Educação no Brasil : avanços e retrocessos

Autores

  • Fernanda Barros Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.12.2015.40-55.296

Palavras-chave:

educação, Brasil, déficit, constituição, econômico.

Resumo

Este artigo visa estabelecer uma revisão de literatura quanto à educação no Brasil a partir das Cartas Constitucionais de 1934 até 1988. Nesses meandros, em sua primeira parte apresenta considerações sobre as transformações desencadeadas no campo educacional, no que tange à obrigatoriedade do ensino, gratuidade e destinação dos recursos para educação. Na segunda parte, retoma a discussão quanto à divisão da destinação dos fundos educacionais. Por último, reflete sobre a importância de investimentos na educação infantil. Doutra forma, analisa a convergência entre a formação do capital humano, a partir da educação, e a perspectiva do crescimento econômico do país com a redução das disparidades sócio-econômicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Barros Santos, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutoranda em Ciência Política (Universidade Federal Fluminense)

Professora do Núcleo em Direitos Humanos e Políticas Públicas NEPP-DH

Downloads

Publicado

2016-04-12

Como Citar

SANTOS, F. B. Educação no Brasil : avanços e retrocessos. Revista Thema, Pelotas, v. 12, n. 2, p. 40–55, 2016. DOI: 10.15536/thema.12.2015.40-55.296. Disponível em: https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/296. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Ciências Humanas