Desconstruindo o Preconceito Racial no Ensino Médio: o uso da educomunicação no ensino de biologia no IFPA - BELÉM

Autores

  • Luiz Cláudio Fernandes INSTITUTO FEDERAL DO PARÁ
  • Wilkelly Alves de Lima INSTITUTO FEDERAL DO PARÁ

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.10.2013.16-41.161

Palavras-chave:

EEducomunicação, ensino de Biologia, preconceito racial.

Resumo

Este artigo objetiva apresentar, a partir do ensino crítico de Biologia, as possibilidades de desconstrução do preconceito racial, tendo como eixo condutor reflexões, provocadas pela teoria Eva Mitocondrial e, como suporte pedagógico, a Educomunicação, usada por professores de Biologia do IFPA – Campus Belém, sujeitos da pesquisa. Quando aliados, esses dois elementos possibilitam uma educação voltada para as relações etnicorraciais. O estudo consistiu em uma pesquisa qualitativa, do tipo Estudo de Caso, cujos dados foram coletados mediante entrevistas semiestruturadas e questionários mistos. Os resultados obtidos revelaram que o campo da Biologia é fundamental para a desconstrução de estereótipos, sendo a Genética uma das principais vertentes de esclarecimentos, e a teoria Eva Mitocondrial fundamental para a valorização dos povos e da cultura de origem africana e afrobrasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Cláudio Fernandes, INSTITUTO FEDERAL DO PARÁ

BACHAREL EM COMUNICAÇÃO SOCIAL-JORNALISMO, ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO PARA RELAÇÕES ETNICORRACIAIS.

Wilkelly Alves de Lima, INSTITUTO FEDERAL DO PARÁ

Licenciatura Plena em Biologia pelo IFPA.

Downloads

Publicado

2013-10-11

Como Citar

Fernandes, L. C., & de Lima, W. A. (2013). Desconstruindo o Preconceito Racial no Ensino Médio: o uso da educomunicação no ensino de biologia no IFPA - BELÉM. Revista Thema, 10(1), 16-41. https://doi.org/10.15536/thema.10.2013.16-41.161

Edição

Seção

Ciências Sociais Aplicadas

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.