Anais do Seminário de Educação Inclusiva no Ensino Médio e Técnico do IFSul

v.3, 2021

Autores

  • Jennifer Rodrigues Silveira (Org.) IFSul, Campus Sapucaia do Sul
  • Renata Porcher Scherer (Org.) IFSul, Campus Sapucaia do Sul

Resumo

                                     Eis o que aprendi
                                     nesses vales onde se afundam os poentes:
                                     afinal, tudo são luzes,
                                     e a gente se acende é nos outros.
                                     (Mia Couto, Um rio chamado tempo, uma
                                     casa chamada terra)

Iniciamos apresentando os Anais do 3º Seminário de Educação Inclusiva no Ensino Médio e Técnico do IFSul (SEDINETEC) com uma frase do escritor moçambicano Mia Couto, na obra “Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra”. Nesta obra Couto nos lembra da importância do outro para a nossa própria construção como sujeitos, afinal: “a gente se acende é nos outros”. Essa frase resume o sentimento que envolveu a todos os participantes nesta edição do evento. Uma troca de saberes, experiências e reflexões entre pessoas de todo o Brasil. O evento ocorreu nos dias 19, 20 e 21 de maio de 2021 com o objetivo de ser um espaço de discussão e troca de saberes e experiências a respeito da educação inclusiva no ensino médio e técnico. Em sua terceira edição, o evento deu visibilidade às histórias sobre a educação inclusiva que estão sendo escritas a partir do acesso de estudantes com deficiências nas instituições de ensino médio e técnico, refletindo sobre os desafios e conquistas deste cenário. Em 2020, em razão da pandemia da Covid-19, o evento foi cancelado, e em 2021, ocorreu em formato virtual. Assim, com alegria, apresentamos para a comunidade os Anais do 3º SEDINETEC que estarão organizados em duas partes. Na primeira parte temos três textos escritos por palestrantes do evento. O primeiro texto, escrito por Lelei Teixeira, consiste na resenha da obra: “Maternidade e Deficiência Visual: Do sonho ao nascimento de Natália”. Na resenha, Lelei apresenta a obra da jornalista Mariana Baierle e nos convida à sua leitura. No segundo texto, Mariana Baierle escreve a resenha da obra “E fomos ser gauche na vida”, da jornalista Lelei Teixeira. Através da escrita de Mariana conhecemos um pouco da obra e vida de Lelei e somos convidados à leitura da obra. O terceiro e último texto dessa primeira parte foi escrito pela professora Marcia Pletsch. No texto a pesquisadora apresenta uma discussão acerca da implementação de políticas de Educação Especial numa perspectiva inclusiva no período de 2008 a 2019. Na segunda parte do livro encontram-se os textos dos autores que apresentaram seus trabalhos no evento. Um conjunto de textos que apresentam reflexões teóricas e relatos de experiência sobre os desafios e possibilidades para construção de práticas pedagógicas inclusivas no âmbito do Ensino Médio e técnico. Convidamos os leitores e leitoras para conhecer os trabalhos aqui apresentados e que a leitura nos conduza para a construção de práticas pedagógicas mais inclusivas!

Profª. Drª. Renata Porcher Scherer
Membro da Comissão Cientifica
Sapucaia do Sul - RS, Brasil, outubro de 2021.

Downloads

Publicado

2021-10-18

Edição

Seção

Anais