Sobre a evolução matemática, histórico-epistemológica do modelo de Fibonacci: sobre a abordagem matricial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.91-111.403

Palavras-chave:

Sequência de Fibonacci. Investigação histórica. Abordagem matricial. Formação de Professores.

Resumo

Este artigo aborda uma temática que proporciona uma perspectiva epistemológica não estática, atinente a um tópico ou ramo específico em Matemática, que representa uma das tendências que consubstanciam a evolução, generalização e sistematização do modelo proposto por Leonardo de Fibonacci, em 1202. Seu escopo principal consiste em demarcar elementos que caracterizam o emprego do modelo matricial, tendo em vista e resolução de problemas antigos e outros mais recentes. Dentre as inúmeras vertentes da Teoria dos Números de Fibonacci (STAKHOV), a abordagem matricial permite a descrição de propriedades inesperadas. Por fim, o escrito busca proporcionar elementos que permitem uma ação investigativa, de ordem histórico-epistemológica, num contexto de formação inicial de professores de Matemática. Ademais, decerto que os elementos de ordem histórico-matemático-epistemológicas apresentados, ao decurso do escrito, se mostram imprescindíveis num âmbito da formação inicial. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Regis Vieira Alves, IFCE

Possui graduação em Bacharelado em Matemática pela Universidade Federal do Ceará (1998), graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Federal do Ceará (1997), mestrado em Matemática Pura pela Universidade Federal do Ceará (2001) e mestrado em Educação, com ênfase em Educação Matemática, pela Universidade Federal do Ceará (2002). Atualmente é professor do Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará / CE - 40h/a com DE, do curso de Licenciatura em Matemática. Tem experiência na área de Matemática e atuando principalmente nos seguintes temas: Didática da matemática, História da Matemática, Análise Real, Filosofia da Matemática e Tecnologias aplicadas ao ensino de matemática para o nível superior. Com pesquisa voltada ao ensino de Cálculo I, II, III, Análise Complexa, EDO, Teoria dos Números. E na Universidade Aberta do Brasil, com o ensino a distância de Matemática. Desenvolve pesquisa direcionada para o ensino do Cálculo a Várias Variáveis e sua transição interna. Atua também no Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática (ENCIMA) - UFC. Revisor e parecerista ad hoc dos seguintes periódicos: Vydya Educação, Sinergia - IFSP, Rencima - Revista de Ensino de Ciências e Matemática, Revista do Instituto Geogebra de São Paulo, Tear - Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Boletim Online de Educação Matemática - BoEM e revista REMAT: Revista Eletrônica da Matemática. Comitê editorial do Boletim Cearense de Educação e História da Matemática (BOCEHM) e Coordenador do Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Matemática - PGECM/IFCE (acadêmico). Coordenador Institucional do projeto DINTER entre IFCE - UNIAN/SP em Educaçáo Martemática 2015/2018

Downloads

Publicado

2017-02-23

Como Citar

Alves, F. R. V. (2017). Sobre a evolução matemática, histórico-epistemológica do modelo de Fibonacci: sobre a abordagem matricial. Revista Thema, 14(1), 91-111. https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.91-111.403

Edição

Seção

Ciências Exatas e da Terra

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)