Uma análise quantitativa da aplicação da Sala de Aula Invertida em uma turma de Química Experimental

Autores

  • Jeirla Alves Monteiro IFCE
  • Gilvandennys Leite Sales
  • Paula Patrícia Barbosa Ventura

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V21.2022.40-54.2043

Resumo

O presente trabalho é um relato de experiência com uma turma de 34 alunos, da disciplina de Química Experimental do curso de Engenharia de Alimentos da Universidade Federal do Ceará. Fez-se uso da metodologia Sala de Aula Invertida como percurso metodológico de aprendizagem. O objetivo é identificar se os pilares dessa metodologia, propostos por Bergmann e Sams (2016), foram seguidos no planejamento da unidade didática de Química Experimental e, se os indicadores de Ventura (2019) se revelam nas ações do docente envolvido. A sequência didática incluía a distribuição de materiais de forma prévia via ferramentas online, atividade pré-laboratório, aula explicativa tira-dúvidas e, por fim, a prática experimental propriamente dita no laboratório de Química. A coleta de dados se deu por meio de um questionário em escala Likert, para avaliar a concordância e discordância dos alunos, com relação a metodologia aplicada.

Palavras-chave: Ensino de química; Química Experimental; aprendizagem ativa; Sala de Aula Invertida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-03-31

Como Citar

Alves Monteiro, J., Leite Sales, G. ., & Barbosa Ventura, P. P. . (2022). Uma análise quantitativa da aplicação da Sala de Aula Invertida em uma turma de Química Experimental. Revista Thema, 21(1), 40–54. https://doi.org/10.15536/thema.V21.2022.40-54.2043

Edição

Seção

Ciências Humanas