação entre sexismo e educação e as relações entre discurso e poder que articulam essa temática na escola. Constatou-se que a presença de discriminação e preconceito são baseados em princípios sexistas e patriarcais, originados e apoiados em relações de poder que moldam e regram a historicidade, a cultura e a sociedade.

Biografia do Autor

Bruna Peres Viana, Universidade Federal de Pelotas

Licenciada em Ciências Biológicas (Instituto Federal Sul-rio-grandense - Campus Pelotas/Visconde da Graça)
Mestranda no Programa de Pós-graduação em Ciências e Matemática (Universidade Federal de Pelotas)Cursando Especialização no Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias na Educação (Instituto Federal Sul-rio-grandense - Campus Pelotas/Visconde da Graça)

Bruno Pastoriza, Universidade Federal de Pelotas

Doutor e Mestre em Educação em Ciências e Licenciado em Química (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)
Coordenador do Laboratório de Ensino de Química (LABEQ)
Coordenador do Curso de Licenciatura em Química
Centro de Ciências Químicas, Farmacêuticas e de Alimentos (CCQFA)

Referências

ABREU, Andrezza. Educação Sexual e a Formação de Professores: uma proposta para a formação inicial dos licenciados em ciências naturais. 2017. 64p. Dissertação (Mestre em Ensino de Ciências) – Universidade de Brasília, Brasília.

BARROS, Suzana. RIBEIRO, Paula Regina. Educação para a sexualidade: uma questão transversal ou disciplinar no currículo escolar? Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 11, n. 1, 2012. ISSN: 1579-1513. Disponível em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen11/REEC_11_1_9_ex570.pdf . Acesso: 2020.

BONFIM, Claudia. Educação sexual e formação de professores de ciências biológicas: contradições, limites e possibilidades. 2009. 267p. Tese (Doutora em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

BORRILLO, Danilo. Homofobia & Educação: um desafio ao silêncio. Brasília. LetrasLivres. 2009.

BORTOLINI, Alexandre. Diversidade sexual e de gênero na escola. Revista Espaço Acadêmico. Maringá, n. 123, Agosto. 2011. ISSN: 1519-6186. Disponível em: http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico. Acesso em: 2019.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=79601-anexo-texto-bncc-reexportado-pdf-2&category_slug=dezembro-2017-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 2019.

COELHO, Leandro. CAMPOS, Luciana Maria. Diversidade sexual e ensino de ciências: buscando sentidos. Ciência & Educação. v. 21, n. 3, Outubro-Dezembro. 2015. ISSN: 1980-850x. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-73132015000400007&lng=pt&tlng=pt. Acesso: 2020.

COLLING, Leandro. A igualdade não faz o meu gênero – Em defesa das políticas das diferenças para o respeito à diversidade sexual e de gênero no Brasil. Contemporânea. v. 3, n. 2, Julho-Dezembro. 2013. ISSN: 2236-532x. Disponível em: http://www.contemporanea.ufscar.br/index.php/contemporanea/article/view/149. Acesso: 2020.

GIRALDO-GIL, Elida. Revisando las Prácticas Educativas: una Mirada Posmoderna a la Relación Género-Currículo. Revista Latinoamericana de Ciencias Sociales, Niñez y Juventud, v. 12, n. 1, Março, 2014. ISSN: 2027-7679. Disponível em: http://revistaumanizales.cinde.org.co/rlcsnj/index.php/Revista-Latinoamericana/article/view/1122/488. Acesso: 2020.

GUIZZO, Bianca. Corpo, gênero e sexualidade: articulações possíveis entre trabalhos acadêmicos e escola. Revista Ensino de Ciências e Humanidades. Humaitá. v. II, n. 2, Julho-Dezembro. 2018. ISSN: 2594-8806. Disponível em: http://www.periodicos.ufam.edu.br/rech. Acesso em: 2019.

GUIZZO, Bianca. RIPOLL, Daniela. Gênero e Sexualidade na Educação Básica e na Formação de Professores: limites e possibilidades. HOLOS, v. 6. 2015. ISSN: 1807-1600. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/2945/1243. Acesso 2020.

JUNQUEIRA, Rogério. Homofobia & Educação: um desafio ao silêncio. Brasília. LetrasLivres. 2009.

LIMA, Ana Cristina. SIQUEIRA, Vera Helena. Ensino de Gênero e Sexualidade: diálogo com a perspectiva de currículo CTS. Revista de Educação em Ciência e Tecnologia ALEXANDRIA, v. 6, n. 3, Novembro, 2013. ISSN: 1982-5153. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/alexandria/article/view/38022/29022. Acesso: 2020.

LIONÇO, Tatiana. DINIZ, Débora. Homofobia & Educação: um desafio ao silêncio. Brasília. LetrasLivres. 2009.

