A criação da marca pessoal de uma designer

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/2594-4398.2021.v5.n7.pp.634-654.1626

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar os principais aspectos do processo de criação de marca pessoal para uma designer recém graduada, no caso, a autora deste trabalho. Visando a inserção no mercado de trabalho com design gráfico, é importante a concepção de uma identidade visual que seja representativa da profissional, para ser aplicada em alguns materiais. Para isso, adotou-se a referência de Bruno Munari (2008) como principal metodologia para o desenvolvimento do projeto, sendo base para a pesquisa, análises, verificações e criação da proposta final da marca. Além disso, os estudos de outros autores, tais como Alina Wheeler e Gilberto Strunck, sobre marca, identidade visual e projeto gráfico, também contribuíram para o desenvolvimento do trabalho aqui apresentado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kimberly Nunes Nunes Ferreira, Universidade Federal de Pelotas

Sou estudante do 8º semestre do curso de design gráfico da UfPel situado no Centro de Artes.

Referências

ARGAN, Giulio Carlo. Walter Gropius e a Bauhaus. Rio de Janeiro: José Olympio, 2005.

CONSOLO, Cecilia. Marcas design estratégico: do símbolo à gestão da identidade corporativa. São Paulo: Editora Blucher, 2015.

GOMES FILHO, João. Gestalt do objeto: sistema de leitura visual da forma. 8. ed. São Paulo: Escrituras Editora, 2008.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 10 ed. Rio de Janeiro: DP&A; 2005.

KANDINSKY, Wassily. Curso da Bauhaus. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

LEITE, Fernando Guimarães. Projeto de identidade visual para marca de alimento produzido por projeto social. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Faculdade de Design Gráfico) - UniRitter, Porto Alegre, 2013.

LUPTON, Ellen; MILLER, J. Abbott (Org.). ABC da Bauhaus: a Bauhaus e a teoria do design. São Paulo: Cosac Naify, 2008.

LUPTON, Ellen; PHILLIPS, Jennifer Cole. Novos fundamentos do Design. Tradução: Cristian Borges. São Paulo: Cosac Naify, 2008.

MARTINS, Fernanda. Abc do design: Ruben Martins, um pioneiro. 2009. Disponível em: http://www.abcdesign.com.br/ruben-martins-um-pioneiro/. Acesso em: 25 jun. 2019.

MUNARI, Bruno. Das coisas nascem coisas. Tradução: José Manuel de Vasconcelos. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

PEÓN, Maria Luísa. Sistemas de identidade visual. 3. ed. Rio de Janeiro: 2AB, 2003.

PEÓN, Maria Luísa. Sistemas de identidade visual. 4. ed. Rio de Janeiro: 2AB, 2009.

RIBEIRO, Milton. Planejamento visual gráfico. 10. ed. Brasília: LGE Editora, 2007.

RODRIGUES, Delano. Naming: o nome da marca. Rio de Janeiro: 2AB, 2011.

STRUNK, Gilberto. Como criar identidades visuais para marcas de sucesso. 2. ed. Rio de Janeiro: Rio Books, 2007.

WEBER, Paula. Livro das Inquietações: experiências singulares no ensino do design. 2016. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Programa de Pós-graduação em Artes, Centro de Artes, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2016.

WHEELER, Alina. Design de identidade da marca: guia essencial para toda equipe de gestão de marcas. Tradução: Francisco Araújo da Costa. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2012.

XIMENDES, William Barboza. Desenvolvimento de identidade de marca para uma microempreendedora individual do ramo alimentício. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Design Gráfico) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2018.

Publicado

2021-12-31

Como Citar

NUNES FERREIRA, K. N.; DE AZEVEDO RAMIL, C. A criação da marca pessoal de uma designer. Revista Poliedro, Pelotas, Brasil, v. 5, n. 7, p. 634-654, 2021. DOI: 10.15536/2594-4398.2021.v5.n7.pp.634-654.1626. Disponível em: https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/poliedro/article/view/1626. Acesso em: 26 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos