Revista Thema https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema <p>A <strong>Revista Thema</strong> (ISSN Eletrônico <strong>2177-2894</strong>) é um periódico trimestral multidisciplinar focado nas áreas de Ensino e de Educação, editado pelo <strong>Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense</strong> (<strong>IFSul</strong>). A gestão editorial desta revista é automatizada por meio do <em>Open Journal Systems</em> (OJS), aplicativo computacional de gerenciamento e publicação de revistas eletrônicas desenvolvido pelo <em>Public Knowledge Project</em> (PKP), da <em>University of British Columbia</em>. A submissão de artigos é contínua e feita exclusivamente por meio deste site. Para avaliação dos artigos submetidos será adotado o processo <em>Blind Review</em> (avaliação cega).</p> IFSul pt-BR Revista Thema 1517-6312 <p>DECLARAÇÃO DE RESPONSABILIDADE: Certifico que participei da concepção do trabalho, em parte ou na íntegra, que não omiti quaisquer ligações ou acordos de financiamento entre os autores e companhias que possam ter interesse na publicação desse artigo. Certifico que o texto é original e que o trabalho, em parte ou na íntegra, ou qualquer outro trabalho com conteúdo substancialmente similar, de minha autoria, não foi enviado a outra revista e não o será enquanto sua publicação estiver sendo considerada pela Revista Thema, quer seja no formato impresso ou no eletrônico.</p><p>O autor responsável pela submissão representa todos os autores do trabalho e, ao enviar o artigo para a revista, está garantindo que tem a permissão de todos para fazê-lo. Da mesma forma, assegura que o artigo não viola direitos autorais e que não há plágio no trabalho. A revista não se responsabiliza pelas opiniões emitidas.</p><p>A Revista Thema é de acesso aberto (Open Access), sem que haja a necessidade de pagamentos de taxas, seja para submissão ou processamento dos artigos. A revista adota a definição da <em>Budapest Open Access Initiative (BOAI)</em>, ou seja, <strong>os usuários possuem o direito de ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, buscar e fazer links diretos para os textos completos dos artigos nela publicados.</strong></p><p>Todos os artigos são publicados com a licença <a title="Creative Commons" href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/" target="_blank">Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional</a>. Os autores mantém os direitos autorais sobre suas produções, devendo ser contatados diretamente se houver interesse em uso comercial dos trabalhos.</p><p><a href="https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/"><img style="border-width: 0;" src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc/4.0/88x31.png" alt="Creative Commons License" /></a></p> Escola, Família e Conselho Tutelar https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2545 <p style="text-indent: 0cm; margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;"><span style="font-size: small;"><span style="color: #00000a;"><span style="background: #ffffff;">O objetivo deste artigo é </span></span><span style="color: #00000a;">compreender a delicada relação existente entre a Escola, a Família e o Conselho Tutelar, bem como a necessária disposição para um trabalho coletivo capaz de fazer emergir um sentimento de direito entre as famílias atendidas.</span> <span style="color: #00000a;">Para tanto, pretende-se aqui discorrer acerca dos dispositivos oficiais a favor das famílias de crianças e dos adolescentes, bem como problematizar os significados que as famílias atribuem à escola e ao Conselho Tutelar. A metodologia de pesquisa baseou-se em </span>entrevistas compreensivas com esses agentes. Como resultado, evidenciou-se a importância de um trabalho de mediação do Conselho Tutelar e duas das maiores agências de socialização do mundo contemporâneo, quais sejam, escola e família.</span></p> <p style="text-indent: 0cm; margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">Escola; </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">C</span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">onselho </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">T</span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">utelar; </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">F</span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">amília. </span></span></span></span></span></p> Maria Amália Cunha Islaine Natália Demétrio Copyright (c) 2022 Revista Thema 2022-11-21 2022-11-21 21 4 976 991 10.15536/thema.V21.2022.976-991.2545 Desafios do Trabalho Pedagógico https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/1993 <p style="margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;" align="justify"><span style="font-size: small;">Esse artigo traz em seu escopo uma análise dos desafios do trabalho do Setor de Assessoria Pedagógica (SAP), do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Farroupilha, Campus São Vicente do SUL (IFFAR/SVS). A análise, aqui relatada, refere-se ao trabalho desenvolvido junto aos professores e estudantes do 1º ano do Curso de Alimentos Integrado ao Ensino Médio (1º ano CAIM), durante o primeiro semestre de 2020, frente à pandemia de coronavírus (COVID-19). Busca-se contextualizar o caminho percorrido da efetivação das aulas remotas, por meio das portarias do Ministério da Educação (MEC), e apresenta-se os percentuais de acesso dos estudantes às aulas, realizadas via tecnologias digitais. A metodologia utilizada foi de abordagem qualitativa e baseou-se em materiais elaborados pela comunidade acadêmica daquela turma e por documentos oficiais do MEC, Conselhos Nacional e Estadual de Educação. Nessa análise teve-se a clareza de que o trabalho pedagógico é eficiente em seu cotidiano, porém não é eficaz se feito sozinho. Conclui-se que há muito para melhorar, quando o assunto refere-se às aulas remotas, aulas on-line, aulas com tecnologias digitais, Ensino à Distância, etc., mas caminha-se para mudanças significativas no campo da Educação, como um todo (processo de ensino e de aprendizagem). </span></p> <p style="margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;" align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">Assessoria Pedagógica; apoio discente; ensino on-line; ensino técnico integrado.</span></span></span></span></span></p> Neiva Lílian Ferreira Ortiz Ana Marli Bulegon Copyright (c) 2022 Revista Thema 2022-11-21 2022-11-21 21 4 942 956 10.15536/thema.V21.2022.942-956.1993 Uma sondagem a respeito das pretensões profissionais de graduandos de Engenharia Civil em Passo Fundo https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2562 <p style="font-weight: normal; margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;" align="justify"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span style="font-size: small;">Com os avanços constantes observados no setor construtivo, são perceptíveis as qualificações gradativamente específicas demandadas para o ingresso neste mercado. Nesse viés, observa-se que a graduação em Engenharia Civil deixou de atender parte dos conhecimentos necessários para a plena execução do ofício, sendo fundamental o aperfeiçoamento e a formação continuada quando concluinte. Nesse contexto, se torna relevante o conhecimento das pretensões profissionais dos então graduandos, a fim de se identificar a demanda futura por novos cursos de especialização. Para isso, foi realizado uma sondagem na cidade de Passo Fundo, que se destaca por ser um polo regional de educação e apresentar um mercado consolidado na construção civil, onde foram consultados 104 estudantes de diferentes instituições locais, analisando seu perfil e a manifestação de interesse em buscar uma nova formação. Em parte dos resultados, foram identificadas as áreas mais indicadas pelos graduandos e apresentadas à comunidade acadêmica.</span></span></p> <p style="margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;" align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">Especialização; </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">E</span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">ngenharia </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">C</span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">ivil; pretensão profissional.</span></span></span></span></span></p> Lidiane Bedin Gabriela Borba Silveira Julia Sá Brito Martins Lucas Vanini Copyright (c) 2022 Revista Thema 2022-11-21 2022-11-21 21 4 992 1007 10.15536/thema.V21.2022.992-1007.2562 Os estilos de aprendizagem dos professores influenciam no ensino de ciências nos anos iniciais do ensino fundamental? https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2522 <p style="margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;" align="justify"><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Tahoma, serif;">O ensino de Ciências passou por </span><span style="font-family: Tahoma, serif;">transformações</span><span style="font-family: Tahoma, serif;"> ao longo do tempo, contudo, algumas questões ainda precisam ser superadas. Ademais, o estilo de ensinar do docente é um reflexo do seu estilo de aprender e se não houver afinidades de estilos entre os professores e alunos, a aprendizagem fica comprometida. Este estudo teve como objetivo compreender os estilos de aprendizagem e as preferências das práticas desenvolvidas em sala de aula no ensino de Ciências pelos professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Utilizamos uma abordagem quali-quantitativa e amostragem por conveniência. Os instrumentos para a coleta de dados foram: questionário e teste N-ILS (</span><span style="font-family: Tahoma, serif;"><span lang="en-US"><em>New Index of Learning Styles</em></span></span><span style="font-family: Tahoma, serif;">). </span><span style="font-family: Tahoma, serif;">Para as análises estatísticas f</span><span style="font-family: Tahoma, serif;">oram utilizados os softwares estatísticos na versão gratuita de testes: </span><span style="font-family: Tahoma, serif;"><em>Statistica</em></span><span style="font-family: Tahoma, serif;"> 12 e </span><span style="font-family: Tahoma, serif;"><span lang="en-US"><em>Statistical Packages for the Social Sciences</em></span></span><span style="font-family: Tahoma, serif;"> (SPSS 20). A maioria dos professores apresentaram preferência pelo estilo de aprendizagem sensorial/visual/ativo/sequencial, constatou-se que os docentes enfatizam informações concretas e factuais, organizam o conteúdo de maneira indutiva e consideram que o modo de participação ativa dos alunos facilita o processo educativo.