O Modelo Híbrido da Sala de Aula Invertida no Ensino de Fisioterapia: uma revisão sistemática da literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2294

Palavras-chave:

Modelos Flexíveis, Ensino em Saúde, Ensino Superior, Metodologias Ativas

Resumo

Este artigo é um recorte da dissertação, ainda em andamento, intitulada ‘O Modelo da Sala de Aula Invertida como Proposta no Ensino de Fisioterapia: Um estudo de caso no conteúdo de Incontinência Urinária Feminina’, do Programa de Pós-graduação do Instituto Federal Sul-rio-grandense do Campus Pelotas - Visconde da Graça. O artigo em questão trata-se de uma revisão sistemática da literatura a qual foi delimitado em artigos no idioma português, disponíveis e completos na íntegra, sem a delimitação do período de publicação e os descritores utilizados nas buscas foram ‘ensino híbrido’, ‘sala de aula invertida’, ‘educação em saúde’, ‘ensino em saúde’, ‘fisioterapia’, ‘metodologias ativas’, ‘ensino’ e ‘incontinência urinária’. As bases de dados escolhidas foram o Portal CAPES, o SciELO, o Portal BVS, o PubMed e o Google Acadêmico. O total de artigos encontrados foram 944, no entanto apenas 3 artigos estavam de acordo com os objetivos desse trabalho. Como a escassez de publicações científicas destinadas aos docentes da área, acredita-se que com isso, há angústias e receios para a aplicabilidade do modelo, seja esse o da Sala de Aula Invertida seja qualquer outro modelo híbrido.

 

Biografia do Autor

Maria Bethânia Tomaschewski Bueno

Mestranda em Ciências e Tecnologias na Educação, pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense - Câmpus Pelotas - Visconde da Graça, RS, Brasil. Graduação em Fisioterapia na Faculdade Anhanguera, Pelotas, RS, Brasil.

 

Maria Isabel Giusti Moreira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense campus Pelotas-Visconde da Graça

Doutora em Ciência da Computação (UFRGS), Professora do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do IFSul Câmpus Pelotas - Visconde da Graça. Coordenadora da Coordenadoria de Produção de Tecnologias Educacionais (CPTE); Coordenadora da Rede e-Tec Brasil/IFSul; Coordenadora da Especialização em Ciências e Tecnologias na Educação - CaVG/IFSul. http://orcid.org/0000-0001-9940-2138

Referências

ALVES, Tamiris Pinheiro, et al. Uso da Metodologia Ativa na Disciplina Cuidados de Enfermagem ao idoso: Relato de experiência. Anais da IV Semana de Enfermagem das Faculdades São José, Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: https://acervomais.com.br/index.php/saude/article/download/171/72/. Acesso em: 01 maio 2020.

APUNG, Associação Portuguesa de Urologia. Dossier Incontinência Urinária. 2013. Disponível em: http://www.apurologia.pt/incontinencia/incontinencia_2013/Dossier_Imprensa_Incontinencia_Urinaria.pdf. Acesso: 09 jan. 2021.

BACICH, Lilian; TANSI NETO, Adolfo.; TREVISAN, Fernando de Mello. Ensino Híbrido: Personalização e tecnologia na educação. BACICH, Lilian; TANSI NETO, Adolfo.; TREVISAN, Fernando de Mello (orgs). Ensino Híbrido: Personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

CAMILLO, Cíntia. Morales; VARGAS, Manuela Eliza Gularte; MEDEIROS, Liziany Muller. Ensino Híbrido: A sala de aula invertida como possibilidade de ensino e aprendizagem. Ciclo Revista: Experiências em formação no IFGoiano, v. 3, n. 1, 2018. Disponível em: https://www.ifgoiano.edu.br/periodicos/index.php/ciclo/article/view/854. Acesso em: 06 jan. 2020.

CASELLATO, Thaís Fernanda Leitão; CARNEIRO, Richard William; MARCHIORI, Nidia Mara. A Interface de Metodologias Ativas no Curso de Graduação em Fisioterapia. Revista Faculdades do Saber, v. 3, n. 06, p. 415-420, 2018. Disponível em: https://rfs.emnuvens.com.br/rfs/article/view/53. Acesso em: 11 dez. 2019.

