http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/issue/feed Revista Educar Mais 2021-02-10T20:02:15+00:00 Nelson Luiz Reyes Marques reducarmais@gmail.com Open Journal Systems <p>A <em><strong>Revista Educar Mais</strong></em> é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias na Educação (PPGCITED) do CaVG/IFSul em parceria com os programas de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu) da UNIPAMPA e em Educação da Univille. A gestão editorial da Revista é executada pela Equipe do Programa Núcleo de Ensino de Ciências e Matemática (PRONECIM/CaVG/IFSul).</p> <p>Tem como objetivo divulgar a pesquisa científica, artigos de revisão e resenhas das áreas de Ensino e Educação da CAPES.</p> <p>A gestão editorial é automatizada por meio do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER) customizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). A avaliação é dupla cega pelos pares (double blind peer review).</p> <p>A revista adota o sistema editorial com <strong>fluxo contínuo</strong>. Todas as edições do ano corrente permanecerão abertas (In progress) e, à medida que os artigos forem aceitos e diagramados, serão inseridos na edição que ainda não estiver completa. Com isso, o fluxo de artigos será acelerado, aumentando o tempo de exposição do material que dará maior visibilidade a revista e aos trabalhos publicados por meio de citações.</p> <p><em>A revista não cobra nenhum tipo de taxa, seja para processamento, para autores ou para leitores.</em></p> <p>ISSN<strong> 2237–9185</strong> (<em>online</em>)</p> http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/1917 Ensino de microalgas por meio de modelos didáticos: tornando o mundo microscópico visível e significativo 2020-08-22T17:59:37+00:00 Laiza Cristina Ricatto da Silva lcristinaricatto@gmail.com Adriano Goldner Costa adrianogoldner@gmail.com Michell Pedruzzi Mendes Araújo michellpedruzzi@yahoo.com.br Valéria de Oliveira Fernandes valeriaufes@yahoo.com.br <p>Esse trabalho objetivou compreender a relevância dos modelos didáticos para o ensino de microalgas em aulas de ciências de uma escola estadual no munícipio de Santa Teresa, Espírito Santo. Para isso, foram confeccionados e aplicados modelos didáticos, a partir de massa de biscuit, isopor e tinta de tecido, das cinco principais divisões de microalgas: Cyanophyta, Euglenophyta, Dinophyta, Bacillariophyta e Chlorophyta. Foram entregues questionários, antes e após a realização das atividades, para levantar dados sobre o conhecimento dos estudantes acerca da temática abordada. Além da realização de aulas teóricas com a utilização dos modelos didáticos, também foi ministrada uma aula prática em um laboratório do Instituto Federal do Espírito Santo– Campus Santa Teresa, onde os estudantes puderam observar as microalgas. Evidenciamos grande potencialidade no uso dos modelos didáticos para o aprendizado de microalgas, destacando-se que eles possibilitaram o contato físico dos alunos com as estruturas representadas. Ademais, destaca-se a importância da realização de aulas práticas para complementar e tornar mais significativa a aprendizagem do conteúdo de microalgas.</p> 2021-01-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Revista Educar Mais http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2053 História da Educação Científica: revisando aspectos e construindo perspectivas 2020-11-27T21:42:18+00:00 Lucas de Sousa Ribeiro lucas.ribeiro.bio@gmail.com Maria Danielle Araújo Mota danielle.araujo@icbs.ufal.br Raquel Crosara Maia Leite raquelcrosara@ufc.br <p>Esta revisão de literatura tem como objeto de estudo a história da educação científica do final do século XX até o começo do século XXI a partir de três objetivos específicos: compreender os fatores político-econômicos que interferiram no desenvolvimento da educação científica, analisar os fatores culturais e pedagógicos que permearam essa história, e discutir os caminhos que a educação científica tem para o século XXI. Constitui, portanto, <span style="text-decoration: line-through;">de </span>uma pesquisa bibliográfica de cunho histórico, cujas outras pesquisas são consideradas fontes secundárias. Observamos uma convergência dos autores para compreensão de que as concepções de ciências e ensino de ciências positivistas, ainda hegemônicos, decorrem de uma história marcada por fortes influências políticas, econômicas, culturais e pedagógicas estadunidenses. Contudo, pesquisas recentes trazem novas contribuições sobre o papel da ciência e do ensino de ciências na era da informação, o que pode significar uma mudança de perspectivas e uma nova forma de se construir a educação científica do século XXI.