Inteligência Artificial na pandemia da COVID-19

dilemas éticos a partir da fórmula da soma

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V20.Especial.2021.201-214.1879

Palavras-chave:

Inteligência Artificial, Covid-19, Dilemas Éticos

Resumo

Ensaio narrativo que visa reunir marcos conceituais sobre o uso da Inteligência Artificial na pandemia da COVID-19 versus dilemas éticos sobre a sua aplicabilidade. No decorrer dessa reflexão, foi possível constatar que a Inteligência Artificial tem sido usada no transcorrer da pandemia de forma muito efetiva. O objetivo de sua aplicabilidade é orientar uma resposta, melhorar o atendimento e salvar vidas. É uma ferramenta de incorporação aos sistemas inteligentes de valores, ética e princípios humanos e tem o controle humano sob os seus sistemas inteligentes. Assim, as decisões de uso da Inteligência Artificial pelos sistemas de saúde estão alinhadas a um dos principais sistemas de ideias que apoiam os conceitos de certo e errado: o utilitarismo, que dentre as muitas dicotomias filosóficas, pode nos guiar. Conclui-se, então, que a pandemia é um evento que transcende a capacidade dos sistemas de saúde; por isso, inserir a Inteligência Artificial para colaborar na tomada de decisões exige a articulação entre sensibilidade e racionalidade a partir da fórmula da soma, e jamais da síntese.

Palavras-chave: Inteligência Artificial; utilitarismo; saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Regina Alves de Freitas Barros, Centro Universitário Tiradentes, Maceió, Alagoas, Brasil.

Doutoranda em Sociedade, Tecnologias e Políticas Públicas - Centro Universitário Tiradentes, Maceió, Alagoas, Brasil.

Downloads

Publicado

2021-08-09

Como Citar

Alves de Freitas Barros, S. R., & Cota, A. L. S. (2021). Inteligência Artificial na pandemia da COVID-19: dilemas éticos a partir da fórmula da soma. Revista Thema, 20, 201–214. https://doi.org/10.15536/thema.V20.Especial.2021.201-214.1879

Edição

Seção

Ciências Exatas e da Terra