Revista Thema https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema <p>A <strong>Revista Thema</strong> (ISSN Eletrônico <strong>2177-2894</strong>) é um periódico trimestral multidisciplinar focado nas áreas de Ensino e de Educação, editado pelo <strong>Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense</strong> (<strong>IFSul</strong>). A gestão editorial desta revista é automatizada por meio do <em>Open Journal Systems</em> (OJS), aplicativo computacional de gerenciamento e publicação de revistas eletrônicas desenvolvido pelo <em>Public Knowledge Project</em> (PKP), da <em>University of British Columbia</em>. A submissão de artigos é contínua e feita exclusivamente por meio deste site. Para avaliação dos artigos submetidos será adotado o processo <em>Blind Review</em> (avaliação cega).</p> pt-BR <p>DECLARAÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Certifico que participei da concepção do trabalho, em parte ou na íntegra, que não omiti quaisquer ligações ou acordos de financiamento entre os autores e companhias que possam ter interesse na publicação desse artigo. Certifico que o texto é original e que o trabalho, em parte ou na íntegra, ou qualquer outro trabalho com conteúdo substancialmente similar, de minha autoria, não foi enviado a outra revista e não o será enquanto sua publicação estiver sendo considerada pela Revista Thema, quer seja no formato impresso ou no eletrônico.</p><p>O autor responsável pela submissão representa todos os autores do trabalho e, ao enviar o artigo para a revista, está garantindo que tem a permissão de todos para fazê-lo. Da mesma forma, assegura que o artigo não viola direitos autorais e que não há plágio no trabalho. A revista não se responsabiliza pelas opiniões emitidas.</p><p>A Revista Thema é de acesso aberto (Open Access), sem que haja a necessidade de pagamentos de taxas, seja para submissão ou processamento dos artigos. A revista adota a definição da <em>Budapest Open Access Initiative (BOAI)</em>, ou seja, <strong>os usuários possuem o direito de ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, buscar e fazer links diretos para os textos completos dos artigos nela publicados.</strong></p><p>Todos os artigos são publicados com a licença <a title="Creative Commons" href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/" target="_blank">Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional</a>. Os autores mantém os direitos autorais sobre suas produções, devendo ser contatados diretamente se houver interesse em uso comercial dos trabalhos.</p><p><a href="https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/"><img style="border-width: 0;" src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc/4.0/88x31.png" alt="Creative Commons License" /></a></p> glauciusduarte@ifsul.edu.br (Glaucius Décio Duarte) carlafiori@ifsul.edu.br (Carla Rosani Silva Fiori) Mon, 11 Jul 2022 00:00:00 +0000 OJS 3.3.0.10 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Diferentes tipos de poda e aplicação de Cianamida Hidrogenada na produção da variedade Cabernet Sauvignon https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2560 <p align="justify"><span style="font-size: small;">O objetivo foi avaliar a modificação da poda Royat para poda em Guyot duplo, com e sem aplicação de Cianamida hidrogenada (H<sub>2</sub>CN<sub>2</sub>), na produção da variedade Cabernet Sauvignon cultivada em espaldeira, com espaçamento de 1,25x2,5m. O delineamento utilizado foi um fatorial (2x2) inteiramente casualizado com quatro tratamentos e quatro repetições, sendo eles: dois tipos de poda (Guyot modificado e Royat) e Dormex<sup>®</sup> a 0% e 3% mais 2% de óleo mineral. Variáveis avaliadas: índice de brotação (ib), índice de fertilidade (if), número e massa de cachos.planta<sup>-1</sup>, produção.ha<sup>-1</sup>, relação área foliar - AF/massa de cacho e o teor de sólidos solúveis (<sup>0</sup>Brix). Os diferentes tipos de poda responderam as aplicações de H<sub>2</sub>CN<sub>2</sub>, propiciando aumento da AF, número e massa de cachos por planta e produção.ha<sup>-1</sup>, sem afetar o <sup>0</sup>Brix. A H<sub>2</sub>CN<sub>2</sub> propiciou aumento do número de brotos para poda em Guyot modificado, o índice de brotação não diferiu entre os tratamentos. A poda em Guyot modificado com aplicação de H<sub>2</sub>CN<sub>2</sub> não diferiu da poda em Royat, quanto aos aspectos produtivos indicando ser uma opção para modificação do sistema de poda e renovação dos braços da planta. </span></p> <p align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">Regulador de crescimento, </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="la-VA"><em>Vitis vinífera</em></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"> L., manejo, sistema de condução.