</p> 2021-01-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Lucas de Sousa Ribeiro, Maria Danielle Araújo Mota , Raquel Crosara Maia Leite http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2103 Construção de estratégias de ensino com professores de Química: relatos de uma formação continuada 2020-11-16T20:27:28+00:00 Jonathan Giovanella Laste jonathan.laste@universo.univates.br Miriam Ines Marchi mimarchi@univates.br Patrick Alves Vizzotto patrick.fisica@hotmail.com Eniz Conceição Oliveira eniz@univates.br José Cláudio Del Pino delpinojc@yahoo.com.br <p>Este trabalho consiste em uma análise das experiências vivenciadas ao longo de um Curso para Formação Continuada de Professores da área de Ciências da Natureza em uma Universidade Comunitária do Rio Grande do Sul. Com duração de sete encontros, o curso contou com cinco docentes de Ciências e Química do Ensino Fundamental e Médio, e abordou diferentes estratégias de ensino e formação pedagógica. A pesquisa apresenta caráter qualitativo, com características de estudo de caso. A coleta dos dados deu-se por meio de questionário, gravações das discussões dos encontros em áudio e trabalhos produzidos pelos participantes. As estratégias de ensino e as dificuldades vivenciadas por alunos e professores foram debatidas durante todos os encontros. Além disso, foi lançada a proposta de os professores desenvolverem um plano de unidade didática a partir das estratégias debatidas na formação. Como resultado, evidenciou-se um predomínio de metodologias ativas, visto que os professores instigaram os alunos para a criação de mapas conceituais, experiências com pilha de limão e elaboração de tabela periódica. Entre outros aspectos, tais estratégias privilegiam a autonomia dos alunos.</p> 2021-01-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Jonathan Giovanella Laste, Miriam Ines Marchi, Patrick Alves Vizzotto, Eniz Conceição Oliveira, José Cláudio Del Pino http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2136 Educação Superior: o que motiva a escolha pelos cursos de Engenharia? 2020-12-10T19:26:57+00:00 Breno Arno Hoernig Junior brenoarno@gmail.com Vera Lucia Felicetti vera.felicetti@unilasalle.edu.br Paulo Fossatti paulo.fossatti@unilasalle.edu.br <p>A temática do artigo relaciona-se à escolha da profissão de engenheiro. Nos últimos anos tem diminuído a procura por esta graduação e o número de concluintes vem reduzindo, o que aponta para um possível colapso nas engenharias. O objetivo de pesquisa corresponde a identificar aspectos relacionados à escolha de cursos quando do ingresso na Educação Superior. A questão central feita aos estudantes é: Por que você escolheu ingressar neste curso? A metodologia é de natureza qualitativa. Os participantes foram estudantes de cursos de engenharia que estavam cursando disciplinas de expressão gráfica. Obteve-se como resultado duas categorias que diferenciam as escolhas. A primeira categoria foi associada com a afinidade com o curso, e está relacionada às características peculiares de cada curso e dos próprios estudantes. A segunda aponta para a perspectiva profissional envolvendo aspectos como status da profissão, reconhecimento social e a remuneração e vinculação com o mercado de trabalho. Concluímos que existe uma correlação entre a identificação do aluno com o curso e a sua motivação que se relaciona as suas características individuais, de modo que sua satisfação com o curso e o seu crescimento profissional faz com que almeje alcançar a conclusão desta graduação.