A bússola investigativa: mapeando estudos sobre projetos investigativos nos anos iniciais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/reducarmais.4.2020.2087

Palavras-chave:

Revisão bibliográfica, Projetos Investigativos, Ensino de Ciências, Anos Iniciais do Ensino Fundamental

Resumo

Apresentamos neste artigo uma revisão bibliográfica, do tipo estado da arte, que objetivou mapear dissertações produzidas entre os anos de 2010 e 2019, abrangendo a temática “Ensino de Ciências por investigação nos anos iniciais do Ensino Fundamental”. Para isto, optou-se por analisar estudos desenvolvidos em programas profissionais de pós-graduação do campo da Educação em Ciências e Matemática. Iniciamos apresentando os aspectos metodológicos da pesquisa, os programas encontrados e a seleção dos trabalhos que versam ao propósito deste estudo. A partir da análise dos dados, classificamos e descrevemos as dissertações selecionadas. Os aspectos emergentes encontrados na análise demonstram que o ensino por investigação acontece de forma colaborativa e dialógica em um cenário em que professores e estudantes articulam os conhecimentos científicos com contexto social, a partir de situações-problemas. Oportuniza a experimentação, o levantar hipóteses e o desenvolvimento de novas possibilidades de pensar e agir.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Costa, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Mestranda em Ensino de Ciências Exatas pela Universidade Federal do Rio Grande FURG. Especialista em Mídias na Educação - Ciclo Avançado, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS e Gestão e Docência na Educação Superior pela Universidade Luterana do Brasil ULBRA. Licenciada em Pedagogia, com habilitação em Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental pela ULBRA. Atualmente é professora do quinto ano do Ensino Fundamental da rede pública do Município de Imbé, atuando nos componentes curriculares de Ciências e Matemática.  Com 11 anos de experiência na área de Educação, desenvolve pesquisas de ensino, pesquisa e extensão com temáticas investigativas no ensino de Ciências.

Charles Guidotti, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Licenciado em Física (2011), Mestre em Educação em Ciências (2014) e Doutor em Educação em Ciências (2019) pela Universidade Federal do Rio Grande. Professor Adjunto no Instituto de Matemática, Estatística e Física (IMEF) da Universidade Federal do Rio Grande. Orientador de pós graduação do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas da FURG. Coordenador do núcleo Ciências Exatas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência - PIBID da FURG. Pesquisa sobre a Formação de professores de Ciências, com enfoque na investigação do professor a partir da experiência. Desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão junto a professores em formação inicial e professores da educação Básica com o objetivo de fomentar ações investigativas na sala de Ciências para o aperfeiçoamento/desenvolvimento de compreensões dos conhecimentos científicos dos estudantes.

Referências

ARAÚJO, T. B. Aulas de Ciências: uso e desenvolvimento de sequências investigativas. 2017. 185 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Humanas, Sociais e da Natureza, Mestrado Profissional, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2017.

AZEVEDO, L. B. S. Ensino de ciências por investigação: estudos dos conceitos básicos de eletricidade para a promoção da alfabetização científica. 2016. 142 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2016.

BARCELLOS, L. S. O ensino da interação radiação-corpo humano nos anos iniciais do ensino fundamental: uma abordagem investigativa e colaborativa com enfoque ciência, tecnologia e sociedade. 2017. 125 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física, Centro de Ciências Exatas, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2017.

BAYERL, G. S. O ensino de ciências físicas por investigação: uma experiência nos anos iniciais do ensino fundamental. 2016. 118 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Ensino na Educação Básica, Departamento de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal do Espírito Santo - Centro Universitário Norte do Espírito Santo, São Mateus, 2016.

BRITO, L. O. Ensino de ciência por investigação: uma estratégia pedagógica para promoção da alfabetização científica nos primeiros anos do ensino fundamental. 2014. 160 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2014.

CARVALHO, A. M. Metodologia de pesquisa em ensino de física: uma proposta para estudar os processos de ensino e aprendizagem. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA, 9., 2004, Jaboticatubas, MG. Anais...Jaboticatubas, MG: Sociedade Brasileira de Física, 2004.

CHAGAS, H. W. K. R. S. Formação continuada de professores dos anos iniciais do ensino fundamental: uma proposta pautada em sequências de ensino por investigação. 2018. 220 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação para Ciências e Matemática, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, Jataí, 2018.

FERREIRA, N.S.A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, v. 23, nº 79, p. 257-272, ago., 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v23n79/10857.pdf. Acesso em mar. 2020.