CAVENAGUI, Simone, et al. Efeitos da Fisioterapia na Incontinência Urinária Feminina. Revista Pesquisa em Fisioterapia, v. 10, n. 4, p. 658-665, 2020. Disponível em: https://www5.bahiana.edu.br/index.php/fisioterapia/article/view/3260. Acesso em: 10 jan. 2021.

CHRISTENSEN, Clayton M.; HORN, Michael B.; STAKER, Heather. Ensino Híbrido: uma Inovação Disruptiva? Uma introdução à teoria dos híbridos. 2013. E-book. Disponível em: http://porvir.org/wp-content/uploads/2014/08/PT_Is-K-12-blended-learning-disruptive-Final.pdf. Acesso em: 06 jan. 2020.

COSTA, Daniele Bernardi da, et al. Kroton Learning System 2.0: Modelo acadêmico utilizado em um curso de graduação em enfermagem à distância. Anais do 23º Congresso Internacional ABED de Educação a Distância, 2017. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2017/trabalhos/pdf/372.pdf. Acesso em: 05 jan. 2020.

COSTA, Franciely Vanessa, et al. Uso de Estratégias Inovadoras no Ensino de Hematologia: Uma experiência na educação médica. Research, Society and Development, v. 9, n. 5, e36953181, 2020. Disponível em: https://rsd.unifei.edu.br/index.php/rsd/article/view/3181/2360. Acesso em: 02 maio 2020.

DEDICAÇÃO, Anny Caroline, et al. Comparação da Qualidade de Vida nos Diferentes Tipos de Incontinência Urinária Feminina. Revista Brasileira de Fisioterapia, v. 13, n. 2, p. 116-122, 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbfis/v13n2/aop012_09.pdf. Acesso: 08 jan. 2021.

DERMEVAL, Diego; COELHO, Jorge Artur Peçanha de Miranda; BITTENCOURT, Ig Ibert. Mapeamento Sistemático e Revisão Sistemática da Literatura em Informática na Educação. In: JAQUES, Patrícia Augustin; SIQUEIRA; Sean; BITTENCOURT, Ig; PIMENTEL, Mariano. (Org.) Metodologia de Pesquisa Científica em Informática na Educação: Abordagem Quantitativa. Porto Alegre: SBC, 2020. Disponível em: https://metodologia.ceie-br.org/livro-2. Acesso: 26 ago. 2020.

DI LÊU, Maria de Fátima Araújo; GONZÁLEZ, Daniel. A Influência do Ensino Híbrido no Processo de Aprendizagem dos Estudantes num Curso de Fisioterapia Em Uma Instituição de Ensino Superior da Cidade do Recife-PE. Revista Científica de Iniciación a La Investigación, v. 4, n. 1, 2019. Disponível em: http://revistacientifica.uaa.edu.py/index.php/rcuaa/article/view/564/418. Acesso em: 02 fev. 2020.

FELIX, Adriana Maria da Silva; SOARES, Rosimeire Angela Queiroz. Metodologias Ativas no Ensino de Enfermagem em Doenças Transmissíveis. Revista de Enfermagem UFPE on line, v. 13, e241816, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/241816. Acesso em: 01 maio 2020.

FERMOZELLI, Juliana Abeche; CESARETTI, Mario Luís Ribeiro; BARBO, Maria Lourdes Peris. Estratégias de Blended Learning (Ensino Híbrido) no Ensino de Patologia Geral em um Curso de Medicina. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, v. 53, n. 3, p. 202-209, 2017. Disponível em: https://www.jbpml.org.br/detalhes/327/estrategias-de-blended-learning--ensino-hibrido--no-ensino-de-patologia-geral-em-um-curso-de-medicina. Acesso em: 02 maio 2020.

FÜHR, Regina Cândida. A Tecnopedagogia na Esteira da Educação 4.0: Aprender a aprender na cultura digital. Educação no Século XXI - Volume 31 – Tecnologias/ Organização: Editora Poisson Belo Horizonte - MG: Poisson, 2019. Disponível em: https://www.poisson.com.br/livros/educacao/volume31/Educacao_no_seculoXXI_vol31.pdf. Acesso em: 03 fev. 2020.

