A temática racial no debate internacional e a conceituação do termo estabelecida pela UNESCO na década de 1950

Autores

  • Fernanda Barros Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.10.2013.62-75.153

Palavras-chave:

Projeto Unesco, Freyre, Grant, racismo e eugenia.

Resumo

Este artigo visa expor a elaboração do conceito de “raça” sob perspectiva da agência internacional Unesco, em meados da década de 1950. Haja vista o fenômeno do racismo e a Segunda Guerra- Mundial (1939-1945). Paralelamente, almeja discorrer sobre o olhar “positivado” das relações raciais brasileiras fundamentada pelo antropólogo Gilberto Freyre (1900-1987) cuja repercussão culminou no Projeto Unesco. Assim, o artigo identifica a intelectualidade brasileira indicada pelo Projeto Unesco (1950) para confecção de estudos sobre a realidade nacional. Para finalizar, apresenta as diferentes concepções sobre raça que balizavam o debate da época. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Barros Santos, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mestranda em História Comparada pela UFRJ, bolsista Capes.  A pesquisa visa comparar o Projeto Unesco (1950) nas vozes de Florestan Fernandes (19    ) e Thales de Azevedo (     ).

Downloads

Publicado

2013-10-11

Como Citar

SANTOS, F. B. A temática racial no debate internacional e a conceituação do termo estabelecida pela UNESCO na década de 1950. Revista Thema, Pelotas, v. 10, n. 1, p. 62–75, 2013. DOI: 10.15536/thema.10.2013.62-75.153. Disponível em: https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/153. Acesso em: 2 mar. 2024.

Edição

Seção

Ciências Humanas