</p> 2021-01-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Breno Arno Hoernig Junior, Vera Lucia Felicetti, Paulo Fossatti http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2163 Proposta de arquitetura baseada em agentes inteligentes integrados em ambientes E-learning 2020-11-27T10:50:25+00:00 Francielli Freitas Moro franf_m@hotmail.com Liane Margarida Rockenbach Tarouco liane@penta.ufrgs.br Rosa Maria Vicari rosa@inf.ufrgs.br <p>Encontrar soluções para aproximar professor e aluno em ambientes <em>e-learning</em> como o moodle e diminuir os índices de evasão nos cursos é um desafio enorme e potencializado com a pandemia de SARS-COV-2. Para isso, torna-se necessário encontrar soluções inteligentes que forneçam reflexão, interação, motivação, acompanhem o processo de aprendizagem do aluno e apoiem o professor. O presente artigo apresenta uma proposta de arquitetura de ambiente <em>e-learning</em> baseado em agentes inteligentes, para minorar problemas do ensino de disciplinas na área de matemática nas engenharias. Para isso, foi realizada uma pesquisa na literatura, apontado os principais relacionados a <em>e-learning</em> e a matemática na engenharia, e possíveis soluções baseadas em agentes inteligentes como <em>chatbots</em> e nas arquiteturas de Sistemas Tutores Inteligentes. Além da proposta, foi realizada uma breve discussão de como a arquitetura ajudaria a resolver os problemas levantados e de como aplicá-la.</p> 2021-01-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Francielli Freitas Moro, Liane Margarida Rockenbach Tarouco, Rosa Maria Vicari http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2149 Análise quantitativa dos graduados, acadêmicos e evadidos do curso de licenciatura em Física da UFAC: um diagnóstico inicial 2020-12-26T22:02:43+00:00 Bianca Martins Santos bianca8ms@gmail.com Marcelo Castanheira da Silva mar_castanheira@yahoo.com.br Antonio Romero da Costa Pinheiro aromerocp@gmail.com Irlen Maycon Pereira da Silva Paiva irlen.maycon.pereira@gmail.com Eloi Benicio de Melo Junior eloibmj@gmail.com <p>O presente trabalho visa apresentar um diagnóstico inicial sobre o quantitativo de alunos que evadiram e concluíram o curso de licenciatura em Física da Universidade Federal do Acre. O estudo foi baseado nos dados fornecidos pela coordenação do curso referente aos treze anos de existência, a partir da abertura em 2005 até o primeiro semestre de 2018. O estudo ainda apresenta abordagem estatística e uma reflexão sobre a importância do curso para o estado do Acre, bem como apresenta elementos do perfil do licenciado em Física (diplomado), como sexo, à idade que concluiu a graduação, a naturalidade e a faixa de tempo necessário para integralizar os estudos. Verificou que a diferença de sexo, forma de ingresso e períodos cursados estão ligados a evasão dos graduandos. Constatou-se que os 4º e 6º períodos têm o maior índice de evasão, a formação por outro lado ocorre entre o 8º e 11º período.</p> 2021-01-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dra. Bianca Martins Santos, Dr. Marcelo Castanheira da Silva, Dr. Antonio Romero da Costa Pinheiro, Irlen Maycon Pereira da Silva Paiva, Eloi Benicio de Melo Junior http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2242 Histórias de vida e pesquisa (auto)biográfica: contribuições para a formação da identidade docente 2020-12-18T11:04:21+00:00 Bruno Miranda Freitas bmfbruno91@gmail.com Paulo Meireles Barguil paulobarguil@ufc.br <p>Este texto objetiva discutir sobre as Histórias de vida e a Pesquisa (auto)biográfica nas Ciências Humanas, e, de modo especial, na área da Educação, e apresentar as suas contribuições para a formação da identidade docente. As Histórias de vida e a Pesquisa (auto)biográfica são práticas autopoiéticas, nas quais o sujeito identifica aspectos formadores nas suas experiências e constitui sentido à sua trajetória. Neste artigo, de natureza bibliográfica, analisaremos aportes teóricos de Josso (2010), Pineau e Le Grand (2012), Ferrarotti (2014), Delory-Momberger (2014), Dominicé (2014a, 2014b, 2014c), Nóvoa (2014) dentre outros. Conforme esse referencial, a reflexão sobre a trajetória pessoal é um movimento investigativo e formador da identidade, a qual não é fixa, pois o sujeito pode reconfigurá-la em virtude de novas experiências e interpretações.