Voleibol sentado: análise da produção científica brasileira

Autores

  • Vitória Crivellaro Sanchotene Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Janice Zarpellon Mazo UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.15.2018.563-574.804

Palavras-chave:

Voleibol adaptado, voleibol sentado, esporte paralímpico, Voleibol para pessoa com deficiência

Resumo

O Voleibol Sentado é um esporte paralímpico, o qual se apresenta como uma alternativa para a inclusão de pessoas com algum tipo de deficiência na prática esportiva. Esse esporte resultou de uma adaptação do Voleibol Olímpico, apresentando os mesmos princípios de jogo. As adaptações dizem respeito à altura da rede, tamanho da quadra, o bloqueio ao saque, entre outras. O presente estudo tem como objetivo averiguar o cenário da produção científica brasileira online sobre o Voleibol Sentado.  Para tanto foi realizada uma revisão bibliográfica das publicações acadêmicas nacionais (em língua portuguesa) sobre a temática do Voleibol Sentado, buscando identificar os enfoques que estão em evidência. Foram analisados oito estudos, cujos resultados foram agrupados em três categorias: treinamento, aspectos psicológicos e aspectos educacionais. Apesar de haver poucos trabalhos que discorram sobre o Voleibol Sentado, a conclusão foi de que existem mais estudos que descrevem sobre o Voleibol Sentado no meio escolar e poucos estudos que falam sobre as outras vertentes dessa modalidade paralímpica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vitória Crivellaro Sanchotene, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestranda no Programa de Pós Graduação em Ciências do Movimento Humano - UFRGS.

Downloads

Publicado

2018-05-22

Como Citar

Sanchotene, V. C., & Zarpellon Mazo, J. (2018). Voleibol sentado: análise da produção científica brasileira. Revista Thema, 15(2), 563-574. https://doi.org/10.15536/thema.15.2018.563-574.804

Edição

Seção

Ciências Humanas