Desafios enfrentados e ferramentas utilizadas para a manutenção da ABNT NBR ISO/IEC 17025 pós acreditação

Autores

  • Caroline dos Santos Duarte IFSUL Campus Pelotas
  • Sabrina Hellwig Müller IFSUL Campus Pelotas
  • Flavio Edney Macuglia Spanemberg IFSUL Campus Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V19.2021.656-669.2111

Resumo

A demanda por resultados confiáveis e rastreáveis tem resultado em uma maior procura pela implementação de sistemas de gestão da qualidade como a ISO/IEC 17025. O objetivo deste trabalho é discutir sobre as dificuldades enfrentadas pelas instituições após a implementação da norma e as ferramentas utilizadas para contornar tais dificuldades. Quatro questões foram enviadas a laboratórios brasileiros acreditados na ISO/IEC 17025. As respostas foram tratadas seguindo o método de análise de conteúdo. Os resultados mostraram que os laboratórios participantes operam em variados ramos. Dificuldades como engajamento da alta gerência e da equipe, custos, problemas na interpretação da norma, entre outros, foram encontradas e puderam ser relacionadas àqueles presentes na literatura para implementação da norma. Isto sugere que as dificuldades encontradas inicialmente também são encontradas na manutenção contínua da norma. Para contorná-las, os laboratórios implementam ações e ferramentas da qualidade que melhor se adaptam ao funcionamento deste, como qualificação da equipe, realização de auditorias internas e externas, entre outras citadas.

Palavras-chave: Laboratório; qualidade; dificuldades; ferramentas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline dos Santos Duarte, IFSUL Campus Pelotas

Graduanda em Engenharia Química (bacharelado) pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense campus Pelotas (RS). Técnica em Química pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense campus Pelotas (2014).
Possui experiência na área de química analítica, análises físico-químicas em frutos, GC/MS, pirólise, produção de bio-óleo a partir de resíduos agroindustriais.

Sabrina Hellwig Müller, IFSUL Campus Pelotas

Técnica em Química - com ênfase em Análise de Processos Industriais - pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense campus Pelotas (2014). Atualmente é acadêmica do curso de Engenharia Química (bacharelado) pelo Instituto Federal Sul-rio-grandense campus Pelotas. Atuou como estagiária na área da qualidade em indústrias de alimentos.

Flavio Edney Macuglia Spanemberg, IFSUL Campus Pelotas

Engenheiro Químico, Pós-graduado em Engenharia de Alimentos e Mestre em Engenharia de Produção. Vivência em cargos de gestão em empresas de grande porte nas áreas de Qualidade, Engenharia de Processos, Produção e Desenvolvimento de Produtos. Professor em disciplinas de Gestão da Produção, Gestão da Qualidade, Engenharia Econnômica, Química, Físico-química, Termodinâmica, Resistência dos Materiais, Fenômenos de Transporte e Estatística. Sólida experiência em implementação e manutenção de sistemas de qualidade como 5S, BPF, HACCP, BRC Foods, TPM, Lean, Seis Sigma e ISO. Aplicações práticas na Indústria e em treinamentos ministrados de diversas metodologias de solução de problemas como DMAIC, MASP, SMED, FMEA, 7 passo da melhoria específica, Quebra 0, Análise PM e DOE

Downloads

Publicado

2021-11-11

Como Citar

dos Santos Duarte, C., Hellwig Müller, S., & Macuglia Spanemberg, F. E. . (2021). Desafios enfrentados e ferramentas utilizadas para a manutenção da ABNT NBR ISO/IEC 17025 pós acreditação. Revista Thema, 19(3), 656-669. https://doi.org/10.15536/thema.V19.2021.656-669.2111

Edição

Seção

Engenharias