</p> 2021-01-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Bruno Miranda Freitas, Paulo Meireles Barguil http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2240 Da ação à emancipação: o uso do ambiente virtual de aprendizagem do GeoGebra no contexto da educação popular 2020-12-17T21:01:10+00:00 Rodrigo Sychocki da Silva sychocki.rodrigo@gmail.com Thor Franzen thor.franzen1903@gmail.com <p>O presente artigo versa sobre uma pesquisa de característica qualitativa realizada no ano de 2019 com uma turma do pré-vestibular popular Dandara dos Palmares, sediado no Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) em Porto Alegre. A produção dos dados ocorreu na forma da aplicação de uma proposta didática presencial no laboratório de informática da instituição, aonde os participantes exploraram atividades sobre funções afins e funções quadráticas fazendo uso de um Ambiente Virtual de Aprendizagem e também fizeram o preenchimento de dois questionários. Utilizamos como fundamentação teórica estudos e autores que apresentam as ideias da Educação Popular e sobre o uso das tecnologias digitais em sala de aula na perspectiva da formação de professores. A análise mostrada no presente artigo centra-se nos dados apresentados nos questionários, os quais demonstram por parte dos participantes da pesquisa uma valorização do uso das tecnologias no percurso de aprendizagem. Entende-se assim, que ao fazer uso das tecnologias em atividades didático-pedagógicas na Educação Popular os estudantes tornam-se os principais agentes no processo de aprendizagem.</p> 2021-01-13T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Rodrigo Sychocki da Silva, Thor Franzen http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2079 Direitos humanos e as relações étnico-raciais na Educação Infantil 2021-01-11T21:36:18+00:00 Amanda Basílio Barbosa amandabasilio17@hotmail.com Márcia Helena Sauáia Guimarães Rostas mrostas@hotmail.com <p>O presente estudo tem como objetivo propor algumas considerações em relação as questões étnico-raciais na educação, mais precisamente na educação infantil, com uma abordagem balizada pelos Direitos Humanos. Inicialmente, é abordado o contexto histórico do surgimento dos Direitos Humanos e seu papel na educação. Para tanto, utilizou-se como referenciais teóricos, a Declaração Universal do Direitos Humanos, a Constituição Federal de 1988, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Falcão (2009), as Orientações e Ações para a Educação das Relações Étnico-Raciais e adentrando às questões raciais, elegeu-se os estudos de Munanga (2012), Davis (2018) e Almeida (2018). Posteriormente, são apresentados estudos de Corrêa (2017), Rocha (2015), Farias (2016) e Freitas (2016) que se debruçaram na temática étnico-racial na educação infantil. A educação apesar de ser um direito humano que deve ser garantido a todos, ainda é negada a muitas minorias. A comunidade negra ao adentrar o ambiente escolar depara-se com um ideal eurocêntrico a ser seguido, tendo sua história, sua cultura e até seu próprio corpo invisibilizados.</p> 2021-01-13T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Amanda Basílio Barbosa, Márcia Helena Sauáia Guimarães Rostas http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2139 Os coletivos e os estilos de pensamento em pesquisas brasileiras sobre investigação-ação 2020-12-15T11:19:51+00:00 Larissa Lunardi larissalunardi18@gmail.com Rúbia Emmel rubia.emmel@iffarroupilha.edu.br <p>A pesquisa analisou dissertações e teses sobre a formação inicial de professores de Ciências Biológicas, no campo da investigação-ação. Apoiando-se nas categorias epistemológicas de Fleck (2010), para compreender as contribuições dos autores referências das dissertações e teses sobre a investigação-ação, disponíveis na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD). Foi possível identificar os estilos e coletivos de pensamento que vem caracterizando a pesquisa do tema no recorte apresentado. Com base na leitura das dissertações (5) e das teses (3), através da Análise Textual Discursiva (ATD) foram identificadas um total de 58 palavras-chave, que permitiram a elaboração de cinco agrupamentos temáticos, a partir da leitura e identificação de 13 autores referências, que apareceram mais de uma vez nas pesquisas sobre a investigação-ação. Após a análise, percebe-se que as dissertações e teses deste recorte demonstram que há preocupação em se estabelecer conceitos e diferentes olhares que apontem novas perspectivas, vislumbrando a formação inicial de professores capazes de ressignificar sua constituição docente, por meio da investigação-ação.