A genealogia das referências: um estudo sobre a formação da subjetividade do designer/ilustrador na relação com Google Imagens, Pinterest e Instagram

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/2594-4398.2020.v4.n4.pp.073-091.1416

Resumo

O tema do trabalho é a formação da subjetividade do designer e ilustrador situado no contexto do capitalismo tardio (JAMESON, 2000). De forma específica, interessa a conexão entre a formação da subjetividade e a prática projetual do ilustrador que são colocadas em foco para discutir como as referências disponíveis, propostas através da internet e por meio dos fluxos midiáticos direcionados às imagens, afetam a experiência temporal e de velocidade do sujeito designer. O trabalho tem foco teórico-crítico, mas inclui a observação de três fontes de referências de imagens comuns à prática projetual: Google Imagens, Instagram e Pinterest. As possíveis premissas apontam que o capitalismo tardio, tal como entendido por Frederic Jameson, atua diretamente na lógica temporal do projeto e contribui para uma esterilização da experiência com as imagens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é contemporâneo?. Santa Catarina: Argos, 2009. CRARY, Jonathan. Técnicas do observador. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

FOUCAULT, Michel. A Arqueologia do Saber. 3.ed. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1987.

FOUCAULT, Michel. A Microfísica do Poder. São Paulo: Paz & Terra, 2008.

FOUCAULT, Michel. A Verdade e as Formas jurídicas. 3.ed. Rio de Janeiro: Nau, 2002.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade. 13.ed. Rio de Janeiro: Graal, 1999.

HARVEY, David. A condição pós-moderna. 17.ed. São Paulo: Loyola, 2008.

JAMESON, Fredric. Pós-modernismo, a lógica cultural do capitalismo tardio. 2.ed. São Paulo: Ática, 2000.

MORAES, Marcos Vinicius Malheiros. 2018. "Genealogia - Michel Foucault". In: Enciclopédia de Antropologia. São Paulo: Universidade de São Paulo, Departamento de Antropologia. Disponível em: <http://ea.fflch.usp.br/conceito/genealogia-michel-foucault>. Acesso em: 30 abr. 2019.

SIBILIA, Paula. O homem pós-orgânico: A alquimia dos corpos e das almas à luz das tecnologias digitais. Rio de Janeiro: Contraponto, 2015.

SINGER, Suzana. Folha de São Paulo, São Paulo, 13 jan, 2013. Coluna Ombudsman. p.A6.

VIRILIO, Paul. Estética da desaparição. Rio de Janeiro, Contraponto, 2015.

Publicado

2020-12-17

Como Citar

VIEIRA ALMEIDA, V.; CARVALHO DA ROSA, G. A genealogia das referências: um estudo sobre a formação da subjetividade do designer/ilustrador na relação com Google Imagens, Pinterest e Instagram. Revista Poliedro, Pelotas, Brasil, v. 4, n. 4, p. 073-091, 2020. DOI: 10.15536/2594-4398.2020.v4.n4.pp.073-091.1416. Disponível em: https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/poliedro/article/view/1416. Acesso em: 22 set. 2021.

Edição

Seção

Iniciação Científica