FÜHR, Regina Cândida. Educação 4.0 e Seus Impactos no Século XXI. V Congresso Nacional de Educação - V CONEDU, v. 1, 2018a, ISSN 2358-8829. Disponível em: https://www.editorarealize.com.br/revistas/conedu/trabalhos/TRABALHO_EV117_MD4_SA19_ID5295_31082018230201.pdf. Acesso em: 27 dez. 2019.

FÜHR, Regina Cândida. (Re)apreender a Docência no Contexto da Educação Digital. Revista De Educação ANEC, v. 44, n. 157, p. 92-107, 2018b. Disponível em: http://revistas.anec.org.br/index.php/revistaeducacao/article/view/173. Acesso em: 02 jan. 2020.

GALVÃO, Taís Freire; PEREIRA, Maurício Gomes. Revisões Sistemáticas da literatura: Passos para sua elaboração. Epidemiologia e Serviços em Saúde, v. 23, n. 1, p. 183-184, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ress/v23n1/2237-9622-ress-23-01-00183.pdf. Acesso em: 23 jul. 2020.

GUEDES, Janesca Mansur; SEBBEN, Vanessa. Incontinência Urinária no Idoso: Abordagem fisioterapêutica. RBCEH - Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano, v. 3, n. 1, p. 105-113, 2006. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rbceh/article/view/52/45. Acesso: 20 out. 2020.

GHEZZI, Joyce Fernanda Soares Albino, et al. Metodologias de Aprendizagem Ativa e a Formação do Enfermeiro com Pensamento Crítico: Revisão integrativa da literatura. Congresso Ibero-Americano de Investigação Qualitativa - CIAIQ2019, v. 1, p. 478-487, 2019. Disponível em: https://proceedings.ciaiq.org/index.php/CIAIQ2019/article/view/2186/2111. Acesso em: 01 maio 2020.

GOUDOURIS, Ekaterini; STRUCHINER, Miriam. Aprendizagem Híbrida na Educação Médica: Uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 39, n. 4, p. 620-629, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbem/v39n4/1981-5271-rbem-39-4-0620.pdf. Acesso em: 01 mai. 2020.

HENKES, Daniela Fernanda, et al. Incontinência Urinária: O impacto na vida de mulheres acometidas e o significado do tratamento fisioterapêutico. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, v. 36, n. 2, p. 45-56, 2015. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/view/21746. Acesso em: 10 jan. 2021.

MARQUES, Keila Simone Frade; FREITAS, Patrícia Antônia Corrêa de. A Cinesioterapia Como Tratamento da Incontinência Urinária na Unidade Básica de Saúde. Fisioterapia em Movimento, v. 18, n. 4, p. 63-67, 2005. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/fisio/article/view/18646/18064. Acesso: 12 out. 2020.

MASCARENHAS, Teresa. Disfunções do Pavimento Pélvico: Incontinência urinária e prolapso dos órgãos pélvicos. Manual de Ginecologia, v. 2, p. 97-130, 2011.

MATOS, Mirelle Aires Botelho de, et al. As Repercussões Causadas pela Incontinência Urinária na Qualidade de Vida do Idoso. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online, v. 11, n. 3, p. 567-575, 2019. Disponível em: http://seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/6581. Acesso em: 15 out. 2020.

MELO JUNIOR, Paulo Mauricio Reis de, et al. Sala de Aula Invertida para o Ensino do Conteúdo Abertura Coronária em Endodontia. Revista da ABENO, v. 18, n. 2, p. 182-191, 2018. Disponível em: https://revabeno.emnuvens.com.br/revabeno/article/view/584. Acesso em: 02 maio 2020.

MENEGAZ, Jouhanna do Carmo, et al. Flipped Classroom no Ensino de Gerenciamento em Enfermagem: Relato de experiência. Escola Anna Nery, v. 22, n. 3, p. 01-07, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ean/v22n3/pt_1414-8145-ean-22-03-e20170312.pdf. Acesso em: 01 maio 2020.