</p> 2021-01-16T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Larissa Lunardi, Rúbia Emmel http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2239 Uma experiência de trabalho coletivo a partir do uso combinado de diferentes espaços virtuais na formação continuada de professores de Matemática 2020-12-26T22:01:33+00:00 Rodrigo Sychocki da Silva sychocki.rodrigo@gmail.com Morgana Aline Reinheimer mreinheimer41@gmail.com <p>O presente artigo é um recorte de uma pesquisa de Mestrado Acadêmico em Ensino de Matemática que teve como objetivo observar e analisar a postura dos professores de matemática participantes inseridos em diferentes espaços virtuais durante uma formação continuada na modalidade à distância. Os referenciais que fundamentaram a pesquisa ocorreram por meio de leituras teóricas sobre formação de professores com tecnologia, Espaços Virtuais, trabalho coletivo, postura e interação/interatividade. Durante a formação, que ocorreu durante dois meses, fez-se uso do aplicativo WhatsApp e da plataforma virtual Coursify.me, onde foram realizadas proposições e discussões sobre problemas e atividades de matemática, que constituíram o conjunto de dados da pesquisa. Uma análise e reflexão sobre os dados produzidos, à luz dos referenciais teóricos utilizados e com uma característica metodológica qualitativa, permitiram concluir que observar a postura dos participantes ao longo de ações propostas na modalidade à distância seja uma característica determinante na construção de arquiteturas pedagógicas que possam oportunizar momentos para uma formação com significado ao participante.</p> 2021-01-16T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Rodrigo Sychocki da Silva, Morgana Aline Reinheimer http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2106 Culto ao corpo e suas formas de disseminação através das mídias: uma revisão integrativa no olhar da Educação Física 2020-12-16T16:30:07+00:00 Mara Dantas Pereira maradantaspereira@gmail.com Mariana Pícaro Cerigatto mariana.picaro@souunit.com.br <p>Este trabalho teve como objetivo realizar uma análise da produção científica sobre a influência da mídia no âmbito da Educação Física Escolar e Universitária, a fim de discutir sobre conceitos, métodos e ações pedagógicas utilizadas por professores de Educação Física. Trata-se de revisão integrativa da literatura, realizada por meio da busca por artigos científicos capturados nas principais bases de dados. Por meio dos estudos analisados, foi possível compreender a necessidade de romper as barreiras criadas pelo sistema hegemônico de culto ao corpo, que afeta especialmente os jovens. No contexto formativo e educacional é necessário atribuir ao currículo acadêmico dos professores e nas aulas de Educação Física as implicações dos conteúdos midiáticos nos padrões corporais, o que leva o professor a trabalhar além do aspecto biológico. Os docentes devem promover a criação de ferramentas e conteúdos que despertem nos alunos uma visão crítica diante do que é imposto pela mídia e a indústria da beleza no ideal de corpo. Conclui-se que o trabalho possibilitou trazer reflexões e um confronto de ideias em torno do influxo das mídias sobre os saberes de corpo de estudantes e professores.</p> 2021-01-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Mara Dantas Pereira, Mariana Pícaro Cerigatto http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2279 Juventudes e Educação: estado da arte de publicações em revistas A1 de universidades federais brasileiras (2010 – 2019) 2021-01-22T20:57:12+00:00 Victor Hugo Nedel Oliveira victor.juventudes@gmail.com <p>As relações entre juventudes contemporâneas e educação vão muito além do que sua simples presença nos espaços escolares. O principal objetivo do texto foi construir o estado da arte das publicações sobre o tema, em revistas de Universidades Federais brasileiras, de classificação A1. Para tanto, realizou-se investigação bibliográfica que selecionou as revistas dispostas nos critérios estabelecidos e os textos para análise, a partir dos descritores “juventudes” e “jovens” e do recorte temporal de 2010 até 2019. Os resultados apontaram para a presença de 10 textos, em periódicos da região sul do Brasil e com regularidade na publicação, ainda que em baixo volume. Os textos foram categorizados em temas: culturas juvenis; ensino médio; entrevistas e outros. As tendências metodológicas apontam para investigações em maioria de abordagem qualitativa, que utilizam entrevistas como técnica de coleta de dados, que utilizam da análise de conteúdo para análise dos dados, que investigaram jovens e em espaços escolares. É possível considerar que o reconhecimento das pesquisas em juventudes e educação reforça a ideia de manutenção do campo de amplia as possibilidades para novas investigações.