</span></span></span></span></p> Marco Aurélio de Freitas Fogaça Copyright (c) 2022 Revista Thema https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2560 Thu, 28 Jul 2022 00:00:00 +0000 Português na China https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2442 <p align="justify"><span style="font-size: small;">Ao longo dos últimos anos o ensino de Português no ensino superior da China tem registado um crescimento considerável em termos de instituições, professores e estudantes. Apesar desta realidade, a tarefa de quantificar os elementos pertencentes a esta área de estudos enfrenta algumas dificuldades devido a razões logísticas relacionadas com a dimensão do território e do número de instituições do ensino superior chinês. Através de uma pesquisa documental e exploratória este estudo tem como principal objetivo sistematizar e efetuar uma leitura dos números que dão a conhecer a situação do Português no ensino superior chinês. As principais conclusões permitem verificar: um grande aumento do número de estudantes e professores em relação a números divulgados em estudos anteriores; a categorização dos professores por nacionalidades; <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">o rácio</span></span></span> professor-aluno; a distribuição dos alunos segundo o tipo de cursos que frequentam; e vários outros dados comparativos entre a China continental e Macau.</span></p> <p align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">Português; China; ensino superior; dados quantitativos; análise exploratória.</span></span></span></span></p> Manuel Duarte João Pires Copyright (c) 2022 Revista Thema https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2442 Mon, 11 Jul 2022 00:00:00 +0000 O processo de (des)humanização em Guimarães Rosa e Mia Couto https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/1343 <p align="justify"><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Tahoma, serif;">Este texto consiste em uma análise comparativa entre os contos </span><span style="font-family: Tahoma, serif;"><em>Conversa de bois</em></span><span style="font-family: Tahoma, serif;">, de João Guimarães Rosa, e </span><span style="font-family: Tahoma, serif;"><em>O dia em que explodiu Mabata-bata</em></span><span style="font-family: Tahoma, serif;">, de Mia Couto, a fim de identificar os processos de desumanização aos quais estão submetidas as duas crianças dessas narrativas; e posteriormente, os processos de humanização que são desencadeados por meio da ação dos bois presentes nos dois contos. Essa análise fundamenta-se nas concepções teóricas de Ernest Fischer e Antonio Candido sobre a função humanizadora da arte, de modo geral, e da literatura, de forma mais específica; como também baseia-se no pensamento de Benjamin Abdala Júnior sobre a existência de um macrossistema literário constituído pelas literaturas de língua portuguesa. Deste modo, a presente análise constata, nos dois contos, a existência de uma relação tríade entre homens, crianças e bois, que condiciona os processos de desumanização, e suas consequentes ações humanizadoras.</span></span></p> <p align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">Literatura; </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">hu</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">manização; </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">d</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">esumanização; Guimarães Rosa; Mia Couto.</span></span></span></span></p> <p align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">Literatura; </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">hu</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">manização; </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">d</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">esumanização; Guimarães Rosa; Mia Couto.</span></span></span></span></p> Jildonei Lazzaretti Copyright (c) 2022 Revista Thema https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/1343 Wed, 20 Jul 2022 00:00:00 +0000 “Lutando pela vida” https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2117 <p align="justify"><span style="font-size: small;">O ensino de ciências é algo desafiador para o docente e um dos desafios consiste em escolher uma estratégia que seja eficiente, sendo isto o foco deste trabalho: o desenvolvimento de um jogo como estratégia de ensino. Este estudo é uma pesquisa de natureza qualitativa, com caráter exploratório e trazendo elementos de pesquisa de campo e pesquisa participante. O trabalho foi realizado com duas turmas de ensino fundamental, uma de nono ano da rede municipal de Caxias do Sul e outra de quarto ano, esta de uma escola da rede estadual, também de Caxias do Sul. O trabalho consistiu na aplicação de um jogo de cartas com o objetivo de ensinar consumo racional e ao final do estudo foi aplicado um questionário a fim de verificar a aceitação do jogo junto aos estudantes. Os alunos se envolveram na proposta e demonstraram que é possível levar para a sala de jogos ou atividades com elementos de jogos a fim de estimular a aprendizagem.</span></p> <p align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">Jogos; educação ambiental; jogos de cartas; aprendizagem por jogos.</span></span></span></span></p> Marcus Serafim, Solange Joanoni Veiga, Leticia Azambuja Lopes Copyright (c) 2022 Revista Thema https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2117 Tue, 09 Aug 2022 00:00:00 +0000 Usabilidade do WhatsApp https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2559 <p align="justify"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span style="font-size: small;">Este trabalho apresenta um estudo qualitativo, desenvolvido em uma turma de alunos de curso superior, da área de informática, objetivando explorar as potencialidades do <span lang="en-US"><em>WhatsApp</em></span> como interface pedagógica para os processos de ensino e aprendizagem da disciplina de Sistemas de Informações. Para tanto, avaliou-se a usabilidade do <span lang="en-US"><em>WhatsApp</em></span> com a aplicação de questionário compatível