MORAN, José. Educação Híbrida: Um conceito-chave para a educação, hoje. In: BACICH, Lilian; TANSI NETO, Adolfo.; TREVISAN, Fernando de Mello (orgs). Ensino Híbrido: Personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

NARVAI, Paulo Capel, et al. Saúde Bucal Coletiva e pedagogia da sala de aula invertida: possibilidades e limites no ensino de graduação. Revista da ABENO, v. 18, n. 1, p. 124-133, 2018. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4170644/mod_label/intro/Narvai%20et%20al%20sala%20invertida.pdf. Acesso em: 02 fev. 2020.

OLIVEIRA, Antônio Hérbetty Arcanjo Martins, et al. Cartilha Educativa para Mulheres Sobre Incontinência Urinária: Concepções e desenvolvimento. Revista Baiana de Saúde Pública, v. 41, n. 2, p. 308-323, 2017. Disponível em: http://rbsp.sesab.ba.gov.br/index.php/rbsp/article/view/1930/2240. Acesso em: 11 dez. 2020.

OLIVEIRA, Jaqueline Ramos de; GARCIA, Rosamaria Rodrigues. Cinesioterapia no Tratamento da Incontinência Urinária em Mulheres Idosas. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 14, n. 2, p. 343-351, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbgg/v14n2/v14n2a14.pdf. Acesso: 13 out. 2020.

OLIVEIRA, Kátia Adriana Cardoso de; RODRIGUES, Ana Beatriz Cezar; PAULA, Alfredo Batista de. Técnicas Fisioterapêuticas no Tratamento e Prevenção da Incontinência Urinária de Esforço na Mulher. Revista Eletrônica F@pciência, v. 1, n. 1, p. 31-40, 2007. Disponível em: http://www.fap.com.br/fap-ciencia/edicao_2007/004.pdf. Acesso: 13 out. 2020.

OLIVEIRA, Renata Carvalho de. Aplicação da Metodologia Sala de Aula Invertida em Disciplina do Curso de Nutrição. Revista Redes-Revista Interdisciplinar do IELUSC, [S.I], n. 1, p. 67-76, 2019. Disponível em: http://revistaredes.ielusc.br/index.php/revistaredes/article/view/73/32. Acesso em: 01 maio 2020.

OLIVEIRA, Sabrina Guedes de. Educação Hibrida: A aprendizagem colaborativa através da sala de aula invertida. Revista Arquivos Científicos (IMMES), v. 1, n. 2, p. 38-43, 2018. Disponível em: http://arqcientificosimmes.emnuvens.com.br/abi/article/view/63/49. Acesso em: 15 jan. 2020.

PITANGUI, Ana Carolina Rodarti; SILVA, Rosemary Gonçalves da; ARAÚJO, Rodrigo Cappato de. Prevalência e Impacto da Incontinência Urinária na Qualidade de Vida de Idosas Institucionalizadas. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v.15, n. 4, p. 619-626, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbgg/v15n4/02.pdf. Acesso em: 17 jan. 2021.

RIBEIRO, Lídia Cristina Villela. Testando Novas Metodologias de Aprendizagem para o Ensino de Embriologia Humana: Relato de experiência e percepção dos discentes. Revista Docência do Ensino Superior, v. 8, n. 1, p. 151-165, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/2446/1464. Acesso em: 02 maio 2020.

ROCHA, Mayra Jaqueline; DIAS, Rafael Luiz; VIEIRA, Lizyana. Efeitos da Cirurgia Bariátrica na Incontinência Urinária. FAG Journal of Health (FJH), v. 2, n. 4, p. 466-469, 2020. Disponível em: https://fjh.fag.edu.br/index.php/fjh/article/view/257/212. Acesso em: 16 jan. 2021.

SCHENEIDERS, Luís Antônio. O Método da Sala de Aula Invertida (Flipped Classroom) / Luís Antônio Schneiders – Lajeado: Ed. da Univates, 2018. Disponível em: https://www.univates.br/editora-univates/media/publicacoes/256/pdf_256.pdf. Acesso em: 22 jan. 2020.