</p> 2021-01-23T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Victor Hugo Nedel Oliveira http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2258 A relação entre mobilidade discente e evasão nos cursos de graduação 2021-01-20T20:09:04+00:00 Ana Paula Souza do Prado Anjos apanjos@uneb.br Marilde Queiroz Guedes mguedes@uneb.br Emília Karla de Araujo Amaral emilia@fasb.edu.br Nilza da Silva Martins nlima@uneb.br <p>Este estudo é um recorte de uma pesquisa do tipo estudo de caso, desenvolvida em uma universidade pública situada no estado da Bahia, Nordeste do Brasil. Teve por objetivo, analisar como a mobilidade discente tem influenciado os processos de evasão dos cursos de graduação dessa instituição. A compreensão das causas envolvidas no processo de mobilidade que levam os discentes a migrarem dos cursos e os impactos desse fenômeno para a instituição de ensino foram estudados a partir da análise do contexto local e das políticas de expansão do ensino superior no século XXI, à luz das concepções de diferentes teóricos e de censos divulgados pelo MEC. Os resultados da pesquisa apontam que o processo de mobilidade discente no ensino superior foi impulsionado pela expansão de oferta de vagas nas últimas duas décadas, que os cursos das áreas de engenharias e ciências médicas foram os mais procurados pelos estudantes que migraram da universidade analisada e que esta não dispõe de condições financeiras, estruturais e programas consolidados para conter a evasão e a desistência, especialmente nos cursos de licenciaturas, por serem processos complexos e motivados por diversos fatores.</p> 2021-01-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ana Paula Souza do Prado Anjos, Marilde Queiroz Guedes, Emília Karla de Araujo Amaral, Nilza da Silva Martins http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/1926 Ginástica laboral como intervenção e melhoria na qualidade de vida docente 2021-01-13T22:12:47+00:00 Marinalva Sampaio Guimarães marinalvasampaiogui@gmail.com Maria Luiza Mendonça Azevedo malu_mendonca@hotmail.com Thiago Rocha Amaro thiagoamaro451@yahoo.com.br Virgínia Mara Próspero Cunha vimaracunha@terra.com.br Maria Teresa de Moura Ribeiro mterib@hotmail.com Marilza Terezinha Soares de Souza de_souzamarilza@hotmail.com <p class="Thema-Resumo2" style="line-height: 110%; margin: 0cm 1.15pt 8.0pt .3pt;"><span style="color: windowtext;">O trabalho docente pode provocar desgaste físico e emocional resultando no aumento do nível de estresse, aparecimento de doenças como depressão e lesões por esforços repetitivos, ocasionando licenças no emprego. Nesse contexto, objetivou-se com o presente relato de experiência promover conscientização sobre a importância da prática de atividade física regular incentivando a qualidade de vida docente. Para tanto, utilizou-se a prática de Ginástica Laboral como intervenção com um grupo de 10 professores de uma escola privada do Ensino Fundamental, localizada em um município do interior paulista. Esse tipo de exercício é realizado no local de trabalho com a finalidade de contribuir na prevenção de doenças e favorecer o relacionamento interpessoal. Autores como Ferrão (2012), Zankoski (2013) e Silva, Baia, Romanholo, Soares (2015) embasaram teoricamente o estudo. Conclui-se que os efeitos da Ginástica Laboral contribuíram para promover a motivação pela prática de atividades físicas, além de proporcionar bem-estar. Sugerem-se pesquisas futuras que evidenciam a possibilidade de realizar exercícios físicos em casa, utilizando como recurso canais do <em>YouTube</em>.</span></p> 2021-02-03T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Educar Mais http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2294 O Modelo Híbrido da Sala de Aula Invertida no Ensino de Fisioterapia: uma revisão sistemática da literatura 2021-02-10T20:02:15+00:00 Maria Bethânia Tomaschewski Bueno bethaniatomaschewsky@gmail.com Maria Isabel Giusti Moreira isabelmoreira@gmail.com <p class="Thema-Resumo2" style="line-height: 110%; margin: 0cm 1.15pt 8.0pt .3pt;"><span style="color: windowtext;">Este artigo é um recorte da dissertação, ainda em andamento, intitulada ‘O Modelo da Sala de Aula Invertida como Proposta no Ensino de Fisioterapia: Um estudo de caso no conteúdo de Incontinência Urinária Feminina’, do Programa de Pós-graduação do Instituto Federal Sul-rio-grandense