Educação Ambiental e Gestão Escolar: aplicação de matriz de indicadores em escolas de Curitiba

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2597

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Gestão Escolar, Matriz de Indicadores

Resumo

A Educação Ambiental (EA) pode ser considerada como um processo contínuo e permanente de aprendizagem para a cidadania socioambiental, assim como uma política pública contemplada em legislações nacionais, estaduais e municipais. Neste estudo, buscou-se avaliar como a Gestão Democrática reverbera no desenvolvimento e na prática da EA nas escolas públicas da rede estadual do município de Curitiba – PR. A avaliação deu-se por meio da aplicação de uma Matriz de Indicadores de EA, instrumento adaptado para uso em uma plataforma online. Os resultados demonstraram que há um caminho a ser percorrido para a construção da gestão democrática nas escolas, mas existem iniciativas e propostas que representam potencialidades (como a construção do PPP fundada nos princípios da gestão democrática e sustentabilidade) e também limitações para avançar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suellen Antunes Detzel, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Estudante de Ciências Biológicas  (Licenciatura e Bacharelado) na Universidade Federal do Paraná.

Marília Andrade Torales-Campos, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Professora Associada da Universidade Federal do Paraná. Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutora em Ciências da Educação pela Universidade de Santiago de Compostela. Mestre em Educação Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande. Licenciada em Pedagogia. Líder do Grupo de Pesquisa em Educação Ambiental e Cultura da Sustentabilidade (GPEACS).

Solange Reiguel Vieira, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Paraná. Mestre em Ciência e Tecnologia Ambiental pela Universidades Tecnológica Federal do Paraná. Especialista em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis. Graduada em Geografia. Atuou como Técnica Pedagógica de Educação Ambiental na Secretaria de Estado da Educação do Paraná entre 2012 e 2014. Professora de Geografia da Rede Estadual de Ensino do Paraná desde 2005. Pesquisadora na área da Educação Ambiental do Grupo de Pesquisa em Educação Ambiental e Cultura da Sustentabilidade (GPEACS).

Referências

BRASIL. Lei n.º 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação. Presidência da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 31 ago. 1981. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6938.htm. Acesso em: 15 mar. 2021.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: 15 mar. 2021.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Presidência da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 20 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 15 mar. 2021.

BRASIL. Lei n.º 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Presidência da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 27 abr. 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9795.htm. Acesso em: 15 mar. 2021.

BRASIL. Decreto n.º 4.281, de 25 de junho de 2002. Regulamenta a Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999, que institui a Política Nacional de Educação Ambiental, e dá outras providências. Presidência da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 25 jun. 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2002/d4281.htm. Acesso em: 15 mar. 2021.

BRASIL. Vamos cuidar do Brasil com escolas sustentáveis: educando-nos para pensar e agir em tempos de mudanças socioambientais globais. Tereza Moreira. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão, Ministério do Meio Ambiente. Brasília: Secadi, 2012a.

BRASIL. Resolução n.º 02, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Ministério da Educação, Conselho Nacional da Educação, Brasília, DF, 15 jun. 2012b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=10988-rcp002-12-pdf&category_slug=maio-2012-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 16 mar. 2021.

CABRAL, A. M. de O. O Projeto Político-Pedagógico como mecanismo para uma efetiva Gestão Escolar Democrática e Participativa. In: Simpósio Brasileiro de Política e Administração da Educação, 24, Congresso Ibero-Americano de Política e Administração da Educação, 2, 26-29 abr. 2011. São Paulo – SP – Brasil. Políticas Públicas e Gestão da Educação: construção histórica, debates contemporâneos e novas perspectivas. Trabalhos Completos. São Paulo: Biblioteca ANPAE – Série Cadernos, n. 11. 2011. Retirado de: https://anpae.org.br/simposio2011/cdrom2011/trabalhosCompletos01.htm. Acesso em: 07 abr. 2021.

CUBA, M. A. Educação Ambiental nas Escolas. Lorena, São Paulo, ECCOM, v. 1, n. 2, p. 23-31, jul./dez., 2010.

CURY, C. R. J. Gestão Democrática da Educação: Exigências e Desafios. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 18, n. 2, jul./dez. 2002. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/rbpae/article/view/25486. Acesso em: 01 abr. 2021.

GONÇALVES, A. C. S. A Gestão Democrática no Brasil e o Papel do Gestor nas Escolas. Anuário de produções acadêmico-científicas dos discentes da Faculdade Araguaia, v. 3, p. 91-116, 2016.

JACOBI, P. R. TRISTÃO, M. FRANCO, M. I. G. C. A função social da Educação Ambiental nas práticas colaborativas: participação e engajamento. Caderno Cedes. v. 29, n. 77, p. 63-79. Campinas, jan./abr/, 2009.

LAMOSA, R. A; LOUREIRO, C. F. A educação ambiental e as políticas educacionais: um estudo nas escolas públicas de Teresópolis (RJ). Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 2, p. 279-292, mai./ago. 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ep/v37n2/v37n2a05.pdf. Acesso em: 17 mar. 2021.

LOUREIRO, C. F. B. Questões ontológicas e metodológicas da educação ambiental crítica no capitalismo contemporâneo. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental Rio Grande, v. 36, n. 1, p. 79-95, jan./abr. 2019. E-ISSN 1517-1256. Disponível em: https://periodicos.furg.br/remea/article/view/8954. Acesso em: 24 mai. 2021.

