Ciência para crianças

COVID-19 como temática para a alfabetização científica

Autores

  • Fábio André Sangiogo Universidade Federal de Pelotas, Centro de Ciências Químicas Farmacêuticas e de Alimentos. Prédio 30, Laboratório de Ensino de Química, Campus Universitário Capão do Leão, RS - Brasil. CEP: 96160000. http://orcid.org/0000-0002-7203-255X
  • Jhonatas da Silva Nunes Universidade Federal de Pelotas, Centro de Ciências Químicas Farmacêuticas e de Alimentos. Prédio 30, Laboratório de Ensino de Química, Campus Universitário Capão do Leão, RS - Brasil. CEP: 96160000. http://orcid.org/0000-0001-6080-9424
  • Théo Lahorgue Roscoff Universidade Federal de Pelotas, Centro de Ciências Químicas Farmacêuticas e de Alimentos. Prédio 30, Laboratório de Ensino de Química, Campus Universitário Capão do Leão, RS - Brasil. CEP: 96160000. http://orcid.org/0000-0003-2642-9350
  • Matheus de Lima Rufino Universidade Federal de Pelotas, Centro de Ciências Químicas Farmacêuticas e de Alimentos. Prédio 30, Laboratório de Ensino de Química, Campus Universitário Capão do Leão, RS - Brasil. CEP: 96160000.
  • Marcelo Möller Alves Instituto Federal Sul-Rio-Grandense, Campus Pelotas. Praça 20 de Setembro, 455. Centro. Pelotas, RS - Brasil. CEP: 96010-360.

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V20.Especial.2021.55-72.1862

Palavras-chave:

Coronavírus, SARS-CoV-2, Ensino de Ciências, Alfabetização Infantil.

Resumo

O texto objetiva apresentar uma proposta que busca auxiliar professores de Pedagogia e/ou de Ciências a introduzir modos de pensar e entender a temática da COVID-19 na ótica da Ciência, sobretudo por meio de atividades que permitem introduzir alguns conceitos de Química desde o Ensino Fundamental. A proposta didática se fundamenta na perspectiva da alfabetização científica e nos três momentos pedagógicos, organizada em uma sequência de atividades de ensino com metodologias que envolvem, por exemplo, aulas expositivo-dialogadas, atividades experimentais e lúdicas, leitura e interpretação. As atividades possibilitam problematizar o papel da Ciência no contexto da temática da COVID-19 e se apropriar de palavras e significados com origem na cultura da Ciência e da Química, com vistas a viabilizar o pensar e o agir de modo mais consciente e responsável, em especial, sobre as diferentes formas de higienização das mãos que ajudam no combate da transmissão e do contágio do vírus.

Palavras-chave: COVID-19; alfabetização científica; três momentos pedagógicos; ensino de Ciências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio André Sangiogo, Universidade Federal de Pelotas, Centro de Ciências Químicas Farmacêuticas e de Alimentos. Prédio 30, Laboratório de Ensino de Química, Campus Universitário Capão do Leão, RS - Brasil. CEP: 96160000.

Possui graduação em Química-Licenciatura (2007), mestrado em Educação nas Ciências (2010) pela UNIJUÍ e doutorado em Educação Científica e Tecnológica (2014) pela UFSC. Atualmente é professor no Centro de Ciências Químicas Farmacêuticas e de Alimentos da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), coordenador Institucional do Programa Residência Pedagógica e professor no Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática e no Programa de Pós-Graduação em Química da UFPel. Atua principalmente nos seguintes temas: abordagem temática, ensino e aprendizagem de Ciências,  formação docente, abordagem histórico-cultural, epistemologia e ensino Ciências.

Jhonatas da Silva Nunes, Universidade Federal de Pelotas, Centro de Ciências Químicas Farmacêuticas e de Alimentos. Prédio 30, Laboratório de Ensino de Química, Campus Universitário Capão do Leão, RS - Brasil. CEP: 96160000.

Licenciando em Química na Universidade Federal de Pelotas. Bolsita de Iniciação Científica PROBIC/FAPERGS da UFPel

Théo Lahorgue Roscoff, Universidade Federal de Pelotas, Centro de Ciências Químicas Farmacêuticas e de Alimentos. Prédio 30, Laboratório de Ensino de Química, Campus Universitário Capão do Leão, RS - Brasil. CEP: 96160000.

Técnico em Química pelo IF-Sul campus Pelotas (2019), atuando como bolsista de pesquisa e ensino, monitor de química e já ministrou oficinas e aulas de química para vestibulares, durante o Ensino Médio. Atualmente é licenciando em Química na Universidade Federal de Pelotas e voluntário em Projetos de Extensão e de Pesquisa da UFPel.

Matheus de Lima Rufino, Universidade Federal de Pelotas, Centro de Ciências Químicas Farmacêuticas e de Alimentos. Prédio 30, Laboratório de Ensino de Química, Campus Universitário Capão do Leão, RS - Brasil. CEP: 96160000.


Licenciando em Química na Universidade Federal de Pelotas. Atuou como bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência. Atualmente é bolsista em Projeto de Extensão da UFPel.

Marcelo Möller Alves, Instituto Federal Sul-Rio-Grandense, Campus Pelotas. Praça 20 de Setembro, 455. Centro. Pelotas, RS - Brasil. CEP: 96010-360.

Possui graduação em Química - Licenciatura Plena pela Universidade Católica de Pelotas (1997), especialização em Metodologia do Ensino pela Universidade Católica de Pelotas (1998), especialização em Fitoquímica pela Universidade Federal de Pelotas (2004), mestrado em Química pela Universidade Federal de Pelotas (2010) e doutorado em Química pela Universidade Federal de Pelotas (2016). Atualmente é professor de ens. básico,técnico e tecnologic do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense. Tem experiência na área de Educação e Química.

Downloads

Publicado

2021-06-15

Como Citar

Sangiogo, F. A., Nunes, J. da S., Roscoff, T. L., Rufino, M. de L., & Alves, M. M. (2021). Ciência para crianças: COVID-19 como temática para a alfabetização científica. Revista Thema, 20, 55–72. https://doi.org/10.15536/thema.V20.Especial.2021.55-72.1862

Edição

Seção

Ciências Humanas