Avaliações externas em matemática: estímulo para o professor ser um investigador.

Autores

  • Luiz Henrique Ferraz Pereira UPF - Universidade de Passo Fundo

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.284-290.556

Palavras-chave:

matemática, avaliações externas, professor investigador

Resumo

O presente trabalho tem a pretensão de provocar um diálogo sobre o quanto as avaliações externas em matemática, ao mesmo tempo em que despertam perplexidade frente aos resultados negativos que são divulgados, podem ser um instrumento de reflexão para que o professor de matemática pense suas condutas docentes com a intenção de ser um investigador de sua prática. O trabalho reflete sobre as referidas avaliações e a matemática escolar, bem como propõe indicativos que possam estimular um pensar sobre a necessidade e responsabilidade de cada docente que ensina matemática tem, de provocar mudanças em sua postura ao ensinar. A ideia presente é que ao mudar ou refletir sobre o que faz e para que faz, em sala de aula, o professor de matemática possa inserir mudanças no ensino de matemática que, por sua vez, influenciarão nos resultados negativos observados em algumas avaliações externas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-08-05

Como Citar

Pereira, L. H. F. (2017). Avaliações externas em matemática: estímulo para o professor ser um investigador. Revista Thema, 14(3), 284-290. https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.284-290.556

Edição

Seção

Ciências Exatas e da Terra