</span></span></p> <p style="margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;" align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">Educação Básica; </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">p</span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">rofessores; </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">a</span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">prendizado.</span></span></span></span></span></p> Jéssica de Carvalho Leite Viviane Cristina Guimarães Ramos Guilherme de Andrade Ruela Copyright (c) 2022 Revista Thema 2022-11-21 2022-11-21 21 4 957 975 10.15536/thema.V21.2022.957-975.2522 O uso lúdico das tecnologias digitais nos anos iniciais do Ensino Fundamental https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2565 <p style="font-weight: normal; margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;" align="justify"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span style="font-size: small;">Este artigo apresenta o uso lúdico das tecnologias digitais nos anos iniciais do Ensino Fundamental como uma possibilidade para facilitar os processos de ensino e aprendizagem. O objetivo principal deste estudo foi analisar a percepção que os professores atuantes nessa etapa escolar, das escolas municipais da cidade de Guaporé/RS, possuíam a respeito desse tema. A proposta metodológica envolveu abordagem qualitativa com objetivo descritivo, tendo como procedimento técnico o estudo de caso e aplicação de questionário como instrumento para realização da coleta de dados. Os sujeitos pesquisados foram vinte e um professores dos anos iniciais das quatro escolas municipais da cidade pesquisada, no ano de 2021. Os resultados da pesquisa evidenciaram que os pesquisados compreendem a importância da utilização do lúdico e das tecnologias digitais como recursos eficazes para fazer educação de qualidade e que os utilizam em suas aulas. Porém, de acordo com a análise das respostas disponibilizadas nos questionários, tal utilização ocorre de forma isolada e não vinculada, como aponta ser necessário, importante e eficaz de acordo com a revisão de literatura deste estudo.</span></span></p> <p style="margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;" align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: <span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">Tecnologias </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">d</span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">igitais; </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">l</span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">údico; </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">a</span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">nos </span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">i</span></span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">niciais. </span></span></span></span></span></p> Anubis Graciela de Moraes Rossetto Adriana Gonçalves dos Santos Copyright (c) 2022 Revista Thema 2022-11-29 2022-11-29 21 4 1016 1027 10.15536/thema.V21.2022.1016-1027.2565 Avaliação da qualidade da água do Rio Ijuí utilizando o teste de micronúcleo em peixes https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/2925 <p style="margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;" align="justify"><span style="font-size: small;">As principais fontes de contaminação do Rio Ijuí são o escoamento superficial das lavouras e o esgoto doméstico. O teste de micronúcleo (MN) em peixes é uma ferramenta útil na avaliação da qualidade da água, indicando a presença de substâncias tóxicas. Este estudo teve como objetivo avaliar a qualidade da água do Rio Ijuí utilizando o teste de MN em uma espécie de peixe nativa da família Characidae. Os indivíduos foram coletados no inverno (2012) e no verão (2013) em dois pontos no Rio Ijuí, distantes aproximadamente 170 Km, os quais apresentam a agricultura como principal atividade econômica, mas diferem em densidade demográfica. A frequência de MN não apresentou diferenças entre os locais. No entanto, em ambos os pontos, a frequência de MN no verão (2,15‰ e 2,13‰, nos pontos 1 e 2, respectivamente) foi significativamente maior do que no inverno (0,35‰ no ponto 1 e 0,45‰ no ponto 2). Não houve diferenças significativas para as outras anormalidades nucleares. Os resultados indicam a ocorrência de variação temporal na contaminação mutagênica da água do Rio Ijuí e que pode estar relacionada às atividades agrícolas, já que o verão é o período em que os agrotóxicos são utilizados com maior frequência na região.</span></p> <p style="margin-top: 0.25cm; margin-bottom: 0.25cm;" align="justify"><span style="font-size: small;"><strong>Palavras-chave</strong>: B<span style="color: #000000;"><span style="font-family: Tahoma, sans-serif;"><span lang="pt-BR"><span style="font-weight: normal;">iomonitoramento; genotoxicidade; poluição aquática.</span></span></span></span></span></p> Emitério da Rosa Neto Günther Gehlen Luciano Basso da Silva Copyright (c) 2022 Revista Thema 2022-11-21 2022-11-21 21 4 1008 1015 10.15536/thema.V21.2022.1008-1015.2925