Tecnologias educacionais no contexto da pandemia de COVID-19

guia de diretrizes para a interface de apps inclusivos voltados a crianças com TEA

Autores

  • Lisiane Corrêa Gomes Silveira Instituto Federal Sul-rio-grandense
  • Luis Otoni Meireles Ribeiro Instituto Federal Sul-rio-grandense

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V21.2022.444-464.1890

Palavras-chave:

Covid-19, Tecnologias educacionais, Autismo, Aplicativos, Design de interface.

Resumo

A pandemia ocasionada pelo novo coronavírus (COVID-19) levou à suspensão de atividades presenciais nos ambientes escolares. Com isso, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) recomendou o uso de tecnologias educacionais conectadas à internet para a continuidade das atividades de ensino e aprendizagem, prática adotada em diversas instituições. Igualmente inseridos neste contexto, estudantes com deficiência podem necessitar de materiais e softwares adaptados para apoiar a aprendizagem remota. Levando-se em conta que a pandemia de COVID-19 terá impactos na educação por tempo ainda indeterminado, torna-se relevante produzir tecnologias educacionais inclusivas. Sendo assim, este estudo, de abordagem qualitativa e caráter exploratório, teve por objetivo elaborar um guia de diretrizes para o design de interfaces de aplicativos educacionais em dispositivos móveis para crianças autistas. Como resultado dos procedimentos metodológicos, o guia pretende colaborar na melhoria de usabilidade e acessibilidade de novos aplicativos, de modo a favorecer uma boa experiência do usuário com autismo, minimizando barreiras e eventuais dificuldades na aprendizagem.

Palavras-chave: COVID-19; Tecnologias educacionais; autismo; aplicativos; design de interface.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-06-06

Como Citar

Silveira, L. C. G., & Ribeiro, L. O. M. (2022). Tecnologias educacionais no contexto da pandemia de COVID-19: guia de diretrizes para a interface de apps inclusivos voltados a crianças com TEA. Revista Thema, 21(2), 444–464. https://doi.org/10.15536/thema.V21.2022.444-464.1890

Edição

Seção

Ciências Humanas