Realidade Virtual como meio de conscientização da etiqueta higiênica com o foco em crianças com Transtorno do Espectro do Autismo

Autores

  • Stefane Menezes Universidade Federal do Rio Grande
  • André Freitas Universidade Federal do Rio Grande

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V21.2022.507-520.2132

Resumo

A transmissão do coronavírus se dá de forma rápida e fácil por meio das gotículas do nariz ou da boca que se espalham quando o indivíduo contaminado tosse ou espirra. A Organização Mundial da Saúde sugeriu medidas protetivas como tentativa de minimizar a transmissão do vírus, como por exemplo, lavar as mãos com água e sabão e a indicação para o uso de máscaras. Porém, alguns segmentos da população apresentam dificuldades na adoção das medidas preventivas, como é o caso dos sujeitos diagnosticados com Transtorno do Espectro do Autismo, mesmo que o transtorno não seja considerado fator de risco para o contágio da COVID-19. Refletindo a partir dessas premissas, este estudo tem como objetivo apresentar o desenvolvimento e os testes preliminares de uma ferramenta de realidade virtual utilizando a intervenção baseada em vídeo, para a conscientização da etiqueta higiênica necessária neste momento pandêmico, com o foco em crianças autistas de 7 a 10 anos. Para validar a ferramenta foi realizado um ensaio de interação com um profissional da área da saúde. A partir dos resultados percebeu-se o potencial da ferramenta no ensino de atividades para crianças com autismo devido aos estímulos visuais.

Palavras-chave: Realidade Virtual; intervenção baseada em vídeo; autismo; COVID-19.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-06-27

Como Citar

Menezes, S., & Freitas, A. (2022). Realidade Virtual como meio de conscientização da etiqueta higiênica com o foco em crianças com Transtorno do Espectro do Autismo. Revista Thema, 21(2), 507–520. https://doi.org/10.15536/thema.V21.2022.507-520.2132

Edição

Seção

Ciências Exatas e da Terra