LEITURA NA ZONA RURAL

Autores

  • Paula Rossato Milanesi
  • Katiele Melo da Silva
  • Rosimeire Simões de Lima

DOI:

https://doi.org/10.15536/reducarmais.0.2014.%25p.692

Resumo

A escola Carmosina Vaz Guimarães localizada no interior do município de Piratini, aproximadamente setenta e oito quilômetros da sede. O desenvolvimento desse projeto ocorreu desde a implantação da escola e recebeu essa denominação ”Leitura na zona rural” com a implantação do ensino médio politécnico, na disciplina de seminário integrado. Existe uma dificuldade maior ao acesso aos materiais escritos, devido a distância das bibliotecas, número reduzido de exemplares na escola e a toda as situações nas quais estão envolvidos (as) as pessoas e os alunos que vivem na zona rural. O grupo realizou entrevistas com os alunos da escola e criou página na rede social para registrar depoimentos dos alunos que leem. A intenção é incentivar e de certa forma revelar a importância da leitura. O que norteia o trabalho é a leitura, interpretação e redação. Pensamos que o aluno precisa passar pela escola durante muito tempo, mas na zona rural devido às condições de transporte, clima, distâncias a serem percorridas entre outros motivos esse tempo ainda é menor e necessita construir seu conhecimento, encontrar uma razão que fundamente sua permanência na escola. Deste modo, nossa meta imprescindível é que ao ler um texto ele seja capaz de ir além da decodificação das letras, do que está escrito, do que está subentendido nas entrelinhas, tal qual a intenção do autor e outros aspectos visando tornar-se um leitor crítico para que desenvolva a capacidade de ler o mundo, a realidade que o cerca e tudo o que vem “tecido” na estrutura de um texto. Existe resistência de alguns em relação a leitura , embora tendo alunos de faixa etária menos elevada, em idade normal ou condizente com o ano que estão cursando nunca leu um livro sem “figura” (ilustração) e com um número maior de páginas. Solicito que leiam um livro em cada trimestre, ao final terão lido ao menos três livros, uns desenvolvem o hábito da leitura e procuram ler jornais, outras obras e descobrem o inesgotável universo dos livros modificando sua maneira de enxergar e interagir com o meio em que estão inseridos, como perceber-se em diversas obras de Paulo Freire e histórias. Por outro lado se não derem prosseguimento a leiturização, passam, a saber, que são capazes de ler, pois já experienciaram, não são mais os mesmos que entraram no ensino médio, algum conhecimento foi atrelado à teia de relações da qual inerentemente todos nós fazemos parte. Aproveitando um link com o lema da escola que é de olho na terra, no homem e no futuro validar o respaldo que os pais firmam em relação à escola. Um novo capítulo desta história em que os filhos não reproduzem a ausência de leitura, escrita, formação dos pais, porém sem afastar-se de seu nicho ou meio. O projeto está agora no momento de buscar doações de livros para a biblioteca e para o posto de saúde que funciona uma vez por semana. O intuito do grupo é promover a leitura e de forma efetiva.

Downloads

Publicado

2017-08-06

Como Citar

Milanesi, P. R., da Silva, K. M., & de Lima, R. S. (2017). LEITURA NA ZONA RURAL. Revista Educar Mais, (1). https://doi.org/10.15536/reducarmais.0.2014.%p.692

Edição

Seção

Artigos