Uma cultura mutante: o chimarrão e seus artefatos analisados sob o viés do design vernacular e do imaginário

Autores

  • Alexandre Vergínio Assunção Instituto Federal Sul-rio-grandense
  • Rafael Klumb Arnoni
  • Luiz Antônio Pereira Machado Júnior

DOI:

https://doi.org/10.15536/2594-4398.2017.v1.n01.pp.29-47

Resumo

O chimarrão sofre ao longo do tempo mudanças, tanto no seu simbolismo quanto na forma dos artefatos necessários à sua utilização. Essas incorporações servem como uma rica fonte de pesquisa ao design vernacular e aos estudos do imaginário. Neste artigo trazemos uma síntese analítica sobre aspectos culturais, imaginários, simbólicos e técnicos do chimarrão através de pesquisa bibliográfica e iconográfica, no âmbito da hermenêutica simbólica - que se define como interpretação compreensiva do sentido das produções e memórias humanas (RICOEUR, 2009; DURAND, 1996), buscando-se contextualizar sua utilização nos dias atuais. As conclusões revelam que os grupos e as segmentações de uso, em um tempo histórico, sempre interpretam e reelaboram aquilo que neste campo lhes é oferecido, transformando esses artefatos em elementos heterogêneos.

Biografia do Autor

Alexandre Vergínio Assunção, Instituto Federal Sul-rio-grandense

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Pelotas (1982), graduação em Licenciatura Disciplinas Especializadas de 2 grau pela Universidade Federal de Pelotas (1987), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Pelotas (2004) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Pelotas (2011). Atualmente é grupo de pesquisa gepiem da Universidade Federal de Pelotas (PPGE/FAE), prof ens bas tec tecnologico d404 do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense e coordenador curso superior bacharelado design do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense. Tem experiência na área de Desenho Industrial, com ênfase em Design, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, design, imaginario, imaginário e formação docente.

Downloads

Publicado

2017-09-08

Como Citar

ASSUNÇÃO, A. V.; ARNONI, R. K.; MACHADO JÚNIOR, L. A. P. Uma cultura mutante: o chimarrão e seus artefatos analisados sob o viés do design vernacular e do imaginário. Revista Poliedro, Pelotas, Brasil, v. 1, n. 01, p. 029-047, 2017. DOI: 10.15536/2594-4398.2017.v1.n01.pp.29-47. Disponível em: http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/poliedro/article/view/747. Acesso em: 31 out. 2020.

Edição

Seção

Artigos