Trilha Periódica

Autores

  • Gisele Rodrigues

DOI:

https://doi.org/10.15536/reducarmais.0.2012.%25p.586

Resumo

O Colégio Estadual Waldemar Amoretty Machado, com a finalidade do
incentivo científico aos seus alunos, realiza anualmente uma Feira de Ciências. Na edição deste ano, foi proposto em sala de aula, pela professora de Química aos alunos do primeiro ano do ensino médio politécnico, que fosse feita uma pesquisa sobre a história, evolução e atualidade da tabela periódica. Após a mesma, teríamos que propor uma maneira “diferente” de ensinar Química. Com a realização do trabalho, analisamos que de forma lúdica a Química se torna mais divertida e interessante. Desta forma, optamos pela utilização de jogos lúdicos como um meio facilitador no processo de ensino-aprendizagem da disciplina. O jogo escolhido foi uma trilha periódica para que fosse possível identificar os elementos através de seus símbolos, podendo assim ter conhecimento de cada um, bem como identificar os grupos e famílias através da diferença de cores propostas no jogo. Essas cores foram escolhidas de
acordo com a tabela periódica do livro didático utilizado em sala de aula. Para a confecção da trilha foi utilizado materiais de baixo custo como EVA e tecido TNT, sendo montada seguindo a ordem crescente dos números atômicos dos elementos. Através dos resultados obtidos, foi possível entender a importância da utilização do jogo no processo educativo como instrumento para facilitar a integração dos participantes. Notou-se que o jogo pode ser utilizado como ferramenta fundamental para o ensino.

Downloads

Publicado

2012-08-04

Como Citar

Rodrigues, G. (2012). Trilha Periódica. Revista Educar Mais, (1). https://doi.org/10.15536/reducarmais.0.2012.%p.586

Edição

Seção

Artigos