LOPES, Beliza. O Ensino de Gênero e Sexualidade na Formação de Professores. Seminário Internacional Fazendo Gênero 11 & 13th Women’s Worlds Congress (Anais Eletrônicos), Florianópolis, 2017, ISSN: 2179-510X. Disponível em: http://www.en.wwc2017.eventos.dype.com.br/resources/anais/1497836421_ARQUIVO_FazendoGenerorevisado.pdf. Acesso: 2020.

LOURO, Guacira. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 6 ed. Rio de Janeiro: Petrópolis. 2003.

LÜDKE, Menga. ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU. 1986.

MARTINES, Elizabeth. ROSSAROLLA. Sexo e Sexualidade: tabu, polêmica ou conceitos polissêmicos? Reflexões sobre/para a formação de educadores. Revista Exitus, v. 8, n 2, Maio/Agosto, 2018. ISSN: 2237-9460. Disponível em: http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/537/348. Acesso: 2020.

MARTINS, Eliecília. HOFFMANN, Zara. Os papéis de Gênero nos Livros Didáticos de Ciências. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v. 9, n. 1, 2007. ISSN: 1415-2150. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/ensaio/article/view/9975. Acesso: 2020.

MORAES, Roque. GALIAZZI, Maria. Análise textual discursiva: processo reconstrutivo de múltiplas faces. Ciência & Educação, Bauru, v. 12, n. 1, Abril, 2006. ISSN 1980-850X. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-73132006000100009&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 2019.

PESSOA, Emerson. Políticas Públicas, a Atuação Docente e o Desenvolvimento de Habilidades: gêneros e sexualidades na educação básica. Revista on line de Política e Gestão Educacional, n. 12, 1º semestre, 2012. ISSN: 1519-9029. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/9326/6178. Acesso: 2020.

PETRENAS, Rita. GONINI, Fatima MOKWA, Valeria. A Educação Sexual no Curso de Pedagogia: um processo em construção permeado por desafios e contradições. In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO; 2014, Fortaleza. Didática e prática de ensino na relação com a formação de professores. Fortaleza: Editora da Universidade Estadual do Ceará, 2014, v.2. p. 357-369.

RODRIGUES, Beatriz. Diversidade sexual, gênero e inclusão escolar. Revista Brasileira de Rducação Básica. Belo Horizonte, v. 2, n. 6, Novembro-Dezembro. 2017. ISSN: 1809-449X. Disponível em: https://rbeducacaobasica.com.br/. Acesso em: 2019.

RODRIGUES, Adriana. SALLES, Gilsani. Educação Sexual, Gênero e Diversidade Sexual: formação de professoras e alunas multiplicadoras como metodologia de ensino. In: SIMPÓSIO GÊNERO E POLÍTICAS PÚBLICAS, 2, 2011, Londrina. Anais. Paraná: EDUEL, 18-19 dez. GT6 – 2.

SANTANA, Jaqueline. SANTOS, Vanessa. A inserção de conteúdos sobre identidade de gênero na escola: uma visão a partir de noções sobre conhecimento/saberes. Research, Society and Development, v. 7, n. 9, Junho, 2018. ISSN: 2525-3409. Disponível em: https://rsd.unifei.edu.br/index.php/rsd/article/view/451/341. Acesso: 2020.

SANTOS, Fernanda. SOUZA, Marcos. Corpo, gênero e sexualidade na escola: sob um fio de malabarismo em sala de aula. Reviste Tecné, Episteme y Didaxis: TED, Outubro, 2014. ISSN: 2323-0126. Disponível em: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/3208/3018. Acesso: 2020.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade, v. 20, n. 2, Jul/Dez, 1995. ISSN: 2175-6236. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/71721. Acesso: 2019.

SOLARO, Thaís. Sexualidade e gênero na sala de aula: abordagens didáticas e discussões. 2015. 58p. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Ciências Biológicas) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

SOUZA, Marcos. Partilhando uma experiência de ensino sobre gênero e sexualidade em um curso de formação de professores de Ciências e Biologia. Reviste Tecné, Episteme y Didaxis: TED, Outubro, 2014. ISSN: 2323-0126. Disponível em: https://revistas.pedagogica.edu.co/index.php/TED/article/view/3217. Acesso: 2020.

TONATTO, Suzinara. SAPIRO, Clary. Os novos parâmetros curriculares das escolas brasileiras e educação sexual: uma proposta de intervenção em ciências. Psicologia & Sociedade, v. 14, n. 2, Jul/Dez, 2002. ISSN: 1807-0310. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-71822002000200009&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 2020.

WEEKS, Jeffrey. Sexuality and its discontents: meanings, myths & modern sexualities. Londres: Routlegde & Kegan Paul. 1985.

Downloads

Publicado

2020-09-08

Como Citar

Peres Viana, B., & Pastoriza, B. (2020). Diversidade sexual e de gênero na escola: revisando discussões no Ensino de Ciências. Revista Educar Mais, 4(2), 394-409. https://doi.org/10.15536/reducarmais.4.2020.394-409.1826

Edição

Seção

Artigos