Contribuições da Filosofia da Ciência ao Ensino, aspectos da visão epistemológica de Michel Paty: os momentos conceituais e momentos na prática

Neusa Teresinha Massoni, Marco Antonio Moreira

Resumo


Este texto apresenta uma introdução a uma visão epistemológica contemporânea, a de Michel Paty. Frente à vasta produção de Paty na área da filosofia da ciência, são aqui destacadas apenas aquelas ideias sobre a Mecânica Quântica e sobre o papel da Matemática na construção das teorias científicas. Segundo ele, a Mecânica Quântica é uma teoria legitimada e constitui um núcleo teórico, por seus algoritmos, formulação e linguagem, de todas as teorias da Química, Física, Estrutura da Matéria e até de certos estados da matéria que aparecem na Astrofísica. Mas a Mecânica Quântica não se apresenta como uma teoria da matéria, não explica propriedades dinâmicas dos sistemas, pois se coloca como um quadro teórico, conceitual e formal no interior do qual são desenvolvidos modelos dinâmicos suscetíveis de se constituírem como teoria. A Matemática, por sua vez, na visão de Paty, é cada vez mais concebida como inerente aos conceitos científicos, constitutiva desses conceitos, isto é, serve para construí-los. Na Física, por exemplo, a Matemática impôs sua marca na construção das teorias físicas. Para abordar objetos que escapam à apreensão direta através dos sentidos humanos a Matemática provê à Física um aparato formal que marca o grau de abstração e complexidade envolvidos.

Palavras-chave


Construção de teorias científicas; Filosofia da ciência; Mecânica Quântica; Matemática.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15536/reducarmais.3.2019.134-153.1431

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                                                      Indexadores / Indexing

Logotipo do Crossref