Tecnologias digitais no desenvolvimento da oralidade em língua inglesa na escola pública

Marlon Machado Oliveira Rio, Christine Siqueira Nicolaides

Resumo


Ser capaz de se comunicar oralmente em uma língua adicional é o anseio que muitos profissionais e estudantes possuem diante do constante engendramento de evoluções decorrentes tanto do mercado internacional quanto do desaparecimento de fronteiras antes limítrofes entre países distantes, advindo tanto dos avanços tecnológicos quanto econômicos da globalização [1,2]. A fluência na habilidade oral (speaking) torna-se um dos requisitos primordiais para alavancar sonhos, projetos e demais realizações sociais, pessoais, profissionais e acadêmicas. Quando se conjectura a respeito do ensino de língua inglesa no contexto das escolas públicas, por exemplo, percebe-se que atualmente perpassa grandiosos desafios quanto ao ensino tanto desta língua, especialmente no que tange ao ensino da oralidade desta [3,4]. Conjuntamente é percebido na literatura de Linguística Aplicada [5] grandes avanços no desenvolvimento de tecnologias digitais, as quais têm sido aplicadas de maneiras dissimilares dentro do ensino tanto de línguas adicionais [6, 7] quanto de outros relevantes elementos de emancipação social e tecnológica por via de tais instrumentos simbólicos [8, 9, 10], os quais têm trazido frutíferos resultados, conforme aponta uma vasta literatura acadêmica neste âmbito de pesquisa [11, 12]. Por conta destas recentes e constantes mudanças decorrentes do crescente processo de globalização, o qual afeta não apenas o ensino de línguas adicionais em outros países, como também modifica os axiomas basilares envoltos tanto no ensino quanto na aprendizagem de línguas no século XXI no contexto brasileiro, o trabalho ora apresentado discorre sobre um projeto elaborado em minha pesquisa de doutorado, a qual fez uso de tecnologias digitais em aulas de inglês dentro do contexto de uma escola pública de Ensino Fundamental no município de Charqueadas. Neste projeto, denominado My city – my world, utilizou-se de maneira substancial tecnologias digitais para o ensino da oralidade em língua inglesa. Por meio de uma perspectiva de ensino colaborativa [13,14], trabalhou-se conjuntamente com a professora e alunos em e fora da sala de aula tópicos concernentes à apresentação do município de Charqueadas para o mundo. Destarte, foi possível elencar resultados otimistas quanto a uma mudança no ensino e na aprendizagem de língua inglesa [15,16], bem como alguns obstáculos enfrentados tanto pelo pesquisador, quanto pela docente e discentes no que tange ao uso de tecnologias digitais em sala de aula [17,18], bem como ao aprimoramento da oralidade em língua inglesa, a qual, segundo inúmeros especialistas, apresenta-se como um dos maiores desafios para alunos e professores no referido idioma [19,20].


Palavras-chave


oralidade, ensino de língua inglesa, tecnologias digitais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/reducarmais.3.2019.38-45.1611

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                                                      Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref   Logotipo do Latindex