O conceito de moda e o seu papel nas relações de gênero

Letícia Formoso Assunção

Resumo


Este trabalho apresenta um recorte da dissertação “Mademoiselle Chanel: um discurso entre a magia do glamour e a eloquência da solidão” defendida no Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Católica de Pelotas no mês de dezembro de 2015. O presente artigo tem como objetivo principal discutir e analisar o conceito de moda e as implicações desta com as questões de gênero, evidenciando a participação das mulheres como designers e consumidoras deste sistema. Para fins de análise, utilizo fundamentos teóricos advindos das teorias de moda (principalmente CASTILHO, 2006; SIMMEL, 2008; BARTHES, 2005 e LIPOVETSKY, 2009) e dos estudos de gênero social (sobretudo FLAX, 1991; SCOTT, 1900 e BUTLER, 1998). A pesquisa realizada com base nestes pressupostos, permite concluir que o sistema de moda, por ser um produto dotado de valores simbólicos, além de cumprir com as questões tradicionais de adorno, pudor e proteção, age como um ato de significação profundamente cultural e social.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/2594-4398.2017.v1.n01.pp.48-64

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Letícia Formoso Assunção

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Redes sociais

Facebook: https://www.facebook.com/revistapoliedro/

Twitter: https://twitter.com/revistapoliedro/

 

 

Todos os artigos da Revista Poliedro são publicados com a licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Os autores mantém os direitos autorais sobre suas produções, devendo ser contatados diretamente se houver interesse em uso comercial dos trabalhos.

Licença Creative Commons

 

Revista Poliedro.

Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia Sul-rio-grandense. Pelotas, RS, Brasil. 

 

Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref