Pensando sobre Matemática

uma análise das concepções de estudantes que participam de programas de incentivo à Matemática

Autores

  • Ana Lucia Pereira Universidade Estadual de Ponta Grossa http://orcid.org/0000-0003-0970-260X
  • Arielin Dobzinski Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Elen da Rosa Silva Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Elisangela dos Santos Meza Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Izauriane Rodrigues Jagas Neves Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Laila Andrade Stürmer Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Lourdes Aparecida da Luz Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Taine Raisa Schneider Universidade Estadual de Ponta Grossa

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V17.2020.791-811.1712

Palavras-chave:

, Matemática, Olimpíadas de Matemática, Concepções de aprendizagem, Sucesso.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar as concepções sobre o significado da matemática para estudantes que participam de alguns programas de incentivo à aprendizagem da matemática, como: Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e Particulares (OBMEP); Olimpíada Pontagrossense de Matemática (OPMat); Polo Olímpico de Treinamento Intensivo (POTI); e PIC (Programa de Iniciação Científica Júnior). A pesquisa é de natureza qualitativa e os sujeitos são 260 estudantes que participam desses programas. Os dados foram coletados por meio de questionários, organizados e analisados por meio da análise de conteúdo, de onde foi possível identificarmos sete categorias: Matemática como algo desafiador, como uma conquista; Matemática relacionada a cálculos/raciocínio; Matemática com algo essencial; Matemática como algo prazeroso/agradável; Matemática como oportunidades; Matemática como descoberta; e, Matemática como sinônimo de inteligência. Nossos resultados apontam que o significado da matemática para esses estudantes que participam desses programas de incentivo à aprendizagem matemática, está atrelado a aspectos positivos do processo de ensino e aprendizagem da matemática, bem como àquilo que ela pode lhes proporcionar.

Palavras-chave: Matemática; olimpíadas de Matemática; concepções de aprendizagem; sucesso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Lucia Pereira, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutora (2011) e Mestre (2005) em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Graduada em Ciências e Matemática na Universidade do Norte Pioneiro (UENP, 1994). Professora do Departamento de Matemática e Estatística da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG, Brasil) desde 2012. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação, em que serviu como vice-coordenador (2014-2015) e do Programa em Ensino de Ciências e Educação Matemática (2017) na Universidade Estadual de Ponta Grossa. É membro do Banco de Avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - BASis - INEP/MEC. Foi pesquisadora visitante na University of Strathclyde, no Reino Unido (2016-2018) pelo Programas Estratégicos - DRI, com apoio da Capes. Também atuou como coordenadora Institucional do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID / Capes / UEPG, 2012-2013) e como Coordenadora de Gestão e Processos Educacionais no PIBID (Capes / UEPG, 2014-2016). Foi Chefe do Núcleo Regional de Educação de Jacareziho no Estado do Paraná (2009-2010). Presidente do Sindicato dos Professores (APP) da região Jacarezinho (2002-2009). Autor de vários artigos em revistas e atua como referee nas áreas de Políticas Educacionais, Formação de Professores; Práticas e Desenvolvimento Curricular; Ensino e Aprendizagem; Psicanálise; Midias Socias; Ciência, Tecnologia e Sociedade e Educação Matemática. Editor associado da Frontiers in Psicologia da Educação desde 2015. Bolsista de Produtividade da Fundação Araucária-Paraná.

Arielin Dobzinski, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Possui Licenciatura em Matemática. Foi bolsista do PIBID junto a Universidade Estadual de Ponta Grossa- UEPG e bolsista PIBIC- Júnior pelo Colégio Estadual Padre Carlos Zelesny- EFM em parceria com a Universidade Estadual de Ponta Grossa- UEPG, CNPQ e Projeto Araucária (2015). Tem experiência na área de ensino da matemática.

 

Elen da Rosa Silva, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Possui Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG. Participou dos projetos POTI sendo monitora voluntária, como professora online no programa PIC JR. da OBMEP em 2019 e PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência), em 2017. Mestranda do Programa de Ensino de Ciências e Educação Matemática da UEPG. 

 

Elisangela dos Santos Meza, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Federal de Santa Maria (1994), mestrado em Ciências da Computação e Matemática Computacional pela Universidade de São Paulo - São Carlos (1996) e doutorado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual de Campinas (2012). É professora da Universidade Estadual de Ponta Grossa desde 1997. Atua como professora nos cursos de Licenciatura em Matemática, presencial e à distância-UAB, e Engenharias e professora de pós-graduação stricto sensu para Aprimoramento da Formação Profissional de Professores da Educação Básica - PROFMAT, promovido pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) desde 2012 e como professora no Programa de Formação Continuada - PDE (Programa de Desenvolvimento Educacional) promovido pela Secretaria Eatadual de Educação do estado do Paraná desde 2012. Foi coordenadora regional da OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas) entre 2011 e 2017. É coordenadora regional da OBM (Olimpíada Brasileira de Matemática) desde 2012 e Coordenadora dos programas PIC (Programa de Inciação Científica Jr) e ONE (OBMEP na Escola) da OBMEP desde 2016. Coordena também o polo do POTI - Polo Olímpico de Treinamento Intensivo em Ponta Grossa desde 2014. Coordena o Projeto de Extensão, na UEPG, Olimpíadas de Matemática: promovendo a inclusão social e ajudando a mudar o cenário da educação desde 2013.

Izauriane Rodrigues Jagas Neves, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Graduação em Administração com habilitação em Comercio Exterior pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, Brasil(2011). Estagiária do Colegio Sant'Ana , Brasil. Possui Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG. Participou dos projetos POTI,  PIC JR. e OBMEP em 2019 e PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência), em 2017. Mestranda do Programa de Ensino de Ciências e Educação Matemática da UEPG.

Laila Andrade Stürmer, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Possui Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG. Participou dos projetos POTI, PIC JR. e da OBMEP em 2019. Mestranda do Programa de Ensino de Ciências e Educação Matemática da UEPG. 

Lourdes Aparecida da Luz, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Possui Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG. Participou dos projetos POTI, PIC JR. e da OBMEP em 2019.

Taine Raisa Schneider, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Licenciado em Matemática, pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Foi bolsista de Iniciação Científica, onde pesquisou o tema: Reprovei! E agora? Um estudo sobre as implicações da reprovação. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisa GEPPE. Bolsita no Programa PIBID Matemática 2016-2017.

Downloads

Publicado

2020-09-30

Como Citar

Pereira, A. L., Dobzinski, A., Silva, E. da R., Meza, E. dos S., Neves, I. R. J., Stürmer, L. A., Luz, L. A. da, & Schneider, T. R. (2020). Pensando sobre Matemática: uma análise das concepções de estudantes que participam de programas de incentivo à Matemática. Revista Thema, 17(3), 791-811. https://doi.org/10.15536/thema.V17.2020.791-811.1712

Edição

Seção

Ciências Humanas