do Campus Pelotas - Visconde da Graça. O artigo em questão trata-se de uma revisão sistemática da literatura a qual foi delimitado em artigos no idioma português, disponíveis e completos na íntegra, sem a delimitação do período de publicação e os descritores utilizados nas buscas foram ‘ensino híbrido’, ‘sala de aula invertida’, ‘educação em saúde’, ‘ensino em saúde’, ‘fisioterapia’, ‘metodologias ativas’, ‘ensino’ e ‘incontinência urinária’. As bases de dados escolhidas foram o Portal CAPES, o SciELO, o Portal BVS, o PubMed e o Google Acadêmico. O total de artigos encontrados foram 944, no entanto apenas 3 artigos estavam de acordo com os objetivos desse trabalho. Como a escassez de publicações científicas destinadas aos docentes da área, acredita-se que com isso, há angústias e receios para a aplicabilidade do modelo, seja esse o da Sala de Aula Invertida seja qualquer outro modelo híbrido.</span></p> <p class="Thema-Resumo2" style="line-height: 110%; margin: 0cm 1.15pt 8.0pt .3pt;"> </p> 2021-02-16T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Maria Bethânia Tomaschewski Bueno, Maria Isabel Giusti Moreira http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2269 Estratégias de ensino e aprendizagem no Ensino Superior: possibilidades para o curso de Pedagogia 2021-01-13T14:10:42+00:00 Leidelaine Sérgio Perucci leideperucci@gmail.com Elaine Gonçalo Bento elainebento2814@gmail.com <p>A temática de ensino e aprendizagem alcança patamares para além da Educação Básica e dos ambientes escolarizados. Este artigo foi produzido a partir da disciplina de Estratégias de Ensino e Aprendizagem oferecida no formato de Mobilidade Internacional Virtual pela Universidad Nacional Costa Rica (UNA-CR) em parceria com o Programa de Pós-graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Ouro Preto (PPGEDMAT/UFOP). Aqui apresentamos uma análise da disciplina de Introdução à Educação do curso de Pedagogia da UFOP em um estudo qualitativo que contemplou a pesquisa bibliográfica e documental, procurou estabelecer pontes com dados históricos do curso e fundamentar essas interlocuções na literatura específica da área de formação de professores, nos documentos legais e na Matriz curricular. Os resultados foram analisados a luz da teoria cientifica a partir de autores como Anastasiou e Alves (2012), Beraza (2011), Freire (1996), Santos (2008) e Libâneo (2002 e 2017). Percebe-se que as estratégias são essenciais no processo educacional e que para cada disciplina e turma há contextos diferentes nas quais as estratégias precisam ser pensadas de forma linear.</p> 2021-02-16T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Leidelaine Sérgio Perucci, Elaine Gonçalo Bento http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2270 Utilitarismo repaginado: uma faceta do neoliberalismo contemporâneo 2021-02-06T22:09:39+00:00 Fernanda Wanderer fernandawanderer@gmail.com Gicele Weinheimer gicele.weinheimer@gmail.com <p>O artigo apresenta resultados de uma investigação que teve por objetivo identificar sentidos que alunos do Ensino Médio (EM) atribuem à relevância do utilitarismo do conhecimento escolar. As bases teóricas advêm dos estudos de Michel Foucault e seus comentadores, como Sibilia, Ball e Dardot e Laval. A parte empírica foi realizada em uma escola pública da região metropolitana de Porto Alegre (RS), no ano letivo de 2017. O material escrutinado é composto por questionários respondidos pelos discentes que frequentavam a última etapa da educação básica sobre suas concepções a respeito da escola e do EM na atualidade. A análise mostrou que a escola ainda pode ser pensada enquanto uma maquinaria capaz de produzir alunos para uma determinada função social, voltada para o mercado de trabalho. Ao mesmo tempo, tem sido capturada pela perspectiva mercadológica, incitando os estudantes a agirem de modo a tornarem-se empresários de si mesmos, realizando investimentos a partir de cálculos de interesses que lhes garantam um lugar de destaque no cenário competitivo.</p> 2021-02-22T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Fernanda Wanderer, Gicele Weinheimer http://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2263 Por que o mais certo é o incerto? 2020-12-24T18:42:45+00:00 Renan Antônio da Silva r.silva@unesp.br 2021-01-08T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Prof. Dr. Renan Antônio da Silva