Recurso didático acessível para o ensino de Química Orgânica

aplicação de técnicas de bordado

Autores

  • Lidivânia Silva Freitas Mesquita Secretaria de Educação do Estado do Ceará - SEDUC, Fortaleza/CE - Brasil
  • Cristiane Maria Sampaio Forte Universidade Estadual do Ceará - Uece, Itapipoca/CE - Brasil
  • Ana Karine Portela Vasconcelos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE, Campus Paracuru/CE - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V23.2024.234-253.3033

Palavras-chave:

Ensino de Química, deficiência visual, recurso didático acessível, bordado livre

Resumo

Este trabalho teve por finalidade apresentar o desenvolvimento de quatro recursos acessíveis a pessoas com deficiência visual (DV) para o ensino de nomenclatura de alcanos. Inicialmente, foi desenvolvido um piloto, que consistia em um recorte de tecido de algodão cru, com 20 x 25 cm. Nele constavam a estrutura química do 3-etil-2-metilexano, com nomenclatura, fórmula molecular em braille e em letra bastão. Foi utilizado o bordado livre para bordar as informações com diferentes relevos e texturas. O piloto foi testado por dois alunos com DV, um cego e um com baixa visão. Por meio de entrevista semiestruturada, foram estabelecidas conversações sobre: organização das informações, estrutura química, braille e letra bastão. Os resultados foram analisados a partir da avaliação dos estudantes e com base nas sugestões realizadas foram construídos os quatro recursos acessíveis dos alcanos: octano, 3-etil-2-metilexano, cicloexano e 1-etil-2metilciclopentano. Concluiu-se que o bordado foi eficiente para a construção dos recursos acessíveis, pela versatilidade em criar relevos, auxiliando na formação de imagens mentais. Bem como os recursos têm potencial para melhorar a compreensão do assunto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lidivânia Silva Freitas Mesquita, Secretaria de Educação do Estado do Ceará - SEDUC, Fortaleza/CE - Brasil

Doutoranda em Ensino pela Rede Nordeste de Ensino (RENOEN) do polo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) - Campus Fortaleza.Mestra em Química pela Universidade Federal do Ceará (UFC), na linha de pesquisa Química de Produtos Naturais. Especialista em Gestão e Coordenação Escolar pela Faculdade Latino Americana de Educação (FLATED). Graduada em Licenciatura em Química pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Professora efetiva da Rede Estadual de Ensino do Ceará desde 2010, lotada na Escola de Ensino Médio Governador Adauto Bezerra, em Fortaleza. Onde leciona as disciplinas Química Geral e Química Orgânica. Possui experiência em ensino de química para alunos com deficiência visual e produção de recursos didáticos acessíveis.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/6061611871078543

Cristiane Maria Sampaio Forte, Universidade Estadual do Ceará - Uece, Itapipoca/CE - Brasil

Possuo graduação em Química Industrial pela Universidade Federal do Ceará (1993), mestrado em Geociências (Geoquímica Ambiental) pela Universidade Federal Fluminense (1996) e doutorado em Química (área de concentração Química Analítica) pela Universidade Federal do Ceará (2012). Sou professora Adjunto da Universidade Estadual do Ceará. Atuo na área de Química Analítica, Química Ambiental, Ensino de Química e Educação Inclusiva. Participei dos Projetos: Integrando Escola e Universidade na formação de professores e alunos da Educação Básica - Novos Talentos 2012, como Coordenadora do Sub-Projeto Novos Talentos FACEDI; do Programa de Licenciaturas Internacionais - PLI; do Programa de Cooperação Internacional STEM - Capes, parceira do Brasil com Reino Unido (2015-2016). Fui Assessora de Gestão da PROGRAD, coordenando o Programa de Apoio do Discente - PRADIS, no período de 2014 a 2020. Coordenou o Programa de Formação Docente - PARFOR, na UECE, no período de 2016 a 2018; Coordenadora de Curso, fui coordenadora de Área do Núcleo de Química/CCT do Pibid/UECE no período de 2018 a 2022. Desenvolvo projeto voltado para o desenvolvimento de material didático para o ensino de Química para alunos cegos. Atualmente sou membro da Comissão Coordenadora de Concurso Docente da UECE (CCCD) e Coordenadora do Núcleo pré Universitário da UECE (UECEVest) e do Laboratório Didático de Química do CCT/UECE. E, desde 2012 sou mãe da Margarida.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3085435107003470

Ana Karine Portela Vasconcelos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE, Campus Paracuru/CE - Brasil

Docente Permanente do Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática (PGECM) e do Curso de Doutorado Acadêmico em Ensino Rede Nordeste de Ensino (RENOEN) - Polo IFCE. Docente efetiva do Instituto Federal Ceará (IFCE), atualmente lotada no Campus Paracuru. Áreas de interesse: Aprendizagem Significativa no Ensino de Química: Superação de Obstáculos Epistemológicos; Experimentação Química; Ensino de Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTS/CTSA). Doutora e Mestre em Engenharia Civil (Saneamento Ambiental) pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Especialista em Gestão Ambiental pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Graduada em Licenciatura Química pela UFC e Técnica em Química Industrial pela Escola Técnica Federal do Ceará (ETFCE).

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9270231270884490

Downloads

Publicado

2024-04-12

Como Citar

MESQUITA, L. S. F. .; FORTE, C. M. S.; VASCONCELOS, A. K. P. Recurso didático acessível para o ensino de Química Orgânica: aplicação de técnicas de bordado. Revista Thema, Pelotas, v. 23, n. 1, p. 234–253, 2024. DOI: 10.15536/thema.V23.2024.234-253.3033. Disponível em: https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/3033. Acesso em: 24 maio. 2024.

Edição

Seção

Ciências Humanas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)