LUCKESI, C. C. Gestão Democrática da Escola, Ética e Sala de Aulas. ABC Education, n. 64. São Paulo: Criarp, 2007. Disponível em: http://faibi.com.br/arquivos/downloads/pedagogia/estagio/estagio_gestao1/14.%20Texto%202%20-%20abceducatio_64_gestao_democratica_da_escola.pdf. Acesso em: 15 mai. 2021.

MINAYO, M. C. S. DESLANDES, S. F. Pesquisa Social: Teoria, Método e Criatividade. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1994.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Conferência Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente, 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/pnaes/194-secretarias-112877938/secad-educacao-continuada-223369541/17455-conferencia-infanto-juvenil-pelo-meio-ambiente-novo. Acesso em: 27 jun. 2021.

MOTA, J. C. Panorama dos artigos científicos em Educação Ambiental: uma análise temporal, temática e metodológica na base de dados da ANPED e Scielo. Atos de Pesquisa em Educação, v. 12, n. 1, p. 257-278, jan./abr. 2017.

PARANÁ. Lei n.º 17.505, de 11 de janeiro de 2013. Institui a Política Estadual de Educação Ambiental e o Sistema de Educação Ambiental. Diário Oficial do estado do Paraná, n. 8875, Curitiba, PR, 11 jan. 2013a. Disponível em: http://www.legislacao.pr.gov.br/legislacao/pesquisarAto.do?action=exibir&codAto=85172. Acesso em: 16 mar. 2021.

PARANÁ. Deliberação n.º 04/13, de 12 de novembro de 2013. Normas estaduais para a Educação Ambiental no Sistema Estadual de Ensino do Paraná. Conselho Estadual de Educação, Curitiba, PR, 12 nov. 2013b. Disponível em: http://www.cee.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/Deliberacoes/2013/deliberacao_04_13.pdf. Acesso em: 16 mar. 2021.

PARANÁ. Decreto n.º 9958, de 23 de janeiro de 2014. Regulamenta o Art. 7º, 8º e 9º da Lei nº. 17.505, de 11 de Janeiro de 2013, que institui a Política Estadual de Educação Ambiental. Diário Oficial do estado do Paraná, nº 9131, Curitiba, PR, 23 jan. 2014a. Disponível em: http://www.legislacao.pr.gov.br/legislacao/pesquisarAto.do?action=exibir&codAto=113098&indice=1&totalRegistros=1. Acesso em: 16 mar. 2021.

PEREIRA, S. M. BECKER, A. FURTADO, A. S. Os desafios da instituição educativa frente à descentralização da gestão. Gestão em Ação, Salvador, v. 7, n. 1, p. 25-35 jan./abr., 2004.

ROSA, D. C. KONRAD, O. REHFELDT, M. J. H. A Educação Ambiental na perspectiva da gestão escolar no Vale do Taquari/RS/Brasil. Estudo & Debate em Gestão e Planejamento. v. 23, n. 2, Lajeado, 2016, p. 195-217.

ROSA, D. C. KONRAD, O. REHFELDT, M. J. H. A Educação Ambiental e a Gestão Escolar na percepção de diretores de escolas estaduais da 3ª CRE/RS. Revista Brasileira de Educação Ambiental. v. 12, n. 2, 2017, p. 331-354.

SILVA, A. P. R. da.; ANTICH, A. V. A sustentabilidade sob a perspectiva da gestão escolar: desafios e possibilidades. RELACult – Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade Revista Latinoamericana de Estudios en Cultura y Sociedad, Latin American Journal of Studies in Culture and Society, v. 06, edição especial, mai. 2020, artigo nº 1688. Disponível em: <https://periodicos.claec.org/index.php/relacult/article/view/1688>. Acesso em: 20 mar. 2021.

SILVA, A. W. L. TUNICE, L. M. C. Gestão democrática e elaboração do projeto político pedagógico - ppp. Estudos interdisciplinares em educação. v. 1, n. 5, p.35-42. Lorena, SP, 2019.

SILVA, E. P. A Importância do Gestor Educacional na Instituição Escolar. Revista Conteúdo, Capivari, v. 1, n. 2, p. 67 - 83, jul/dez, 2009 - ISSN 1807-9539.

SORRENTINO, M. TRAJBER, R. MENDONÇA, P. JUNIOR, L. A. F. Educação ambiental como política pública. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 285-299, mai./ago. 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ep/v31n2/a10v31n2.pdf. Acesso em: 17 mar. 2021.

VIEIRA, S. R. Construção coletiva de uma matriz de indicadores de Educação Ambiental escolar. 2016. 125 f. Dissertação (mestrado) – Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba.

VIEIRA, S. R. Matriz de Indicadores para avaliação das políticas públicas de Educação Ambiental no contexto escolar: uma análise a partir do ciclo de políticas e da teoria da atuação. 2021. Tese (doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

Downloads

Publicado

2021-10-06

Como Citar

Detzel, S. A., Torales-Campos, M. A., & Vieira, S. R. (2021). Educação Ambiental e Gestão Escolar: aplicação de matriz de indicadores em escolas de Curitiba. Revista Educar Mais, 5(5), 1255-1271. https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2597

Edição

Seção

Artigos