O conceito de moda e o seu papel nas relações de gênero

Letícia Formoso Assunção

Resumo


Este trabalho apresenta um recorte da dissertação “Mademoiselle Chanel: um discurso entre a magia do glamour e a eloquência da solidão” defendida no Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Católica de Pelotas no mês de dezembro de 2015. O presente artigo tem como objetivo principal discutir e analisar o conceito de moda e as implicações desta com as questões de gênero, evidenciando a participação das mulheres como designers e consumidoras deste sistema. Para fins de análise, utilizo fundamentos teóricos advindos das teorias de moda (principalmente CASTILHO, 2006; SIMMEL, 2008; BARTHES, 2005 e LIPOVETSKY, 2009) e dos estudos de gênero social (sobretudo FLAX, 1991; SCOTT, 1900 e BUTLER, 1998). A pesquisa realizada com base nestes pressupostos, permite concluir que o sistema de moda, por ser um produto dotado de valores simbólicos, além de cumprir com as questões tradicionais de adorno, pudor e proteção, age como um ato de significação profundamente cultural e social.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/2594-4398.2017.v1.n01.pp.48-64

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Letícia Formoso Assunção

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Redes sociais

Facebook: https://www.facebook.com/revistapoliedro/

Twitter: https://twitter.com/revistapoliedro/

 

 

Todos os artigos da Revista Poliedro são publicados com a licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Os autores mantém os direitos autorais sobre suas produções, devendo ser contatados diretamente se houver interesse em uso comercial dos trabalhos.

Licença Creative Commons