SILVA, Arthur Lorran Mello André da, et al. Disciplinas Híbridas: O olhar de uma professora sobre sua prática em um curso de fisioterapia. Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas, v. 20, n. 4, p. 341-345, 2019. Disponível em: https://revista.pgsskroton.com/index.php/ensino/article/view/7626. Acesso em: 30 dez. 2019.

SILVA, Juliana Cristina Pereira da; SOLER, Zaida Aurora Sperli Geraldes; WYSOCKI, Anneliese Domingues. Fatores Associados à Incontinência Urinária em Mulheres Submetidas ao Exame Urodinâmico. Revista Escola de Enfermagem da USP, v. 51, e03209, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reeusp/v51/pt_1980-220X-reeusp-51-e03209.pdf. Acesso: 10 jan. 2021.

SILVA, Michele Rejane Coura da; MACIEL, Cristiano. Blended Learning: Reflexões sobre o ensino semipresencial na educação superior no Brasil. Anais do XII Congresso Nacional de Educação - EDUCERE, ISSN 2176-1396, 2015. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/20231_9663.pdf. Acesso em: 06 jan. 2020.

SILVA, Michele Rejane Coura de; MACIEL, Cristiano; ALONSO, Kátia Morosov. Hibridização do Ensino nos Cursos de Graduação Presenciais das Universidades Federais: Uma análise da regulamentação. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação - RBPAE, v. 33, n. 1, p. 95-117, 2017. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/rbpae/article/view/74042/41701. Acesso em: 03 jan. 2020.

SOUZA, Andrezza Cristina da Silva Barros; SOUZA, Dácio Michel da Cruz; DANTAS, Deyse de Souza. Sala de Aula Invertida: Uma experiência no ensino superior. V Congresso Nacional de Educação - V CONEDU, V. 1, ISSN 2358-8829, 2018. Disponível em: https://www.editorarealize.com.br/revistas/conedu/trabalhos/TRABALHO_EV117_MD1_SA19_ID6097_10092018231955.pdf. Acesso em: 29 dez. 2019.

SUNAGA, Alexsandro; CARVALHO, Camila Sanches de. As Tecnologias Digitais no Ensino Híbrido. In: BACICH, Lilian; TANSI NETO, Adolfo.; TREVISAN, Fernando de Mello (orgs). Ensino Híbrido: Personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

VALENTE, José Armando. A Sala de Aula Invertida e a Possibilidade do Ensino Personalizado: Uma experiência com a graduação em midialogia. Metodologias Ativas para uma Educação Inovadora: Uma abordagem teórico-prática. Organizadores: Lilian Bacich, José Moran. – Porto Alegre: Penso, 2018b.

VALENTE, José Armando. Blended Learning e As Mudanças no Ensino Superior: A proposta da sala de aula invertida. Educar em Revista, Edição Especial, n. 4, p. 79-97, 2014a. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/nspe4/0101-4358-er-esp-04-00079.pdf. Acesso em: 20 nov. 2019.

VOGT, Alessandra; SOARES, Silviane Lawall. Prática Docente Usando o Método Flipped Classroom: Um estudo de caso em uma Instituição de Ensino Superior. 23º CIAED, Congresso Internacional ABED de Educação a Distância, 2017. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2017/trabalhos/pdf/450.pdf. Acesso em: 02 fev. 2020.

ZANON, Denise Puglia, et al. Sala de Aula Invertida: Possibilidades e limites na docência universitária. Anais do XII Congresso Nacional de Educação – EDUCERE, ISSN 2176-1396. Disponível em: https://maiza.com.br/wp-content/uploads/2017/04/Artigo-Sala-de-aula-invertida-ALTHAUS-ZANON-CANCADO-SANCHES-Puc-2015.pdf. Acesso em: 03 maio 2020.

Downloads

Publicado

2021-02-16

Como Citar

Bueno, M. B. T., & Giusti Moreira, M. I. (2021). O Modelo Híbrido da Sala de Aula Invertida no Ensino de Fisioterapia: uma revisão sistemática da literatura. Revista Educar Mais, 5(2), 397-413. https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2294

Edição

Seção

Artigos