Uso de lodo de estação de tratamento de esgoto em Argissolo cultivado com soja.

Giani Barwald Bohm, Leticia Nunes Bierhals, Sabrina Manke Schwanz, Glauco Rasmussen Betemps, Pedro José Sanches Filho

Resumo


O lodo de esgoto é um resíduo de composição predominantemente orgânica. O cultivo de soja com a utilização de lodo de esgoto como fonte de nutrientes resulta em uma nova sistemática de reposição matéria orgânica e de nutrientes ao solo. Então, desenvolveu-se um experimento em vasos, na safra de verão de 2012/2013, para avaliar a atividade microbiana do solo e os teores de metais pesados no na parte aérea da planta de soja cultivada sob diferentes dosagens de lodo de esgoto. Foram realizadas análises de carbono da biomassa microbiana, carbono orgânico total, respiração basal, quociente metabólico e os teores de zinco e chumbo.  De acordo com os resultados, a aplicações de lodo de esgoto no cultivo de soja proporcionou maior atividade microbiana do solo, resultando em maiores teores de carbono microbiano e carbono orgânico total do solo. As dosagens de lodo de esgoto aplicado ao cultivo de soja não afetaram as concentrações de Zinco e Chumbo na parte aérea da planta.

Palavras-chave


biossólido, resíduo, metais pesados, atividade microbiana

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/thema.11.2014.12-23.202

Revista Thema

__________________________

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul).
Pelotas/RS - Brasil. 


Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref          

  Logotipo do Latindex