O Ensino de Química na plataforma digital em tempos de Coronavírus

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15536/thema.V18.Especial.2020.218-242.1807

Palavras-chave:

Plataforma digital, ensino de Química, pandemia.

Resumo

Uma doença respiratória aguda causada por um vírus denominado de SARS-CoV-2 foi transmitido a um número expressivo da população mundial. Com a disseminação global, a Organização Mundial de Saúde decreta em março de 2020 como Pandemia, e o Brasil de imediato, começou a tomar as atitudes cabíveis como quarentena e isolamento social. Com este quadro, não restou senão, suspender as aulas no Estado do Rio Grande do Sul (RS), e para minimizar o impacto da falta de aulas, a rede privada de ensino decidiu dar continuidade ao calendário letivo de forma on-line e começou a operar com as plataformas digitais existentes para os ensinos Fundamental e Médio apesar que em algumas escolas já se utilizava a mesma. Este artigo tem como objetivo avaliar a capacidade de aprendizagem no Ensino de Química por meio de uma plataforma digital e o quanto os estudantes conseguem apreender os conteúdos via online sem a presença diária física de um tutor, flexibilizando a rotina diária de aula, tendo em vista que as aulas podem ser assistidas em horários diversos quando o aluno se veja impossibilitado de acompanhá-la no horário. A metodologia adotada foi o estudo descritivo exploratório com aplicação de um questionário como pesquisa qualitativa. Como resultado verificou-se que apesar dos estudantes terem indicado certa dificuldade para aprender Química, ainda assim obtiveram resultados positivos com a inserção do ensino remoto durante este período de pandemia, o que pode indicar que plataformas digitais são ferramentas com potencial para as escolas como complemento híbrido para futuros estudos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Fiori, Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS

Possui graduação em Licenciatura em Ciências de 1º Grau (1985), Licenciatura em Química de 2º Grau (1989) e graduação em Química Tecnológica (1990) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul , Especialização (2002) e Mestrado (2008) em Ciência e Tecnologia de Alimentos no ICTA / UFGRS e Doutoranda no PPGVQS/Educação em Ciências : Química da Vida e Saúde . Foi Coordenadora da Seção de Contaminantes(Pesticidas e Micotoxinas) do Instituto de Pesquisas Biológicas - Laboratório Central do Estado (IPB-LACEN/FEPPS) ,foi membro suplente do Conselho Deliberativo na FEPPS representando o IPBLACEN/RS ,foi representante do Sindicato dos Químicos do RS na mesa de negociação do Grupo Hospitalar Conceição,foi Consultora para ensaios de proficiência em análises de Resíduos de Agrotóxicos em água para consumo humano pela Rede Metrológica/RS . Exerceu a função de Diretora do IPB-LACEN/FEPPS/RS (Laboratório Central do Estado) de 2011 a 2014. Foi Prof. de Química para Supletivo de 2° grau nas Escolas: Meta e Universitário.Foi representante da Secretaria Estadual da Saúde/RS na Comissão Técnica Estadual do Cadastro de Agrotóxicos e Afins no Estado na FEPAM/RS. Atualmente é Diretora de Assuntos Sindicais e Jurídicos do Sindicato dos Químicos do Rio Grande do Sul (SINQUIRS) e Conselheira do Conselho Regional de Química - V Região e Coordenadora da Câmara de Agrotóxicos do CRQ V Região.Também exerce a atividade sindical de Diretora executiva da Previdencia no SINTERGS . Exerceu o cargo de Química Especialista em Saúde da Secretaria da Saúde do RS lotada no Laboratório Central - LACEN/CEVS/SES/RS . Tem experiência na área de Docência em Química e Ciência & Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Avaliação e Controle de Qualidade de Alimentos, atuando principalmente nos seguintes temas:supervisão de estágios, toxicologia, resíduos de micotoxinas e agrotóxicos em água e alimentos,química analítica ,biossegurança e sistemas da qualidade.

Mara Elisângela Jappe Goi, Universidade Federal do Pampa- Unipampa

Mara Elisângela Jappe Goi é Professora da Unipampa-Universidade Federal do Pampa-Caçapava do Sul. Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS, Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Luterana do Brasil-ULBRA, licenciada em Química pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul –Unijuí. Foi professora da Educação Básica durante 20 anos. Atualmente atua na Educação Superior, no curso de Licenciatura em Ciências Exatas, no curso de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica e no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências (PPGEC- Mestrado Profissional) com experiência docente e como coordenadora e docente dos estágios supervisionados do curso de Licenciatura em Ciências Exatas da Unipampa. Seus interesses de pesquisa concentram-se na formação de professores, resolução de problemas e processo de ensino de aprendizagem em Ciências da Natureza.

Downloads

Publicado

2020-08-26

Como Citar

Fiori, R., & Goi, M. E. J. (2020). O Ensino de Química na plataforma digital em tempos de Coronavírus. Revista Thema, 18(ESPECIAL), 218-242. https://doi.org/10.15536/thema.V18.Especial.2020.218-242.1807

Edição

Seção

Ciências Humanas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)