GUIDOTTI, C. S. A investigação desde a sala de aula de Ciências: processo de autoformação com aperfeiçoamento teórico-prático de professores no Cirandar. Tese (Doutorado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde). Universidade Federal do Rio Grande – Furg. 2019.

GUIDOTTI, C. S; HECKLER, V. Projetos investigativos desde a sala de aula. CieFi. Comunidade de Indagação em Ensino de Física Interdisciplinar. 2020. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=KwvhkPok7bY&feature=youtu.be. Acesso em abr. 2020.

GUIDOTTI, C. S; HELCKLER, V. Investigação na educação em Ciências: concepções e aspectos históricos. Revista Thema. V. 14, n. 03, p. 191-209. 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.15536/thema.14.2017.191-209.545. Acesso em abr. 2020.

HILÁRIO, T; W. Vai equilibrar?: as contribuições da sequência de ensino por investigação para alfabetização em linguagem no ensino de ciências. 2018. 159 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação para Ciências e Matemática, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, Jataí, 2018.

ISSA, A. R. M. S. A construção da argumentação no ensino de Ciências por investigação visando a promoção da alfabetização científica. 2015. 96 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação para Ciências e Matemática, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, Jataí, 2015.

LEONOR, P. B. Ensino por investigação nos anos iniciais: análise de sequências didáticas de ciências sobre seres vivos na perspectiva da alfabetização científica. 2013. 192 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Educação, Instituto Federal do Espírito Santo, Vitória, 2013.

LIMEIRA, J. A. R. Práticas de ensino por investigação nas aulas de Ciências desenvolvidas nos anos iniciais do ensino fundamental. 2015. 127 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2015.

LORENZON, M. A espiral investigativa como uma estratégia de desenvolvimento da alfabetização científica nos anos iniciais do ensino fundamental. 2018. 232 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Ensino, Universidade do Vale do Taquari, Lajeado, 2018.

MOURA, M. B. Formação continuada de professores e a metodologia de ensino por investigação nos anos iniciais do ensino fundamental de Paraúna-GO. 2016. 120 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação para Ciências e Matemática, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, Jataí, 2016.

NASCIMENTO, S. S. B. “Onde está o ar?”: sequência de ensino investigativo para a promoção da alfabetização científica de alunos do 3º ano do ensino fundamental. 2016. 136 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Educação para Ciências e Matemática, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, Jataí, 2016.

OLIVEIRA, J. Q. P. Atividades experimentais: estratégia para auxiliar no ensino de ciências. 2017. 142 f. Dissertação (Doutorado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas, Mestrado em Ensino de Ciências Exatas, Universidade do Vale do Taquari, Lajeado, 2017.

REIS, L. P. O desenvolvimento da argumentação em atividades investigativas para alunos do Ensino Fundamental. 2017. 213 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Mestrado Profissional em Projetos Educacionais de Ciências, Escola de Engenharia de Lorena, Universidade de São Paulo, Lorena, 2017.

ROMANOWSKI, J. P.; ERNS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Curitiba: Diálogo e Educação, v.6, n.19, p.37-50, set./dez, 2006. Disponível em: http://www2.pucpr.br/reol/pb/index.php/dialogo?dd1=237&dd99=view&dd98=pb. Acesso em mar. 2020.

SOARES, G. F. A. Ensino de Ciências por investigação: um desafio à formação dos professores dos anos escolares iniciais. 2017. 88 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Docência em Educação em Ciências e Matemáticas – Mestrado Profissional, Universidade Federal do Pará - Instituto de Educação Matemática e Científica, Belém, 2017.

SPERANDIO, M. R. C. Ensino de Ciências por investigação para professores da educação básica: dificuldades e experiências de sucesso em oficinas pedagógicas. 2017. 239 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Humanas, Sociais e da Natureza, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2017.

ZERLOTTINI, K. G. Ensino de ciências por investigação e produção de textos: um diálogo possível para a construção da autonomia de alunos das séries iniciais. 2017. 242 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado Profissional em Educação e Docência, Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017.

Downloads

Publicado

2020-12-03

Como Citar

Costa, P. de V. ., & Guidotti, C. dos S. . (2020). A bússola investigativa: mapeando estudos sobre projetos investigativos nos anos iniciais. Revista Educar Mais, 4(3), 812-833. https://doi.org/10.15536/reducarmais.4.2020.2087

Edição

Seção

Artigos