Estigma na epilepsia: aspectos conceituais, históricos e suas implicações na escola.

Autores

  • Fabiane Beletti da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense - Campus Pelotas Visconde
  • Raymundo Carlos Machado Ferreira Filho Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.11.2014.47-59.230

Palavras-chave:

Epilepsia, Mitos, Escola, Preconceito, Primeiros Socorros.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo principal desfazer mitos e corrigir os equívocos que persistem ao longo da história a respeito da Epilepsia, bem como dissertar a cerca do estigma que afeta os pacientes e suas famílias. As consequências do estigma se agravam quando o ambiente escolar é considerado. O presente trabalho sugere ações, em sintonia com políticas de atendimento a pessoas com necessidades específicas, como a necessidade de qualificação dos profissionais da educação para prestar a assistência adequada aos alunos com Epilepsia, tanto com relação aos aspectos educacionais quanto aos procedimentos de primeiros socorros. O número de trabalhos referentes às implicações da Epilepsia na escola é escasso e as informações e propósito deste artigo visou, além do objetivo já evidenciado, apontar caminhos sobre como abordar a Epilepsia no ambiente escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiane Beletti da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense - Campus Pelotas Visconde

Mestranda em Ciências e Tecnologias na Educação - IFSul/CaVG

Pesquisadora do Núcleo de Apoio a Pessoas com Necessidades Específicas - IFSul/CaVG

Raymundo Carlos Machado Ferreira Filho, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense

Doutor em Informática na Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008), ex-Coordenador Geral de Tecnologias da Educação da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação e, atualmente, professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul). Coordenador do Núcleo de Apoio a Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE) do Campus Pelotas Visconde da Graça do IFSUL. Coordenador do Programa de Pós-graduação em Ciências e Tecnologias na Educação desta instituição. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Métodos e Técnicas de Ensino e Gestão e Monitoramento de Políticas Públicas para Educação Básica, atuando principalmente nos seguintes temas: formulação e implementação de políticas públicas, gestão e monitoramento de políticas públicas, tecnologia educacional, educação tecnológica, tecnologias da informação e comunicação, informática na educação, educação a distância e educação especial.

Downloads

Publicado

2014-12-30

Como Citar

da Silva, F. B., & Ferreira Filho, R. C. M. (2014). Estigma na epilepsia: aspectos conceituais, históricos e suas implicações na escola. Revista Thema, 11(2), 47-59. https://doi.org/10.15536/thema.11.2014.47-59.230

Edição

Seção

Ciências Humanas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)