Formação Inicial para o Ensino de Ciências: perspectivas de licenciandos imersos em uma proposta interdisciplinar

Autores

  • Franciele Pires Ruas Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Luiz Fernando Mackedanz Universidade Federal do Rio Grande - FURG

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.50-66.470

Palavras-chave:

Formação de professores, Interdisciplinaridade, Ensino de ciências

Resumo

Este artigo relata uma investigação realizada com os estudantes do curso de Licenciatura em Ciências na modalidade à distância de uma universidade pública gaúcha. Buscamos entender suas compreensões sobre a proposta de curso interdisciplinar e como constroem suas concepções acerca da interdisciplinaridade a partir da sua vivência no curso. Para isso, acompanhamos ao longo de dois semestres, buscando analisar no discurso dos estudantes a emergência do fenômeno estudado. Para essa análise, fazemos uso da cartografia, o que permitiu avaliar que para os alunos a interdisciplinaridade é percebida como uma comunicação entre especialistas e entre conhecimentos disciplinares envolvidos em uma temática ou eixo central, de modo que possam interagir e enriquecer-se mutuamente. Além disso, percebemos que os alunos investem na missão da qual foram incumbidos: romper com o ensino tradicional disciplinar e utilizar a interdisciplinaridade, na forma de integração dos saberes, como uma estratégia inovadora de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-08-05

Como Citar

Ruas, F. P., & Mackedanz, L. F. (2017). Formação Inicial para o Ensino de Ciências: perspectivas de licenciandos imersos em uma proposta interdisciplinar. Revista Thema, 14(3), 50-66. https://doi.org/10.15536/thema.14.2017.50-66.470

Edição

Seção

Ciências Humanas

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.