com o <em>SUS</em> – <span lang="en-US"><em>System Usability Scale</em></span>, postado no <span lang="en-US"><em>Google Forms</em></span>. O questionário <em>SUS</em> foi aplicado após a turma utilizar o <span lang="en-US"><em>WhatsApp</em></span> para responder, de forma colaborativa, questões relativas ao conteúdo de <em>ERP</em> – <span lang="en-US"><em>Enterpri</em></span><span lang="en-US"><em>s</em></span><span lang="en-US"><em>e Resource Planning</em></span> da disciplina. Foram criados quatro grupos de cinco alunos e após a consecução do trabalho cada participante do grupo respondeu ao questionário <em>SUS</em>. O <span lang="en-US"><em>Score SUS</em></span> de 80,9 possibilitou verificar que o <span lang="en-US"><em>WhatsApp</em></span> atendeu, de forma significativa, as exigências de usabilidade para a realização do trabalho, apontando-o como uma ferramenta viável pedagogicamente, nesta pesquisa.</span></span></p> <p align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="en-US"><em>WhatsApp</em></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">; </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><em>SUS</em></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">; ensino; aprendizagem; </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">usabilidade</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">. </span></span></span></span></p> Sergio da Costa Nunes, Rosane Aragon Copyright (c) 2022 Revista Thema https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2559 Thu, 14 Jul 2022 00:00:00 +0000 Prospecção in silico de produtos naturais inibidores da enzima de replicação viral NS5 RDRP do vírus do Nilo Ocidental https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2199 <p align="justify"><span style="font-size: small;">O VNO (Vírus do Nilo Ocidental) é um flavivírus agente etiológico da zoonose Febre do Nilo Ocidental. É transmitido por mosquitos do gênero <em>Culex</em>, e as aves são os principais reservatórios do vírus. Essa virose é responsável por uma encefalite que nos casos mais graves pode acarretar sequelas permanentes e chegar ao óbito. No ano de 2014 foi registrado o primeiro caso de infecção pelo vírus do Nilo Ocidental em humanos em território nacional, comprovando que o vírus já circula no nosso país. Ainda não existe vacina ou medicamentos específicos contra o VNO e o combate à doença é focado no monitoramento dos reservatórios (aves e animais domésticos), combate ao inseto vetor e tratamento paliativo dos acometidos. Neste contexto, essa proposta de pesquisa tem como objetivo selecionar compostos que possam ser utilizados como fármacos antivirais, utilizando como molécula alvo a proteína de replicação viral NS5.</span></p> <p align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">Flavivírus; produtos naturais; bioinformática; </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="en-US"><em>docking</em></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">.</span></span></span></span></p> Tales Natan Freitas da Silva, Natalia Raquel Silva Oliveira, Henriqueta Monalisa Farias, Franklin Ferreira de Farias Nóbrega, Rafael Trindade Maia Copyright (c) 2022 Revista Thema https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2199 Fri, 15 Jul 2022 00:00:00 +0000 COVID-19 e necropolítica no Distrito Federal no período de fevereiro de 2020 a junho de 2021 https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/1950 <p align="justify"><span style="color: #ff0000;"><span style="font-size: small;"><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">Aborda-se, neste trabalho, um momento crítico da pandemia de </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">COVID</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">-19, em que milhões de pessoas morriam e ainda não havia vacinação ou, em seguida, havia poucas pessoas vacinadas. Ademais, meio à preocupação mundial com a propagação do vírus, o Brasil tornava-se em 2020 e 2021 o epicentro da pandemia. No entanto, apesar de especialista</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">s</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"> do mundo inteiro recomendarem, entre outras medidas, o isolamento social para conter o avanço do vírus enquanto não havia uma vacinação em massa, o Presidente Bolsonaro declarou-se, desde o início, contrário ao modelo de distanciamento, com o argumento de que, sem trabalhar, muitas pessoas morreriam de fome. Ante o exposto, o objetivo geral deste trabalho foi analisar a possível contradição entre o Estado enquanto garantidor do direito à vida e à saúde (conforme a Constituição Federal de 1988) e o modelo de governo neoliberal que resultou em uma diferença na dinâmica de propagação do vírus entre ricos e pobres, estudando o caso específico do Distrito Federal. A partir da análise de dados epidemiológicos, relacionando-os com aspectos socioeconômicos, observou-se um neoliberalismo necropolítico, em que a classe C é a que mais morre da doença, e pobres, negros e moradores de periferia são os que, se infectados, têm mais chances de morrer.</span></span></span></span></span></p> <p align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR">COVID-19; neoliberalismo; necropolítica.</span></span></span></span></p> Viviane Xavier de Araujo Cruz, Marcelo Leandro Eichler Copyright (c) 2022 Revista Thema https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/1950 Mon, 25 Jul 2022 00:00:00 +0000