Impacto da Aplicação de Glifosato na Microbiota do Solo Cultivado com Soja Geneticamente Modificada

Camila Muller Dallmann, Lea Scheneider, Giani Mariza Bärwald Bohm, Claudio Rafael Kuhn

Resumo


O Brasil é o terceiro maior produtor mundial de soja geneticamente
modificada (GMRR), contudo efeitos como inerentes à transformação
genética, o uso do glifosato no controle de plantas daninhas e
seu impacto sobre a planta e a microbiota do solo, nas condições edafoclimáticas
do Brasil, ainda não foram devidadamente elucidados e não
constituem consenso. O trabalho avaliou o impacto do glifosato na microbiota
do solo cultivado com soja BRS 243 RR e BRS Cambona no Centro
Agropecuário da Palma da Universidade Federal de Pelotas na safra
2008/2009. O comportamento da microbiota do solo foi avaliado mediante
avaliação de parâmetros como determinações de contagem bacteriana
e de fungos, carbono orgânico total, o carbono da biomassa microbiana,
a respiração basal e o quociente metabólico. Os tratamentos com
glifosato e soja GMRR não apresentaram efeitos sobre os teores de COT
(carbono orgânico total) e biomassa microbiana (CBM), porém os tratamentos
com maiores níveis de herbicida apresentaram maior quociente
metabólico, pelo aumento nos níveis de CO2 e a redução da biomassa. As
contagens de microrganismos revelaram impacto negativo do glifosato
sobre a população de fungos, com redução da população microbiana.

Palavras-chave


soja geneticamente modificada, glifosato, microbiota do solo

Texto completo:

PDF


Revista Thema

__________________________

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul).
Pelotas/RS - Brasil. 


Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref          

  Logotipo do Latindex